Capa da Publicação

10 ótimas HQs pra quem quer começar a ler quadrinhos!

Por Leo Gravena

Essa lista foi criada após uma conversa com um… “Colega” (?) que gostaria de começar a ler quadrinhos, mas não tinha ideia de onde iniciar.

Assim, aqui estão 10 escolhas pessoais de ótimos quadrinhos de diversas editoras para você ler. Todos eles são ótimos para se introduzir no universo dos quadrinhos, ou fazer com que colegas, [email protected], [email protected], mãe, pai e irmãos comecem a acompanhar HQs.

Imagem de capa do item

Todo mundo conhece o Batman. Todo mundo sabe sua história. Todo mundo sabe quem são os Robins e as Batgirls. Então, porque não acompanhar suas atuais histórias em quadrinhos? Tanto “Batman” quando “Batman Eterno”, escritas pelo Scott Snyder estão fantásticas.

Além disso, você pode começar por ali, e ir adentrando o universo DC aos poucos. Com um crossover ali, um team-up em outro lugar, você vai conhecendo outros personagens e descobrindo o universo DC nos quadrinhos. É uma viagem da qual não irá se arrepender!

Imagem de capa do item

Buffy - Angel & Faith

Quem nunca assistiu Buffy? Ou Angel? As duas séries de Joss Whedon, mesmo após seu final tiveram continuação nas HQs. Buffy monta um exército de Slayers, enquanto Faith e Angel se aventuram. As histórias continuam rápidas, ágeis, divertidas e belas.

E para não perder o costume, vez ou outra Joss Whedon escreve uma ou outra edição separada. Em uma das primeiras edições do quadrinho de Buffy mesmo há uma edição focada em uma jovem slayer, que finge ser Buffy, você sequer sabe o nome dela, ainda assim, sua história jamais será esquecida. Para quem ainda se lembra do emotivo final de Buffy, ou do agitado final de Angel, é uma boa pedida para entrar no mundo dos quadrinhos, e acompanhar as aventuras da Scoob Gang atualmente.

Imagem de capa do item

Bitch Planet

Com menos de três edições lançadas até o momento, Bitch Planet já é uma sensação. Imagine Alien 3 com “Orange is the New Black” junto de 1984, de George Owell. Acredite ou não, a mistura é fantástica e Kelly Sue DeConnick, escritora de Capitã Marvel, cria uma trama que aborda corrupção, questões raciais e feminismo.

Para quem já está cansado de quadrinhos que sempre falam de super-heróis e pessoas com poderes, Bitch Planet apresenta um mundo muito diferente do que vemos atualmente na indústria das HQs. Além de ter todo um ar subversivo, em cima de um ótimo humor negro; e muita violência.

Imagem de capa do item

Cavaleiro da Lua

O “Batman da Marvel” nunca foi um herói muito conhecido, adorado ou sequer lembrado pelos fãs. Contudo, tudo mudou quando Warren Ellis decidiu escrever seis edições da nova revista do personagem ano passado.

Edições com histórias separadas, cada uma fantástica do inicio ao fim. Ellis faz o máximo com muito pouco. Além da arte ser fantástica, temos uma fantástica edição que lembra jogos de plataforma e outra onde o herói entra no mundo dos sonhos. Além de estar totalmente separada do resto do universo Marvel. Não aguenta aqueles mega eventos que a Marvel faz todo mês? Então Cavaleiro da Lua é a revista para você!

Imagem de capa do item

The Walking Dead

Caso você assista o seriado, provavelmente sabe que existe o quadrinho que deu origem ao show televisivo. Assim, que tal entrar no mundo dos quadrinhos com algo já familiar? The Walking Dead pode ser a escolha certa. Até porque, após as primeiras edições, se aproximam muito do seriado, porém depois há uma boa mudança.

Nos quadrinhos temos um Rick mais rude e instável, uma Andrea mais forte, decidida e interessante, e uma Carol que você mal consegue reconhecer. Se você acompanha o seriado, ou gosta de zumbis e tramas sobre a psique humana em situações extremas, vale a pena conferir.

Imagem de capa do item

The Authority

Warren Ellis escreve uma das melhores histórias em quadrinhos já vistas! A trama é longa, sim, muito longa, porém há diversos pontos diferentes ao quais você pode começar a ler e acompanhar. Com heróis violentos, tramas reais e problemas políticos.

Para quem gostaria de ver “heróis no mundo real”, mas de uma maneira verdadeira e realística. Aqui está. Cada personagem apresentado tem seus dilemas morais e éticos, eles lutam contra a maneira como os grandes países controlam o mundo e a tentam mudar o mundo, enquanto, em grande parte, lutam com problemas pessoais, com relacionamentos, vícios e jogos de poder. Porque quem disse que política, sexualidade e identidade de gênero não podem ser debatidos em quadrinhos?

Imagem de capa do item

The Wicked + The Divine

Sim, provavelmente qualquer pessoa que leu qualquer lista sobre quadrinhos atuais feitos por mim vai encontrar The Wicked + The Divine. Mas há um motivo para isso: É MUUUUITO BOA! A revista é da Image Comics e conta com história de: A cada 90 anos 12 deuses reencarnam como estrelas pop. Eles são amados, eles são odiados. Em dois anos, estão mortos.

Você já quis ler uma revista sobre pessoas com poderes, a reação da mídia, governo e fãs em relação a eles e que, ao invés de se tornarem super-heróis, essa pessoas, com esses fantásticos poderes, decidem lucrar com isso? E o que você daria para se tornar um deles? Não apenas isso, o título conta com personagens fantásticos, frases geniais (“None More Goth”, “Se você existe está olhando para mim” e “Eu sou um Deus. Não um santo.”), cenas de ação fantásticas e surpresas surpreendentes atrás de surpresas mais surpreendentes ainda. Se você busca isso, WicDiv é para você.

Imagem de capa do item

Gotham Academy

Gotham é uma cidade gigante, cheia de histórias e personagens. E somente por ser a cidade patrulhada por Batman, isso não faz com que seja necessário que ele, ou qualquer personagem da Bat-Familia, deva estar em todas as histórias. O legal de Gotham Academy é que, até o momento, não tem super-heróis. Você acompanha os personagens, seus problemas, os mistérios e não espera que nenhum deles seja a nova Batgirl ou Robin.

Mesmo sendo uma história adolescente, Gotham Academy tem uma trama densa, intrigante e divertida. Além de poder servir como porta de entrada para quem queira saber mais sobre o universo DC e da cidade de Gotham, ainda assim, a revista é bem independente, tendo apenas uma breve participação de Bruce Wayne no Inicio. Além disso, ela ainda tem poucas edições, o que facilita para quem quer começar a acompanhar o título.

Imagem de capa do item

A Multiversidade

Quando misteriosos parasitas passam a ameaçar a segurança do multiverso, diversas terras paralelas do universo DC são apresentadas e devem impedir sua destruição. Parece complexo? Realmente é. Contudo, isso faz apenas que a história seja ainda melhor. Você pode se confundir inicialmente com a metalinguagem utilizada no quadrinho, porém não é nada demais para o trabalho de Grant Morrison.

“The Multiversity” é quase que uma carta de amor do autor ao multiverso da DC. É uma trama bela, fantástica e que vai se juntando como uma confortável colcha de retalhos, que inicialmente são apenas diversos panos juntos, porém ao final, vai se tornando uma bela imagem. E é isso o que essa revista é, uma bela imagem, que serve de entrada para todo o multiverso DC e suas diferentes terras.

Imagem de capa do item

Ms. Marvel

Se você ainda não ouviu falar de Kamala Khan, a nova Miss Marvel, não sabe o que está perdendo! Há um motivo para ela estar sempre aparecendo em qualquer lista de melhores quadrinhos atuais. Sabe o sentimento de quando você era uma criança/adolescente e foi assistir ao filme do Homem-Aranha pela primeira vez nos cinemas em 2002? Kamala Khan traz essa sensação de volta!

Além disso, é uma história independente, está no universo Marvel, tem participação de Wolverine, dos Inumanos, porém é sua própria revista, Kamala é sua própria heroína, e você pode partir dali para o atual universo Marvel, ou não, e apenas continuar por ali mesmo.

Imagem de perfil
Leo Gravena

Editor | Ele/Dele | @LeoGravena
Escrevo sobre cultura geek na internet desde 2012
"Don't look back -- the past is exactly where it belongs."