Capa da Publicação

10 heróis cujos pais ainda estão vivos!

Por Gus Fiaux

Parece que, para se tornar um super-herói, um requisito trágico precisa ser preenchido por todos: seus pais têm que morrer. Isso é bem claro quando notamos os heróis que, todos os anos, despontam na TV e nos cinemas. Quantos dentre eles não possuem uma trágica história de origem, quase sempre relacionada à morte de seus pais?

Pois bem, dessa vez, selecionamos um grupo de personagens da Marvel e da DC Comics que não precisaram passar por esse tipo de transtorno, e agem livremente, enquanto seus pais continuam vivos. Mas isso não significa necessariamente que eles se dão bem…

Esta lista é uma sugestão do fã @jlucas_goomes através de nosso Instagram! Mande também suas ideias e sugestões de temas!

Créditos: Marvel/DC Comics

Imagem de capa do item

Noturno

Kurt Wagner é um mutante com uma história absurdamente trágica. Mesmo que seus dois pais estejam vivos - a mutante Mística e o demônio Azazel -, os dois o abandonaram para morrer. Com sorte, ele foi resgatado por um clã de ciganos, e passou a viver no circo, o que não mudou a perseguição que sofreu devido à sua aparência diabólica.

Ainda assim, isso serviu como uma grande motivação para sua jornada heroica. Desde então, ele se juntou aos X-Men e se provou um dos maiores heróis mutantes de todos os tempos. Posteriormente, ele chegou a confrontar seus dois pais, tanto fisicamente quanto emocionalmente - o que rendeu cenas icônicas ao lado de Raven Darkholme.

Imagem de capa do item

Homem de Gelo

Por falar em heróis mutantes, o Homem de Gelo sempre teve seus pais vivos, e isso foi algo que afetou bastante sua vida como mutante, já que os dois não eram os maiores fãs dos X-Men ou da ideia de mutantes livres pelo mundo. Mais recentemente, ao ganhar sua primeira HQ solo, Bobby teve mais chance de poder interagir com eles sobre sua vida pessoal.

Nessa HQ em especial, ele precisa reconectar-se com sua família, e falar não apenas sobre sua vida como um X-Man, mas também sobre sua própria sexualidade. Nos cinemas, ele também teve uma cena muito importante com seus pais, em X-Men 2, contudo, nos quadrinhos, o desenvolvimento de sua vida pessoal é mais explorado.

Imagem de capa do item

Devastadora

Não é fácil ser filha de um super-vilão, ainda mais quando seu pai é o mercenário Exterminador. Para Rose Wilson, isso foi um dos elementos que mais marcou seu passado. Filha de Slade Wilson com a administradora de um bordel cambojano, conhecida como Doce-Lili, a vigilante conhecida como Devastadora não teve lá a melhor das criações.

Com uma mãe viva - porém ausente - e um pai nada fraternal, tanto ela quanto seus meio-irmãos tiveram que comer o pão que o diabo amassou. E embora toda a família tenha uma inclinação para a perversidade, a Devastadora acabou se transformando numa anti-heroína, inclusive se unindo aos Jovens Titãs e se voltando contra seu progenitor.

Imagem de capa do item

Homem-Aranha (Miles Morales)

Temos aqui um caso bem peculiar, por uma situação complicada. Na realidade, a mãe de Miles Morales já morreu de uma forma trágica, nos braços de seu filho, ao ser atingida pela Polícia, que tentava matar a nova versão do Venom. Contudo, quando o Homem-Aranha Ultimate foi trazido para a Terra-616, ela foi trazida de volta à vida, e assim está até hoje.

Dessa forma, Miles tem uma relação bem interessante com seus pais. Inicialmente, seu pai, Jefferson Davis não gostava muito da ideia de super-heróis, enquanto sua mãe era totalmente a favor. Atualmente, as coisas mudaram de figura, e Jefferson sabe até mesmo sobre a identidade secreta de seu filho, enquanto Rio Morales não aprova super-heróis de jeito nenhum.

Imagem de capa do item

Miss Marvel (Kamala Khan)

Uma das heroínas mais importantes da Marvel nos últimos anos, a Miss Marvel também têm seus dois pais vivos, e isso é algo muito importante para a personagem e sua vida pessoal, já que somos inseridos em sua cultura através dos olhos de sua família, que são imigrantes paquistaneses e muçulmanos.

Maneeba e Yusuf Khan são pais carinhosos e compreensíveis, que ao mesmo tempo, são muito fiéis à tradição religiosa e cultural de seu país, o que pode acabar criando atritos com uma adolescente criada em meio à efervescência dos Estados Unidos. Ainda assim, eles são extremamente protetores por Kamala Khan.

Imagem de capa do item

Mulher-Maravilha

Dentre os heróis mais famosos de cada editora, uma personagem em especial se destaca: a Mulher-Maravilha, princesa das Amazonas e uma das integrantes mais importantes da Liga da Justiça. Nos quadrinhos, ela tem várias origens diferentes. Na mais popular, ela foi criada do barro apenas por Hipólita. Já na mais recente, ela também é filha de Zeus.

De um jeito ou de outro, os pais de Diana Prince continuam vivos, saudáveis e bem. O grande deus Olimpiano continua seu reinado, ainda que bem ausente das maquinações humanas, e a rainha de Temíscira continua em sua ilha, enquanto se mantém uma forte conselheira. Além disso, foi a criação por sua mãe que transformou a Mulher-Maravilha na heroína que todos nós amamos.

Imagem de capa do item

Wiccano e Célere

Wiccano e Célere são os personagens mais sortudos desta lista. Eles são a reencarnação dos filhos da Feiticeira Escarlate e do Visão, ao mesmo tempo em que nasceram nos corpos de duas crianças de famílias diferentes. Ou seja, nessa conta toda, eles possuem, ambos, duas mães e dois pais. E todos eles estão vivos.

Embora os pais de Tommy não tenham sequer aparecido nas HQs, os de Billy foram muito importantes em sua formação, tanto como super-herói quanto como adolescente. Além disso, os dois têm uma relação muito positiva com Wanda Maximoff, que realmente cuida deles como seus próprios filhos e está disposta a sempre ajudá-los, seja em aventuras heroicas ou no dia-a-dia.

Imagem de capa do item

Franklin e Valeria Richards

Outros filhos de super-heróis que não podiam passar despercebidos são Franklin e Valeria Richards, as duas crianças de Sue Storm e Reed Richards, respectivamente a Mulher Invisível e o Senhor Fantástico dos cinemas. E, com pais assim, não esperávamos menos do que a excelência vinda dos dois.

Franklin nasceu com poderes mutantes, e é capaz de alterar a realidade ao seu redor. Valeria, por outro lado, nunca pareceu ter nenhum super-poder físico, mas possui uma inteligência que rivaliza até mesmo com seu pai e com o Doutor Destino, atualmente, os dois se preparam para fazer seu retorno triunfal ao Universo-616, ao lado de seus pais.

Imagem de capa do item

Robin (Damian Wayne)

Ainda falando de filhos de super-heróis, mas migrando de uma editora para a outra, temos Damian Wayne, o filho do Batman, e o mais recente herói a adotar o manto do Robin nas HQs. O personagem é fruto do antigo relacionamento entre Bruce Wayne e Talia al Ghul, que por sua vez, é filha de um dos maiores inimigos do Cavaleiro das Trevas.

O personagem originalmente havia surgido como uma arma enviada pela Liga dos Assassinos, mas logo se tornou uma espécie de anti-herói, ainda que muitos odeiem o pobre coitado. Agora, resta saber se a DC vai realmente deixá-lo viver em paz... ainda mais com Talia afirmando que, na verdade, ele é filho do Exterminador!

Imagem de capa do item

Superboy (Jonathan Kent)

Por fim, precisamos falar do filho do maior super-herói de todos os tempos. É claro que se trata do Superboy, cujos pais são ninguém menos que os (vivos) Superman e Lois Lane. E com pais assim, não devíamos esperar menos que a grandiosidade vinda de Jonathan Kent, um herói que tem em suas veias tanto o legado de Krypton quanto o da Terra.

Nascido em meio ao cataclismo Multiversal, o personagem se tornou uma das figuras mais importantes na linha editorial do Renascimento DC, e está sendo criado como um dos grandes heróis do futuro. Atualmente, ele integra a dupla Superfilhos, junto com ninguém menos que Damian Wayne, nosso não-tão-querido Robin.

Imagem de perfil
Gus Fiaux

Formado em Cinema e Audiovisual pela UFPE. Crítico, roteirista e mago nas horas vagas. Demon to some... angel to others (ele/dele) || @gus_fiaux