Capa da Publicação

10 motivos pelos quais a versão de Zack Snyder de Liga da Justiça não precisar ser lançada!

Por Gus Fiaux

Entra dia, sai dia, temos notícias referentes à Liga da Justiça – mesmo quase dois anos após o lançamento do filme. Isso se dá por conta de Zack Snyder, que continua a postar materiais de “sua versão” do filme para seus fãs no VERO. E embora alguns sempre fiquem animados com essas postagens, a maioria dos fãs já perdeu a paciência.

Embora tenhamos protestos e campanhas para que a Warner Bros. lance o corte do diretor do filme, é bem provável que isso não vá acontecer – e aqui, explicamos porque também não deveria. Aqui, você confere 10 motivos pelos quais o Snydercut de Liga da Justiça é uma péssima ideia!

Créditos: Warner Bros.

Imagem de capa do item

O "visionário" controverso

Quando a Warner Bros. decidiu trazer os heróis da DC Comics novamente para os cinemas, o primeiro nome na cabeça do estúdio foi Zack Snyder, que já havia se provado um cineasta com grande potencial, graças a filmes como Watchmen e 300. Assim, ele foi contratado para Homem de Aço, um filme que até hoje é alvo de debates entre os fãs.

Enquanto alguns adoram a proposta de humanização do Superman, outros não aguentam o clima sombrio e "desesperançoso" que Snyder impôs ao personagem. Posteriormente, Batman vs Superman: A Origem da Justiça se provou ainda mais controverso, sendo um dos filmes mais divisivos do Universo Estendido da DC Comics. Embora seja difícil agradar a todos, seria um tiro no pé apostar de novo no que Snyder tem a oferecer.

Imagem de capa do item

A Warner quer se livrar desse estigma

A própria Warner já está consciente dos "problemas" trazidos por Zack Snyder ao seu universo compartilhado com personagens da DC Comics. Basta ver como o estúdio está disposto a se distanciar cada vez mais do planejamento inicial do cineasta para a franquia. Nos últimos anos, o "sombrio e realista" de Snyder foi substituído por um mundo vibrante, cheio de cores e esperança.

Além disso, o próprio Snyder não parece ter mais espaço no Universo Estendido da DC Comics. Embora o diretor retorne para produzir alguns filmes, como O Esquadrão Suicida de James Gunn, é pouco provável que o estúdio o chame novamente para dirigir ou até mesmo dar ideias para próximos lançamentos da franquia, já que a meta é fugir dos planos originais do diretor.

Imagem de capa do item

O Universo Estendido da DC Comics já mudou

Falando em planos originais do diretor, não podemos nos esquecer de como a Warner não parece ter uma ideia fixa sobre o que fazer com o Universo Estendido da DC Comics. Em vez de um planejamento mais estruturado, como o do Universo Cinematográfico da Marvel, o estúdio rival prefere apostar em lançamentos inéditos e traçar uma nova rota de acordo com o feedback do público.

A prova disso é que o plano original de Zack Snyder não se encaixa nem um pouco com o que a franquia se tornou. Originalmente, teríamos uma franquia mais "fechada", que se iniciaria com Homem de Aço e terminaria com o terceiro filme da Liga da Justiça, mas agora a equipe foi jogada para escanteio, enquanto o estúdio aposta em franquias isoladas, como Shazam!, Mulher-Maravilha e Aquaman.

Imagem de capa do item

Mais da metade do elenco já foi embora

Para piorar, não apenas algumas franquias foram deixadas de lado, como também vários atores se despediram do Universo Estendido da DC Comics, de uma forma ou de outra. A primeira baixa foi Henry Cavill, que deixou o papel do Superman para apostar em projetos individuais, como a série de The Witcher. Em seguida, veio Ben Affleck, que será substituído por Robert Pattinson no filme solo do Batman.

Quanto a Ezra Miller e Ray Fisher - respectivamente, o Flash e o Ciborgue - vários rumores dizem que seus contratos expiraram e ambos não estão dispostos a renová-los. Assim sendo, da equipe, sobra apenas o Aquaman e a Mulher-Maravilha, que por sua vez estão muito melhores em carreira solo. Não adianta lançar o Snydercut com um elenco que provavelmente não vai voltar.

Imagem de capa do item

Não vai dar em nada

Muitos querem ver o Snydercut por acharem que essa versão pode melhorar o filme de 2017. Outros acreditam que essa seria uma forma de melhorar o andamento da equipe no Universo Estendido da DC Comics. Mas se pararmos para pensar, a realidade é que o lançamento (ou não) da versão do diretor não vai mudar nada. O filme já foi lançado, e não é como se o corte estendido fosse ajudar a limpar sua imagem.

Nenhuma das adições realmente deve acrescentar algo que será incorporado à franquia. O filme teria seu valor como um "corte do diretor" comum, mas dentro de um universo compartilhado, teria uma relevância nula - algo que argumentarei a respeito mais à frente -, gerando gastos adicionais para a Warner (e mais choro dos fãs que não aceitam a versão lançada nos cinemas).

Imagem de capa do item

Ainda assim, pode zoar a cronologia

Mesmo com o item anterior, precisamos nos lembrar que o público leigo ainda é maioria. E por mais que nós saibamos que esse "Snydercut" não teria nenhuma relevância na franquia, o lançamento do filme poderia confundir essa parte que não tem conhecimento sobre como funciona a indústria e o Universo Estendido da DC Comics como um todo.

Isso poderia gerar uma série de problemas relacionados à cronologia da saga e a lógica dos lançamentos futuros - especialmente agora que a Warner Bros. quer se desvencilhar da imagem de Zack Snyder a todo custo. E considerando que também não veremos a continuação, não faz sentido clamar pela versão estendida de um projeto que já nasceu morto.

Imagem de capa do item

Como todo filme do Snyder, tem coisa demais

Zack Snyder é conhecido por uma série de fatores marcantes, como sua estética e sua perspectiva visual nos seus filmes. No entanto, ele também é conhecido por não saber lidar muito bem com elementos narrativos, criando histórias geralmente confusas e lotadas de tramas que não levam a lugar algum - e se você duvida disso, basta reassistir Batman vs Superman: A Origem da Justiça.

Do que o cineasta já nos revelou do seu corte do filme, as coisas não estão muito diferentes. A trama parece ser lotada por várias reviravoltas e momentos que levariam a uma continuação, como a inclusão de Darkseid e do Lanterna Verde. No entanto, a julgar pelos trabalhos anteriores do cineasta, é muito provável que esses elementos não sejam bem trabalhados e o filme seja apenas mais uma bagunça narrativa.

Imagem de capa do item

Gastos com finalização

Não se engane pelos rumores e especulações que bombardeiam a internet diariamente: é muito pouco provável que já haja uma versão do Snydercut finalizada e pronta para ser assistida pelo público, uma vez que o diretor deixou as gravações antes das refilmagens e da pós-produção. É mais provável que o filme ainda esteja com seus efeitos visuais não finalizados e com algumas cenas inacabadas.

Para que isso seja concluído, o estúdio precisa gastar dinheiro. E considerando como Liga da Justiça foi um grande fracasso para a Warner Bros., dando um grande prejuízo financeiro, parece improvável que o estúdio finalize o longa em troca de alguns trocados ganhos com a venda de Blu-Rays. E também parece um tanto quanto impossível que os fãs consigam levantar a grana necessária para isso...

Imagem de capa do item

Os fãs precisam superar

Verdade seja dita: boa parte dos fãs do Universo Estendido da DC Comics já sabem de boa parte do que foi explorado nos itens anteriores. Ainda assim, muitos querem que o Snydercut seja lançado apenas para que possam ver a obra original, sem a interferência da Warner Bros. e de Joss Whedon. Mas ainda assim, precisamos lembrar que Hollywood é uma indústria.

Isso significa que em boa parte das vezes - ou melhor, em quase todas - os desejos e anseios dos fãs não serão respondidos. E quanto antes aprendermos isso, é melhor. Fãs de quadrinhos não representam nem metade do público de um filme de super-heróis, e a tendência é que esse tipo de adaptação seja ainda mais expansiva no mercado cinematográfico atual. Precisamos nos acostumar com isso.

Imagem de capa do item

Zack Snyder precisa seguir em frente

Por fim, precisamos falar sobre ele próprio: Zack Snyder. O diretor realmente passou por momentos difíceis nos últimos anos, com a trágica morte de sua filha e seu "afastamento" do Universo Estendido da DC Comics. Ainda assim, o diretor precisa superar esses problemas e seguir em frente com sua carreira, até para que possa garantir trabalhos futuros.

Para muitos, as postagens de Snyder no VERO são um sinal de desespero e apego, e como o diretor não conseguiu ainda deixar de lado o fim brusco de seu acordo com a Warner. No entanto, vale lembrar que o cineasta está apenas respondendo aos fãs, que continuam alimentando essa chama para um lançamento que provavelmente nunca vai acontecer.

Imagem de perfil
Gus Fiaux

Formado em Cinema e Audiovisual pela UFPE. Crítico, roteirista e mago nas horas vagas. Demon to some... angel to others (ele/dele) || @gus_fiaux