Capa da Publicação

10 Melhores filmes com Nicolas Cage!

Por Lucas Rafael

Nicolas Cage tem altos e baixos. Embora o intérprete tenha figurado em uma variedade de filmes ruins, ele também conta com sua generosa parcela de clássicos e longas divertidos.

Nesta lista, separamos os 10 Melhores filmes com Nicolas Cage! 

Faltou algum que você julga essencial? Comente!

Imagem de capa do item

Mandy (2018)

Este ano, Nicolas Cage voltou com força total no filme independente Mandy. Para quem curte ver o Mega-Cage em ação, o longa possui diversos momentos completamente insanos,incluindo o ator coberto em sangue em um duelo de motosserras. Sim.

Imagem de capa do item

A Rocha (1996)

Aqui, Cage figura em um dos filmes mais bem recebidos do diretor Michael Bay ao lado do lendário ator Sean Connery.

No longa, Cage interpreta o agente do FBI Stanley Goodspeed, enviado para a ilha de Alcatraz para livrá-la de um grupo de militares.

Imagem de capa do item

Con Air - A Rota de Fuga (1997)

Interpretando o letal Cameron Poe, Cage dá vida a um convicto que foi preso de forma injusta, entrando em liberdade condicional para voltar para casa e ver sua filha. No entanto, o avião que abarca Poe está transportando alguns dos criminosos mais perigosos do mundo, que rapidamente assumem o controle da aeronave.

Imagem de capa do item

Adaptação (2002)

Nesse filme do diretor Spike Jonze, Cage oferece uma de suas interpretações mais bucólicas como dois irmãos gêmeos que trabalham como roteiristas.

Um deles se encontra com bloqueio criativo ao tentar adaptar um livro para o cinema e, precisa da ajuda do outro, que é muito mais bem sucedido no ramo.

Um ótimo filme para conferir Cage em uma performance mais sensível e menos afetada.

Imagem de capa do item

Coração Selvagem (1990)

Dirigido pelo emblemático David Lynch, o longa Coração Selvagem mostra Cage como Sailor, um jovem apaixonado pela bela Lula.

Apaixonados, o casal se encontra em fuga no sul dos EUA após a mãe de Lula contratar assassinos para lidar com Sailor.

Sendo imerso em uma intoxicante atmosfera Americana, Coração Selvagem também traz algumas das excentricidades do diretor, Lynch, tornando-o algo bastante único.

Imagem de capa do item

Arizona Nunca Mais (1987)

Aqui, vemos Cage em uma divertida dramédia familiar, na qual seu personagem, H.I. McDonnough, tenta criar um bebê adotivo sequestrado que acaba o arrastando para situações ridiculamente absurdas, porém extremamente divertidas.

Imagem de capa do item

Vício Frenético (2009)

Cage certamente já trabalhou com diversas lendas do cinema. Aqui, temos o ator figurando em um filme de Werner Herzog.

A trama mostra um estudo de personagem focado em Terrence Mc Donaugh, um policial que inicia o filme como um bom oficial da lei, se deteriorando moralmente cada vez mais devido a um vício em remédios.

Imagem de capa do item

O Senhor das Armas (2005)

Aqui, Cage interpreta Yuri Orlov, um traficante de armas que transita em zonas de guerra enquanto se esquiva da lei e supre armamentos para ditadores ao redor do mundo.

Um dos focos do filme é como Orlov lida com sua própria consciência no final das contas. O elemento dramático faz com que Cage entregue uma performance memorável no papel do personagem.

Imagem de capa do item

8 mm (1999)

Aqui, vemos um dos primeiros papeis onde a performance afetada de Cage começa a despontar. O filme mostra o ator como Max, encontrando um pedaço de fita 8mm que apresenta conteúdo chocante.

Em busca de pistas sobre o material, ele acaba caindo em um caminho sombrio que pode o levar à insanidade.

Imagem de capa do item

A Outra Face (1997)

Por fim, vamos com esse clássico que mostra Cage abraçando toda a insanidade pela qual o ator é conhecido hoje.

O filme é completamente maluco, mostrando um agente (John Travolta) vestindo o rosto de um terrorista (Nicolas Cage) para saber mais sobre ataques futuros. Enquanto isso, o terrorista interpretado por Cage foge da custódia e veste o rosto do agente para se aproximar de sua família.

Imagem de perfil
Lucas Rafael

Redator. Entusiasta de coisas demais