Capa da Publicação

As 10 piores decisões feitas nas HQs com os X-Men nos últimos anos!

Por Gus Fiaux

Desde sua criação, os X-Men sempre enfrentaram dificuldades dentro da Marvel Comics. Mesmo quando tinham o posto da equipe mais rentável da editora, eles sempre foram ofuscados por algumas decisões editoriais bem controversas. E na última década, isso só se agravou.

Com personagens morrendo e ressuscitando a esmo, mais uma ameaça para a sobrevivência mutante e até mesmo interferências da própria Marvel na publicação de suas revistas, os Filhos do Átomo passaram por momentos difíceis nesta década. E aqui fizemos justiça lembrando as 10 piores decisões editoriais com os X-Men nos últimos anos!

Créditos: Marvel Comics

Imagem de capa do item

Vilanização desnecessária

Para estabelecer todas as decisões erradas tomadas com os X-Men nos últimos anos, é melhor explorar tudo de um ponto de vista cronológico. Assim sendo, é inegável que o começo da decadência se deu em Vingadores vs. X-Men, uma saga que até hoje divide os fãs.

Deixando de lado a trama ou a qualidade da série, o grande problema aqui foi o surgimento do Quinteto Fênix e a vilanização dos Filhos do Átomo, sobretudo Ciclope e Emma Frost. Por mais que a saga tenha dado início a uma das melhores fases da equipe, isso acabou gerando antipatia com boa parte do público.

Imagem de capa do item

Passaram do tempo

Quando a Casa das Ideias entrou na fase da Nova Marvel, algumas ideias chamaram atenção. No campo mutante, o surgimento dos Novíssimos X-Men despertou curiosidade nos fãs, que não sabiam ao certo o que seria feito com os cinco pupilos originais de Charles Xavier deslocados no tempo.

Por mais que a trama tenha começado muito boa, o problema é que ela se arrastou demais. Os Baby X, como ficaram conhecidos, eram para ter retornado ao seu presente em A Batalha do Átomo, mas a editora decidiu postergar isso por conta do sucesso de vendas. No meio disso, surgiram várias histórias apenas para encher linguiça e decisões controversas.

Imagem de capa do item

Jogadas para escanteio

Os X-Men sempre tiveram personagens que representavam os pilares da equipe, como Ciclope, Wolverine e Jean Grey, e outros que se agregaram e fizeram grande diferença para a equipe, como a Emma Frost, por exemplo. No entanto, a personagem foi destroçada desde Vingadores vs X-Men.

O que antes era uma mulher em busca de redenção e disposta a lutar pela causa mutante se tornou uma louca desvairada, principalmente após as Guerras Secretas. Outras que também perderam o foco foram a Tempestade, que se tornou apagada e escanteada, mesmo quando era líder; e Kitty Pryde, que chegou a ser mandada para os Guardiões da Galáxia.

Imagem de capa do item

Guerras Secretas

Temos aqui um item polêmico. De forma geral, Guerras Secretas foi uma das melhores mega-sagas da Marvel em toda sua história, trazendo uma reunião sensacional para os multiversos e uma trama que homenageou o Quarteto Fantástico. Entretanto, os X-Men foram os maiores prejudicados com isso tudo.

Brian Michael Bendis não teve tempo de finalizar o arco que estava planejando, e a conclusão de Fabulosos X-Men é uma história feita nas coxas. Previamente, o autor já tinha sido prejudicado pela saga Pecado Original, na qual foi obrigado a fazer o péssimo tie-in d'O Testamento do Professor Charles Xavier.

Imagem de capa do item

O "boicote"

Durante um bom tempo, a Marvel irritou os fãs por seu descaso com os X-Men e o cancelamento da revista do Quarteto Fantástico. Isso fez com que muitos acreditassem que se tratava de um "boicote" da editora em relação aos personagens dos quais a Marvel Studios não possuía os direitos de adaptação cinematográfica.

Se isso é verdade ou não, é possível que jamais saibamos. No entanto, os mutantes realmente foram prejudicados nessa fase. De vários títulos dos X-Men e das equipes derivadas, sobraram apenas 3, e as únicas revistas solo que prosperaram nesse período de um ano e meio foram a da Wolverine (X-23), Velho Logan e Deadpool, que nem sequer é considerado mutante.

Imagem de capa do item

Uma ameaça inumana

Quando retornaram das Guerras Secretas, os X-Men passaram por uma ameaça devastadora. Acontece que as Névoas Terrígenas que dão poderes aos Inumanos e estavam vagando pelo mundo eram perigosas para os mutantes, ameaçando a extinção de toda a raça.

Com isso, tivemos Morte dos Mutantes e Inumanos vs. X-Men, duas sagas pra lá de controversas. O maior problema das duas foi pintar os Filhos do Átomo, que estavam lutando para sobreviver, como fanáticos que queriam destruir os Inumanos - enquanto, por sua vez, Medusa e cia. já tinham dado vários discursos eugenistas e, no final, foram pintados como heróis altruístas.

Imagem de capa do item

A morte de Scott Summers

Uma consequência direta do item anterior, a morte de Scott Summers é uma das histórias mais vazias, desinteressantes e problemáticas dos X-Men nos últimos anos. Em A Morte dos Mutantes, vemos o Ciclope se revoltando com a extinção de sua espécie e tornando-se o porta-voz do confronto com os Inumanos.

No entanto, na história, ele morre vítima da Varíola-M, enquanto Emma Frost, dissimulada, usa seus poderes para fazer com que o mundo acredite que o Raio Negro foi responsável pela morte do herói. Mais uma vez, a vilanização dos mutantes ataca - enquanto a morte do herói perdeu completamente seu significado e seu propósito.

Imagem de capa do item

Casamento falido

No ano passado, a editora fez um verdadeiro fuzuê ao anunciar o casamento de um casal muito adorado pelos fãs: Colossus e Kitty Pryde. A trama foi construída ao longo de meses, e muitos estavam esperando para ver os dois juntos e felizes para sempre.

Porém, no altar, tudo se embolou e os dois acabaram se separando antes mesmo de trocarem os votos. Os fãs se sentiram traídos pela expectativa colocada em cima de algo que não floresceu. E para piorar, a DC tinha acabado de fazer algo similar com o Batman e a Mulher-Gato, o que não passou despercebido pelos fãs.

Imagem de capa do item

O retorno do Wolverine

Por mais que o Wolverine seja um dos heróis mais clássicos dos X-Men, sua morte até demorou para chegar. Há mais de uma década, o personagem vivia de histórias ruins e que mais o desgastavam do que traziam algo novo para sua jornada. E, quando ele morreu, sua substituição pela X-23 e pelo Velho Logan agradou boa parcela dos fãs.

As histórias dos dois Wolverines eram muito prestigiadas e renderam fases melhores do que qualquer coisa com Logan Hawlett nos últimos dez anos. No entanto, a Marvel insistiu em trazê-lo de volta - e já fez isso com uma história para lá de enrolada e ruim. Para piorar, agora ele também tem novos poderes e voltou mais forçado do que nunca.

Imagem de capa do item

Ciclope (não) estava certo!

Porém, o item mais revoltante desta lista é justamente o mais recente, e tem tudo a ver com o retorno de Ciclope. Como a morte não tem a mínima importância na Marvel, é óbvio que o mutante acabaria voltando das cinzas, e isso até agradou os fãs a princípio. No entanto, as consequências desse retorno ainda são desastrosas.

Basicamente, Scott Summers admitiu que foi errado em tudo o que fez e agora voltou a lutar pelo utópico sonho de Charles Xavier. Toda sua história como um revolucionário mutante - que foi a parte mais interessante dos X-Men na última década - foi simplesmente jogada no lixo, em prol de trazer os heróis para suas "origens" e nunca deixá-los evoluir.

Imagem de perfil
Gus Fiaux

Formado em Cinema e Audiovisual pela UFPE. Crítico, roteirista e mago nas horas vagas. Demon to some... angel to others (ele/dele) || @gus_fiaux