Capa da Publicação

8 Criações japonesas que Stan Lee teve envolvimento direto e indireto!

Por Felipe Vinha

Poucas pessoas conseguem atingir um nível de influência mundial e, ao longo dos anos, ainda menos pessoas repetem o feito dessas que já passaram.

Stan Lee nos deixou há pouco tempo, descansando merecidamente em paz, após tantas criações e com um enorme legado. Mas ele era tão influente que chegou a desenvolver coisas em um país que não fala seu idioma, como o Japão – e que, na verdade, tem uma língua totalmente diferente do inglês!

Nesta lista você verá 10 coisas que foram criadas diretamente por Stan Lee no Japão ou que foram criadas inspiradas por sua influência indireta, ou por meio de outras de suas criações.

Confira!

Imagem de capa do item

Supaidaman

O Homem-Aranha, ou melhor, “Supaidaman”, como é sua pronuncia original da grafia em inglês no Japão, foi um seriado do gênero “tokusatsu”, lançado em em 1978 na TV japonesa, mostrando as aventuras de Takuya Yamashiro como o Homem-Aranha… Oi?

Isso mesmo, nesta versão não temos Peter Parker, pois trata-se de uma adaptação do Aranha para a realidade japonesa, com monstros vestindo roupa de borracha, faísca voando e, claro, robôs gigantes!

Imagem de capa do item

Battle Fever J

O seriado Super Sentai Battle Fever J só existe por conta de Stan Lee. Por causa de sua parceria entre Marvel e Toei, que gerou o Homem-Aranha japonês, a ideia foi além e foi lançada uma segunda série temática com heróis coloridos.

Battle Kenya, Battle France, Battle Kosak, Battle Japan e Miss America. Estes eram os nomes dos heróis, que hoje são considerados parte da enorme saga Super Sentai. O mais curioso é que Battle Fever J seria uma adaptação japonesa do Capitão América, seguindo o sucesso do Homem-Aranha, mas mudou o escopo.

Aliás, foi o primeiro Sentai a usar robôs gigantes, inspirado pelo sucesso do Homem-Aranha!

Imagem de capa do item

Denjiman

Denjiman foi outro Super Sentai co-criado entre Toei e Marvel, o segundo da lista e também o quarto na história dos Super Sentai!

Aqui a história começava a se distanciar um pouco mais do formato mais clássico norte-americano e trouxe herói bem japoneses, coloridos até dizer chega e com poderes baseados em eletricidade.

Fez tanto sucesso que ajudou os Sentais a se popularizarem.

Imagem de capa do item

Sun Vulcan

Sun Vulcan foi o quinto Super Sentai, uma série comemorativa, e também a última colaboração direta entre Marvel e Toei, por intermédio de Stan Lee. Esta série, aliás, encheu os olhos de Lee, que tentou trazer oficialmente para os EUA, com exibição licenciada, muito antes de Power Rangers passar nas TVs ocidentais. Contudo, não achou parceiros comerciais interessados no material.

Sun Vulcan também foi o primeiro Sentai a não ter mulheres na equipe e o primeiro a contar com apenas três membros, quebrando algumas tradições.

Imagem de capa do item

Avengers: Disk Wars

Não é novidade que os personagens da Marvel tenham animes lançados no mundo todo. Mas o mais inusitado deles é Avengers: Disk Wars, um seriado que coloca os Vingadores como Pokémon, capturados dentro de discos.

Claro que a criação de Disk Wars não seria possível sem que Lee tivesse criado os Vingadores, lá atrás. A série fez tanto sucesso que gerou uma continuação e só está nesta lista por seu fator “inusitado”.

Imagem de capa do item

Heroman

Heroman foi um anime, e também mangá, co-criado por Stan Lee e pelo estúdio Bones, patrocinado pela Square Enix e exibido no Japão em 2009.

Heroman conta a história de Joey, que é um garoto órfão que vivem com sua avó, que trabalha em um restaurante para fazer face às despesas.

Sua vida muda quando ele corrige um robô, que ele o batiza de Heroman. Ele é capaz de emitir comandos para Heroman através de um controlador, que também pode dar a si mesmo poderes como super-velocidade.

Imagem de capa do item

The Reflection

The Reflection é outra animação japonesa que teve o dedo direto de Stan Lee na produção. E também uma série envolvendo super-heróis, sua especialidade! Ele foi co-criado por Lee e o roteirista Hiroshi Nagahama, de Mushishi e Detroit Metal City.

Depois de um evento conhecido como The Reflection, algumas pessoas de todas as partes do mundo descobriram ter superpoderes. Alguns se tornaram heróis e outros, vilões. Como isso aconteceu? Qual foi a causa? Com muitos mistérios sem solução, o mundo entra em desordem.

Imagem de capa do item

Karakuri Doji Ultimo

Pois é, mais uma criação no estilo “anime e mangá” com a pegada e mente criativa de Stan Lee por trás. Ultimo é co-criação de Lee com Hiroyuki Takei, lendário autor de Shaman King.

Ele contava uma história que falava sobre a luta do bem contra o mal, mas "áeras cinzas" pelo meio. Cada personagem em Ultimo possuía um tipo de boneco humanoide para lutar, que eram baseados nos Sete Pecados Capitais ou nas Seis Perfeições.

Imagem de perfil
Felipe Vinha

Já tentei salvar o mundo de uma invasão alienígena, mas hoje me contento em ser jornalista. Gosto de quadrinhos e suas adaptações na TV ou cinema, animes, tokusatsu, games (de luta principalmente) e tecnologia. Vamos trocar uma ideia no Twitter @felipevinha