Capa da Publicação

As 10 cenas mais pausadas da história do cinema

Por Gus Fiaux

Todos nós já nos deparamos com uma experiência em comum: quando pegamos um filme para ver em casa e encontramos uma cena tão vistosa ou cheia de detalhes que não somos capazes de fazer outra coisa se não pausar para observar tudo com mais atenção. Pode ser um breve easter-egg, uma cena picante ou uma homenagem a um ator querido.

Com isso em mente, selecionamos aqui 10 das cenas mais pausadas da história do cinema – aquelas sequências que alugaram um triplex na cabeça dos fãs, e que até hoje são analisadas minuciosamente por fãs do mundo todo.

Imagem de capa do item

O Mágico de Oz (1939)

O primeiro item de nossa lista diz respeito a uma das maiores lendas urbanas da história do cinema. Durante muito tempo, acreditava-se que um ator que teria interpretado um Munchkin em O Mágico de Oz teria tirado a própria vida durante as gravações, e seu corpo supostamente poderia ser avistado enforcado em uma árvore no fundo cenográfico.

Isso nunca aconteceu, mas não deixou de ter um impacto com o público - ao ponto que todas as sequências na floresta cortada pela Estrada de Tijolos Amarelos são pausadas pelo público, atento para ter um vislumbre de algo macabro. Com sorte, você verá algum pássaro ou alguma parte do cenário, mas nada além disso...

Imagem de capa do item

O Exorcista (1973)

Lançado em 1973, O Exorcista conquistou a alcunha de "filme mais assustador de todos os tempos", em grande parte por seu tom soturno e pela forma como destrincha a destruição física e mental da jovem Regan MacNeil, possuída por uma entidade demoníaca conhecida como Pazuzu.

O demônio aparece brevemente em algumas cenas do filme, sempre através de flashes muito rápidos. Às vezes, seu rosto se funde ao cenário, enquanto em outras sequências, é possível ver um breve fundo preto com um terrível rosto branco, com olhos escuros e fundos, e uma expressão completamente diabólica.

Imagem de capa do item

Star Wars: Uma Nova Esperança (1977)

Star Wars: Uma Nova Esperança era apenas uma fantasia épica quando foi lançado em 1977, muito antes de se tornar o primeiro capítulo da franquia de fantasia e ficção científica mais popular do mundo. O filme nos colocou de cabeça em um mundo incrível habitado por Jedi, Sith, Rebeldes e, é claro, o terrível Império Galáctico.

A cena mais pausada do filme, no entanto, vem de um erro das gravações. Em dado momento, é possível ver um Stormtrooper mais alto batendo com a cabeça em um teto baixo - e os fãs logo abraçaram a ideia, com o soldado - que nunca teve seu nome revelado ao longo do filme - ganhando bonecos e produtos licenciados.

Imagem de capa do item

Instinto Selvagem (1992)

Com direção de Paul Verhoeven, Instinto Selvagem se tornou um dos maiores clássicos quando o assunto são thrillers eróticos. A trama nos coloca no papel de um policial que precisa investigar o misterioso assassinato de um astro do rock, mas no processo, ele acaba se envolvendo romântica e sexualmente com a principal suspeita, vivida por Sharon Stone.

Uma das cenas mais picantes (e pausadas) da história do cinema se dá bem no interrogatório da personagem de Stone, quando ela cruza as pernas e é possível ter um vislumbre rápido de sua genitália. A atriz não sabia que seria tão exposta no longa e ficou bem chateada com o diretor, mas a cena até hoje ficou marcada a ferro e fogo no imaginário popular.

Imagem de capa do item

Clube da Luta (1999)

Com direção de David Fincher e baseado em um livro homônimo escrito por Chuck Palahniuk, o clássico Clube da Luta é, em essência, sobre um homem que desenvolve uma personalidade secundária e mais rebelde para dar vazão aos seus pensamentos intrusivos. Nasce assim Tyler Durden, icônico personagem interpretado por Brad Pitt.

Quando descobrimos que Durden é, na verdade, apenas uma faceta da mente fragmentada do protagonista, vivido por Edward Norton, várias cenas do longa ganham uma nova interpretação - e muitos fãs já notaram que, se nós pausarmos as cenas em momentos específicos, é possível ver Tyler ao fundo, manifestando-se como uma alucinação.

Imagem de capa do item

Star Wars: A Ameaça Fantasma (1999)

Mais de vinte anos após o lançamento do filme original, o universo de Star Wars retornava aos cinemas com uma nova trilogia a partir de Ameaça Fantasma. A ideia de George Lucas era contar como o jovem Anakin Skywalker se tornou um dos maiores tiranos da galáxia, com uma rica trama política de fundo.

Por isso, em vários momentos, somos levados às assembleias e votações da República, que sempre acontecem em uma sala gigante cheia de camarotes especiais. Nessas sequências, é possível ver uma turma de alienígenas que se parecem bastante com o protagonista de E.T.: O Extra-Terrestre, em uma bela homenagem ao clássico de Steven Spielberg. Muitos pausam o filme apenas para ver os adoráveis E.T.s.

Imagem de capa do item

Sinais (2002)

Antes de ver sua carreira em declínio (e retornar triunfantemente com seus projetos mais recentes), M. Night Shyamalan nos traumatizou com alguns dos momentos mais tenebrosos da história do cinema, e poucos conseguem ser tão memoráveis quanto a cena de Sinais em que os personagens se deparam com uma reportagem sobre um alienígena.

A sequência em si acontece em uma festa de aniversário no Brasil e cresce em um tom de suspense, até que finalmente temos um vislumbre borrado do tal alienígena. Muitos que já se depararam com o DVD do longa devem já ter pausado a cena algumas vezes, apenas para tentar captar mais da aparência do invasor alienígena.

Imagem de capa do item

O Segredo da Cabana (2011)

Com direção de Drew Goddard e roteiro de Joss Whedon, o divertido O Segredo da Cabana é uma comédia de terror que homenageia toda a história do horror no cinema, com referências a diversos filmes e monstros clássicos do cinema. No fim, temos a revelação de que tudo não passa de um experimento proposto por uma organização secreta.

Essa tal organização precisa realizar sacrifícios periódicos para acalmar uma entidade que vive dentro da Terra, e eles fazem isso "recriando" filmes de terror, com mortes e assassinatos. Em dado momento, os personagens vão até a base da organização e encontram várias jaulas com monstros - e se você pausar a cena atentamente, vai notar referências a diversos clássicos do gênero.

Imagem de capa do item

Homem de Aço (2013)

Em 2013, a Warner deu início ao seu Universo Estendido da DC Comics com Homem de Aço, o primeiro filme do Superman dirigido por Zack Snyder. Divisivo até hoje, o longa gerou polêmicas por seu tom mais "sombrio" e pela batalha final, que termina com o herói quebrando o pescoço do General Zod para evitar uma catástrofe maior.

A cena mais pausada do longa, no entanto, vem no momento em que Clark Kent tenta destruir uma das máquinas terraformadoras de Zod. Enquanto é atingido por um feixe de luz, podemos ver o rosto do herói se contorcendo - e por milésimos de segundos, podemos ver o rosto de Christopher Reeve sobreposto ao rosto de Henry Cavill, uma bela homenagem ao ator que deu vida ao Homem de Aço em sua quadrilogia original.

Imagem de capa do item

Vingadores: Ultimato (2019)

Para muitos fãs, Vingadores: Ultimato foi a concretização final do sonho que vinha sendo construído há mais de uma década. O filme mostra quase todos os heróis do MCU se reunindo para enfrentar Thanos, e o ápice da batalha acontece no final, quando todos aqueles que haviam morrido pelo plano do Titã Louco retornam através de portais mágicos.

A cena ficou conhecida pela reação calorosa que recebeu na sala de cinema, mas desde que o filme foi lançado em DVD, Blu-Ray, streaming e VOD, os fãs pausam em busca de pequenos detalhes e easter-eggs. Alguns, por sua vez, gostam de esmiuçar a batalha final em busca de erros de continuidade e outros pequenos "defeitos" da produção.

Imagem de perfil
Gus Fiaux

Formado em Cinema e Audiovisual pela UFPE. Crítico, roteirista e mago nas horas vagas. Demon to some... angel to others (ele/dele) || @gus_fiaux