Capa da Publicação

10 heróis que podem morrer nos próximos filmes da Marvel!

Por Gus Fiaux
Imagem de capa do item

Homem de Ferro

Um herói que já protagonizou sua própria trilogia e já teve destaque em produções da equipe da qual faz parte, além de estar inserido na Guerra Civil, o Homem de Ferro é um dos heróis que pode "sobrar" após seu papel nas Guerras Infinitas.

Minha aposta é que ele se sacrifique em combate durante o confronto com Thanos. Porém, quem leu Desafio Infinito sabe que a Manopla e as joias são capazes de trazer até mesmo os mortos de volta a vida, com uma ajudinha especial da Joia do Tempo. Assim sendo, não seria surpresa se o personagem retornasse - quem sabe, até mesmo com outro ator mais jovem (e menos requisitado).

Imagem de capa do item

Viúva Negra

Natasha Romanov teve um papel fundamental na criação dos Vingadores, e isso foi algo construído desde Homem de Ferro 2. Depois que a equipe foi formada, ela teve um papel interessante em Capitão América: O Soldado Invernal. Mas desde então, parece que a personagem perdeu sua força.

É de conhecimento geral que, em Guerra Civil, ela servirá como uma espécie de mediadora. Mas sem muito o que fazer no Universo Cinematográfico da Marvel após isso, não seria espantoso caso ela fosse uma baixa durante a Guerra, ou ao menos se retirasse por algum tempo.

Imagem de capa do item

Visão

Isso é quase óbvio. O que o Visão tem no meio da testa? O que Thanos está procurando? Óbvio que, se houver, essa morte pode ter um caráter apenas temporário, tendo em vista que o herói foi uma importante adição aos Vingadores e não faria sentido desperdiçá-lo tão cedo.

Há rumores de que, ao final de Guerra Civil, o personagem migre para o espaço. Se isso for verdade, é possível que ele tenha o papel de encontrar Thanos, que irá roubar sua joia, e ser mandado de volta à Terra, como um "aviso".

Imagem de capa do item

Agente May

Melinda teve um arco consagrado em Agents of SHIELD. A agente especial, com renome por ser a "Cavalaria" já nos mostrou um pouco de tudo: a mulher forte, a ex-esposa do monstro, a pessoa delicada por trás da figura intimidadora.

Porém, não seria surpresa que, ainda na terceira ou na próxima temporada, ela se sacrificasse em prol de seus companheiros. E isso por uma razão bem clara: o arco principal da personagem já está sendo fechado, juntamente com a questão dos Inumanos e Chibata.

Imagem de capa do item

Drax

Nos quadrinhos, Drax era um ser humano normal que, uma vez assassinado por Thanos, foi recriado para servir como uma máquina de caça ao vilão galático. Todo seu propósito de vida era encontrar Thanos e aniquilá-lo de uma vez por todas.

Sendo Drax um dos personagens menos desenvolvidos de Guardiões da Galáxia, há vários motivos para crer que sua participação na Guerra Infinita será fundamental para a destruição do Titã Louco, contudo, pela falta de interesse no personagem, é bem capaz que ele também migre para o reino dos mortos.

Imagem de capa do item

Thor

Assim como o Visão, essa é outra morte que pode facilmente ser revertida. É sabido que o Ragnarök é uma espécie de apocalipse na cultura nórdica. É o fim de tudo que há, e as lendas contam sobre a queda do Deus do Trovão nove passos após enfrentar a Serpente.

Isso pode acontecer no terceiro filme do herói, mas é de se esperar que, caso aconteça, ele saia de onde estiver e volte a integrar o contingente dos vivos para poder ajudar os Vingadores a enfrentar Thanos nas Guerras Infinitas.

Imagem de capa do item

Nick Fury

Fury é um personagem curioso no Universo Marvel dos quadrinhos. O herói sempre esteve de olho em tudo que acontecia, sempre vigilante. Contudo, ele era auxiliado por sua fórmula do infinito, de modo que jamais envelhecia - isto é, até descobrirmos o contrário em uma saga deveras recente - e sempre estava nos bastidores.

Nos cinemas, esse é um papel deveras difícil de ser 100% transposto - tendo em vista que o ator não possui nenhuma fórmula do infinito e envelhece, e o Nick Fury não consegue se desdobrar tanto quanto nos quadrinhos - por claros motivos referentes ao MCU ser mais "próximo da realidade" que os quadrinhos. Assim sendo, pode ser que os dias do maior espião do Universo Marvel estejam contados.

Imagem de capa do item

Hank Pym

O Hank Pym de Michael Douglas foi o símbolo de uma interessante passagem de manto em Homem-Formiga. Ali, basicamente, vimos o personagem como um mentor para Scott Lang, fazendo o possível para tornar o jovem ladrão no novo Homem-Formiga.

Sabemos que ele deve continuar vivo na continuação, e faria sentido deixá-lo para que ele pudesse reencontrar sua esposa, Janet Van Dyne - supondo que o filme traga a busca pela heroína. Contudo, é provável que ele não passe desse filme.

Imagem de capa do item

Máquina de Combate

Quem leu Guerra Civil, sabe que uma das maiores motivações que acabam culminando no fim do conflito é a morte do Golias, um herói com poderes de aumento. Como, nos cinemas, tal personagem ainda não foi apresentado, é provável, como podemos ver pelo primeiro trailer do filme, que um dos sacrifícios motivadores da trama seja o de James Rhodes.

A verdade é que o Máquina de Combate nunca teve muito espaço dentro do MCU. Mesmo tendo um traje mais fortemente armado, ele facilmente cai num aspecto de "Homem de Ferro genérico e menos importante", e isso foi motivo de piada, por exemplo, em Era de Ultron. Matá-lo poderia conferir peso à trama de Guerra Civil, e mostrar um amadurecimento do MCU.

Imagem de capa do item

Capitão América

Rumores já dão indícios de que a ideia é verdadeira, e isso não é surpreendente, tendo em vista o papel da Guerra Civil nos quadrinhos. Há grandes chances de Steve Rogers partir dessa pra melhor ao final de seu terceiro filme, o que seria chocante e inovador dentro da indústria de filmes da Marvel.

Minha teoria particular é a de que ele realmente morra em Guerra Civil, e algum outro herói - Soldado Invernal ou Falcão - assuma seu lugar. Na segunda parte de Guerra Infinita, ele seria ressuscitado e lideraria uma investida física contra o Titã Louca.

Imagem de perfil
Gus Fiaux

Formado em Cinema e Audiovisual pela UFPE. Crítico, roteirista e mago nas horas vagas. Demon to some... angel to others (ele/dele) || @gus_fiaux