Capa da Publicação

10 motivos para você ficar ansioso para o filme Caixa de Pássaros!

Por Chris Rantin

Estamos nos aproximando de mais uma grande adaptação da Netflix, dessa vez o maravilhoso e angustiante livro Caixa de Pássaros. Ainda que seja uma obra incrível, muita gente ainda está incerta se vale à pena ou não ficar animado com o filme, se você é uma dessas pessoas vem comigo, pois irei apresentar 10 motivos para você ficar ansioso para o filme Caixa de Pássaros!

Bora lá?

Imagem de capa do item

O livro

Caixa de Pássaros, escrito por Josh Marlerman, é um dos meus livros favoritos. Com uma história relativamente simples e rápida, o autor conseguiu criar um mundo apocalíptico assustador e tenso, sem em nenhum momento mostrar os perigosos monstros que, na história, conseguiram levar nosso mundo a ruína.

Eu não consegui desgrudar meus olhos das páginas, e na reta final fiquei realmente inquieto e incomodado com o que estava lendo, o que só mostra o quão boa foi a leitura. Por que falei tanto sobre mim quando deveria estar falando sobre o livro? Porque acho que essa é a melhor forma de descrever o efeito da narrativa no leitor. Caso o filme consiga captar ao menos uma fração dessa narrativa, podemos esperar uma grande produção da Netflix.

Imagem de capa do item

A história

A trama da história é a seguinte: Em um determinado momento dezenas de ataques violentos começam a surgir pelo mundo. Pessoas cometem assassinatos hediondos e cruéis e, logo em seguida, acabam se suicidando de forma grotesca. Logo começam a surgir relatos de que essas pessoas haviam visto alguma coisa, uma criatura tão peculiar que destruiu a mente desses humanos e os deixou assim: psicóticos e violentos.

Em pouco tempo o mundo essa onda de violência se espalha pelo mundo todo, aumentando em quantidade, fazendo com que as pessoas se isolem e evitem olhar para fora de suas casas. Em meio a todo essa caos apocalíptico, acompanhamos a história de Malorie, que está grávida, e vai em busca de abrigo entre os sobreviventes.

Imagem de capa do item

Drama angústiante

Mas como você luta contra aquilo que você não pode ver? Como você consegue sobreviver contra uma ameaça tão poderosa assim? Essas questões nos levam a um drama angustiante, que é acentuado pelo fato de que, no livro, vemos a história de Malorie em dois tempos que se intercalam. Ora vemos ela tentando sobreviver com seu grupo, ora acompanhamos sua jornada, acompanhada apenas de duas crianças, por um rio perigoso.

Além disso, durante a história acompanhamos alguns clichês comuns ao tema de sobrevivência - como racionamento de comida, tensão entre pessoas, busca por mais recursos e, claro, a depressão de viver em um mundo tão desolador e quebrado - que ajudam a contribuir para a tensão e angústia.

Imagem de capa do item

H.P. Lovecraft ficaria orgulhoso

E o fato de que não vemos as criaturas que atormentam a humanidade só contribui para aumentar essa tensão já que, muitas vezes parece que nós mesmos estamos juntos dos personagens, também incapazes de ver as criaturas, pelo nosso próprio bem. Em alguns momentos isso lembra bastante do horror cósmico de HP Lovecraft, justamente por trabalhar com criaturas grandiosas demais para serem acumuladas pela mente humana.

Claro, isso também representa o maior desafio para a adaptação, já que dar forma a essas criaturas pode resultar em um fiasco, quebrando a tensão recorrente da trama, mas também pode ser algo que contribua ainda mais para o sucesso da narrativa. É algo arriscado, mas que deve ser bem trabalhado pela Netflix.

Imagem de capa do item

Netflix

E é justamente o "estúdio" por trás desse filme que serve como outro motivo para você ficar animado com a adaptação. Ainda que dívida um pouco a crítica, as produções da Netflix costumam agradar muito o grande público, apresentando histórias que se tornam febre no mundo todo.

Sendo da plataforma de streaming mais famosa do mundo, a adaptação de Caixa de Pássaros conseguiu garantir um elenco de peso e podemos esperar por efeitos especiais bem trabalhados, já que a Netflix tem como um dos seus objetivos bater de frente com os grandes estúdios de cinema.

Imagem de capa do item

Um Lugar Silencioso, para os olhos.

Ainda que o livro tenha sido lançado bem antes que o filme Um Lugar Silencioso, algumas pessoas estão descrevendo a adaptação da Netflix como Um Lugar Silencioso Para Os Olhos, isso porque, de certa forma, as tramas são parecidas.

Se em um filme temos uma família tendo que lidar com criaturas mortais tendo que abrir mão da fala (e dos sons), em A Caixa de Pássaros vemos a humanidade precisando sobreviver sem a visão, e também tendo que sobreviver a essas criaturas. Em questão de drama, suspense e ação o livro consegue se equiparar ao outro filme, então podemos esperar uma adaptação que consiga agradar o grande público, exatamente como em Um Lugar Silencioso.

Imagem de capa do item

Horror gráfico

Além disso tudo, caso a adaptação siga exatamente o que está no livro, devemos nos nos preparar para um terror agoniante e bastante gráfico, uma vez que o efeito das criaturas nas pessoas é justamente deixá-las extremamente violentas - contra elas mesmas e contra os outros.

Em diversos momentos lendo o livro, você pode ficar com o estômago embrulhado ou apenas bastante agoniado, devido a quantidade de momentos cringe e gore. O primeiro trailer do filme sugeriu que teremos essas cenas, então é melhor já ir se preparando!

Imagem de capa do item

Psicose em potencial

E além das partes mais gráficas, existe outro elemento que ajuda a deixar o livro - e com sorte, também o filme - tão fod#. A tensão crescente da história faz com que em diversos momentos do livro lidemos com o tema psicose e loucura, nem sempre a causada pelas criaturas.

O filme pode se aprofundar ainda mais nosso, realmente explorando as mazelas mentais causadas pelas criaturas, bem como a degradação da humanidade diante de um cenário apocalíptico e sem esperança. O filme tem a possibilidade de deixar a história ainda mais agoniante e grotesca, o que certamente faria dele uma adaptação maravilhosa. Potencial não falta, por isso vale a pena ficarmos ansiosos para ver isso em cena.

Imagem de capa do item

O elenco

Mesmo mais conhecida pelos seus papéis na comédia, Sandra Bullock já provou mais de uma vez que é uma atriz excelente e versátil, mostrando um drama excepcional. Ter ela como a protagonista dessa história por si só já é um bom motivo para ficar ansioso para o filme.

Mas além dela, temos um elenco de peso incrível! Sarah Paulson, Rosa Salazar, John Malkovich, Trevante Rhodes, Danielle Macdonald, e Jacki Weaver. São atores incríveis - e premiados - em um filme que tem tudo pra ser maravilhoso.

O trailer

Tá, se falando tudo isso eu não consegui te convencer, é melhor você mesmo dar uma olhada trechinho que foi divulgado do filme. O trailer não só introduz essa história incrível, como também deixa claro que veremos todos esses pontos que eu abordei nos outros itens: Tensão, angústia, terror e bons efeitos práticos.

Sem sombra de dúvidas, vale a pena dar uma chance para esse filme (e, claro, para o livro fenomenal).

Imagem de perfil
Chris Rantin

Jornalista • Editor • Mestrando em Comunicação pela UEL • Instagram e Twitter: @Chris_Rantin • "Eu sou o fogo e a vida encarnados. Agora e para sempre eu sou a Fênix!"