Capa da Publicação

Analisando o futuro das Joias do Infinito no Universo Cinematográfico da Marvel!

Por Gus Fiaux

Antes de começar o texto propriamente dito, é interessante darmos uma recapitulada no que as Joias do Infinito representam nos quadrinhos. Originalmente chamadas simplesmente de Joias da Alma, sem a especificação das propriedades individuais de cada uma delas, as Joias surgiram como subdivisão da alma de um ser primordial que representava o próprio Universo.

Dividas em seis, cada qual comanda um determinado aspecto da existência. A partir daqui, temos:

Joia da Alma, na cor verde, que ajuda a roubar, trocar e manipular a alma de qualquer ser, seja vivo ou morto. É a mais corruptível das gemas e quando tem seu potencial completo liberado, permite o controle de toda a vida no universo.

Joia do Tempo, amarela, dá a seu usuário completo domínio do passado, presente e futuro, e ajuda na manipulação do tecido do tempo. Quando completamente dominada, garante onisciência.

Joia do Espaço, por sua vez roxa, permite que o usuário esteja em qualquer lugar, e manipule as dimensões espaciais. Potencial completo garante onipresença.

Joia da Mente, azul, faz com que o usuário possa acessar qualquer pensamento ou mente dos seres no universo. É uma joia que simboliza o subconsciente do universo.

Joia da Realidade, laranja, permite a manipulação de todos os tecidos da realidade, mudando até mesmo o que é considerado impossível.

Por fim, a Joia do Poder, vermelha, dá ao usuário a capacidade de acessar todas as fontes de poder e energia que já existiram, existem e existirão no universo. Seu domínio garante quase completa onipotência.

Nos cinemas, quatro delas já foram apresentadas, e elas são…

Imagem de capa do item

O Tesseract - A Jóia do Espaço

O Tesseract, uma preciosa Joia que adapta, ao mesmo tempo, a Joia do Espaço e o Cubo Cósmico já foi confirmada como uma das Gemas do Infinito e deve ser utilizada em breve para que Thanos consiga realizar seus planos sinistros.

Ela surgiu pela primeira vez em Capitão América: O Primeiro Vingador, sendo motivo de ambição do Caveira Vermelha. Ao final do filme, descobrimos que seu poder é tamanho e capaz de transportar o vilão a algum lugar indeterminado no Espaço.

Depois de apreendida pela SHIELD, ela foi usada para abrir portais dimensionais para Loki e os Chitauri invadirem a Terra, em Os Vingadores. Uma vez que os vilões foram derrotados, a Joia foi levada até Asgard. Na versão cinematográfica, a Joia é azul.

Imagem de capa do item

O Éter - A Joia da Realidade

Apresentada em Thor: O Mundo Sombrio, o Éter é a versão cinematográfica da Joia da Realidade. Na cor vermelha, ela consegue possuir o usuário e fazer com que ele possa adquirir poderes de manipulação do tecido da realidade.

Ela é inicialmente incorporada em Jane Foster, o que desperta Malekith e os Elfos Negros e os faz ir a procura do objeto, para reinserir o Universo em completa escuridão.

Depois que Thor consegue recuperar o Éter, ele é entregue nas mãos do Colecionador, ainda que não se saiba se, depois da explosão provocada pela Joia do Poder em Guardiões da Galáxia, ele tenha conseguido manter o objeto.

Imagem de capa do item

O Orbe - A Joia do Poder

Um objeto que despertou o interesse de alguns caçadores de relíquias, o Orbe contendo a Joia do Poder foi caçada por Yondu e seus comparsas, até que o Senhor das Estrelas, Peter Quill, conseguiu roubá-lo e tentou vendê-lo.

Depois que sua equipe é formada, ele leva a Joia até o Colecionador, que explica o funcionamento e o surgimentos dessas relíquias. Porém, uma escrava acaba despertando de forma errada o poder da Joia - que, em contato com determinadas superfícies, pode destruir até mesmo um planeta - e explode o Museu do Colecionador.

Ronan então chega no local e rouba a Joia, tentando futuramente usá-la para destruir Xandar, mas é impedido pelos Guardiões. Atualmente, a Joia está sendo guardada pela força policial de Xandar, a Tropa Nova.

Imagem de capa do item

O cetro de Loki/Joia do Visão - A Joia da Mente

Uma das joias mais interessantes já mostradas, a Joia da Mente foi inserida inicialmente em Os Vingadores, no cetro empunhado por Loki. Através dela, o vilão conseguia manipular a vontade das outras pessoas.

Futuramente, em guarda da SHIELD, ela teria sido roubada pela HIDRA e usada para desenvolver os poderes dos Irmãos Maximoff (em Vingadores: Era de Ultron), isso até o momento em que os Vingadores tomaram o cetro deles, e logo em seguida, perderam o objeto para Ultron.

O vilão então quebra o invólucro da gema, revelando a Joia amarela, e utilizando-a para criar o Visão. Uma vez que o herói foi criado, ele se rebelou contra seu criador. Mas continua com a Gema em sua testa.

Uma vez que essas foram descobertas, resta saber o destino da Joia da Alma e do Tempo, que, como revelado em Guardiões da Galáxia, possuem as cores verde e laranja. Afinal, em que filmes da Fase 3 elas podem aparecer?

Imagem de capa do item

Doutor Estranho

Esta semana foi liberada, pela Entertainment Weekly, a primeira foto oficial de Benedict Cumberbatch em Doutor Estranho. Além dos elogios referentes ao visual extremamente similar ao dos quadrinhos, os fãs notaram algo interessante em um objeto clássico das histórias do herói: O Olho de Agamotto possuía um brilho verde.

Nos quadrinhos, o objeto foi dado ao Doutor Estranho pela Eternidade para que pudesse batalhar contra Dormammu. Ele revela toda a verdade através de um poderoso raio de luz, retirando ilusões e trapaças.

Por conta disso, supomos que o Olho de Agamotto dos cinemas pode acabar sendo um receptáculo da Joia da Alma. Através dele, Estranho poderia ver tudo e manipular as pessoas e sua essência vital. Contudo, segundo algumas declarações de Kevin Feige, tudo indica que a Joia presente seja a do Tempo.

Imagem de capa do item

Thor: Ragnarök

É sabido que o terceiro filme do Deus do Trovão, Thor: Ragnarök irá adaptar o evento que encerra o mundo na mitologia nórdica. Assim sendo, e pelo conteúdo cósmico já presente em outros filmes do Thor, é de se esperar que possamos ver uma Gema do Infinito aqui.

É interessante notar que, apesar da destruição e do "fim de tudo que existe", o Ragnarök dos quadrinhos sempre tem uma forma cíclica, de forma que ele termine para dar surgimento ao início de tudo, mais uma vez.

Por conta disso, acho provável que, se alguma Joia for inserida nesse filme, seria a Joia do Tempo. Ela poderia ser usada pelo vilão do filme - que muitos supõem que seja Surtur, ainda que boatos mais concretos se refiram à Hela - para "resetar" o universo asgardiano.

Imagem de capa do item

Homem-Formiga e Vespa

Foi anunciado recentemente que, devido ao seu sucesso, Homem-Formiga ganharia uma continuação em 2018. Com o nome Homem-Formiga e Vespa, é esperado que o filme centre na busca por Janet Pym, no Reino Quântico, uma vez que Scott conseguiu fugir de lá com vida.

Pelo Reino Quântico ser um local que independa dos conceitos de tempo e espaço, é provável que a Joia do Tempo também seja apresentada lá. Ela poderia ser o centro dessa realidade, e ter conservado Janet com a mesma idade de quando ela foi parar lá.

Se trazida para nossa realidade, a Joia poderia ajudar Hank Pym a rejuvenescer, como algumas teorias diziam que aconteceria no primeiro filme. Assim sendo, ele pode passar a ocupar uma posição definida no Universo Marvel atual, ao mesmo tempo que Scott não deixa de existir. O único problema seria encaixar isso na cronologia, uma vez que Homem-Formiga e Vespa estreia depois da primeira parte de Vingadores: Guerra Infinita.

Imagem de capa do item

Capitã Marvel

E se nem todas as Joias fossem apresentadas logo de cara em Vingadores: Guerra Infinita - Parte 1? Assim como Homem-Formiga e Vespa, Capitã Marvel estreia num meio-tempo entre a primeira e a segunda parte da investida de Thanos contra os Vingadores.

Não há muito a respeito do que teorizar aqui, tendo em vista que o filme tem pouquíssimas informações dignas de especulação, mas uma vez que a heroína tem forte relação com o universo cósmico da Marvel, faria sentido inserir uma Joia do Infinito no filme.

Não sabemos ao certo qual se encaixaria de forma ideal na história de Carol, se a Joia do Tempo ou a Joia da Alma, mas seria um ponto de partida interessante para uma história de origem da heroína.

Imagem de capa do item

Guardiões da Galáxia Vol. 2

Uma das teorias mais amadas pelos fãs a respeito de Guardiões da Galáxia e sua continuação é a possível identidade do pai de Peter Quill residir na messiânica figura de Adam Warlock, que tem um papel fundamental com as Joia do Infinito nos quadrinhos.

Lá, Warlock detém a Joia da Alma em sua testa, e foi, durante muito tempo, residente do universo interno da Gema. Supondo que a coisa vista em Guardiões da Galáxia seja realmente seu casulo, faz sentido imaginar que ele seja detentor da Joia.

Assim sendo, ele adotaria uma postura similar à que toma na saga Desafio Infinito. Nessa questão, eu também apostaria que, uma vez que o filme fosse baseado na saga, Loki tomaria o lugar de Mephisto, e Peter Quill e os Guardiões da Galáxia tomariam o lugar do Surfista Prateado.

Imagem de capa do item

Vingadores: Guerra Infinita

E se todas as opções se esgotarem, ainda temos a chance de ver as Joias sendo apresentadas em Vingadores: Guerra Infinita - Parte 1 e Parte 2. A Guerra em questão poderia ser adiada para a segunda parte, e a primeira funcionaria como uma adaptação de Thanos: Em Busca de Poder.

Na série, Thanos vasculha todo o cosmo atrás dos Anciões do Universo, cada qual detentor de uma Joia do Infinito, para que ele possa cumprir seu objetivo: assassinar metade da população do Universo, ao mesmo tempo em que se torna digno do amor da Morte.

Nos cinemas, a Parte 1 poderia apresentar uma ou as duas joias restante, ao mesmo tempo em que vemos o vilão procurando todas as gemas e preenchendo, aos poucos, sua Manopla. Dessa forma, toda a grande Guerra poderia ser deixada para a segunda parte, que contaria com um crossover universal dos Vingadores e dos Guardiões da Galáxia, além dos heróis restantes do Universo Cinematográfico da Marvel.

Lembrando que, em Desafio infinito, Thanos alcança seu objetivo e assassina metade da população do Universo, mas o processo logo é revertido, o mesmo poderia acontecer nos cinemas, de modo que cada Joia poderia passar para as mãos de um herói protetor, formando assim os Illuminati ou a Guarda do Infinito.

Imagem de perfil
Gus Fiaux

Formado em Cinema e Audiovisual pela UFPE. Crítico, roteirista e mago nas horas vagas. Demon to some... angel to others (ele/dele) || @gus_fiaux