10 Finais mais tristes nos videogames modernos!

Capa da Publicação

10 Finais mais tristes nos videogames modernos!

Por Felipe Vinha

Atenção: Alerta de Spoilers!

Nós choramos com séries, filmes, até com músicas. Mas e os videogames?

Existem história nos jogos eletrônicos que são tão tristes que já nos fizeram chorar com suas conclusões. Estamos falando de material pesado para os corações fracos, aqueles que vão te deixar pensativo de verdade.

Afinal, o que é uma boa história sem uma conclusão forte?

Acompanhe nossa lista e veja os finais mais tristes dos videogames modernos. É claro que não precisamos avisar que vai ter SPOILER, não é?

O vídeo não está mais disponível.

Halo: Reach

Imagina que todos os personagens que você controlou ao longo da aventura morrem em sua conclusão.

É exatamente isso que ocorre ao final de Halo: Reach. Os heróis morrem e dão lugar a novas lendas naquele universo, de maneira bem emocionante, inclusive.

Shadow of the Colossus

Em Shadow of the Colossus você tem como missão principal destruir seres gigantescos para reviver sua amada. Quem te pede isso, porém, está te enganando a todo o momento.

Ao final, o “herói” Wander é confrontado com esta verdade. Não era necessário destruir os gigantes e, com base no que fez, ele próprio se torna um gigante, enquanto é confrontado para ser derrubado, como fez com os outros.

Red Dead Redemption

Red Dead Redemption é um jogo que tem seu final bem explicadinho, mas que te deixa jogar mais depois dele.

O herói John Marston, que lutou bravamente durante toda a aventura, simplesmente é emboscado e morre em uma cena bem emocionante. O game te dá a oportunidade de controlar o filho de Marston depois disso, com o objetivo de vingar seu pai.

Mass Effect 3

Com o perigo de soarmos repetitivos, Mass Effect 3 é outro tipo de jogo onde o herói encontra seu fim de maneira bem melancólico.

Após salvar a galáxia dos Repaers, comandante Shepard perece para livrar o restante da humanidade e outras raças. É possível contornar este final, porém, mas o jogo pula muitos anos no futuro, quando Shepard já teria morrido por causas naturais, então a situação triste ocorre da mesma forma.

Metal Gear Solid 3: Snake Eater

Metal Gear Solid 3: Snake Eater é aquele tipo de jogo onde você muito assiste e pouco joga. Brincadeira, fãs de Hideo Kojima. Também gosto bastante do game e é uma das obras-primas da indústria, mas seu final segue a cartilha do “quanto mais triste, melhor”.

The Boss, mestra de Snake e também seu grande amor, morre em seus braços, sacrificando-se por uma causa maior. Para piorar a situação, Snake termina o game diante de seu túmulo, após ser condecorado como “Big Boss”.

Crisis Core: Final Fantasy 7

Mortes de protagonistas são sempre terríveis, mas é ainda mais avassalador quando ela ocorre de uma forma que você já esperava ver, mas não tinha ideia do quanto seria emocionante.

É assim com Crisis Core: Final Fantasy 7, jogo que serve como prólogo para Final Fantasy 7 e mostra a saga de Zack, o antecessor de Cloud, e dono de suas memórias originais. Ele morre ao final, em uma das cenas mais emocionantes de toda a saga.

Final Fantasy 15

Em Final Fantasy 15, mais mortes. Ou melhor, quase todas.

O final do game traz a morte de quase todos os personagens centrais, vilões, aliados, coadjuvantes. O mundo é salvo, mas não antes de uma pequena tragédia acontecer no coração do jogador.

The Last of Us

Quando o herói Joel descobre que estava levando uma jovem a um local seguro apenas para ser, basicamente, dissecada, ele se desespera contra seus aliados e dá sua vida para proteger a menina.

Além de ser um jogo emocionante em diversos aspectos, The Last of Us tem um dos finais que te fazem chorar mais nos últimos anos.

Silent Hill 2

Um jogo da série Silent Hill não poderia ficar de fora desta lista, principalmente quando quase todos os finais possíveis de Silent Hill 2 são extremamente tristes.

Em um deles, o personagem central se suicida, em outro, mata a mulher que deveria salvar. Há apenas dois finais no estilo "brincadeira", com algumas piadas, para cortar o clima pesado.

Doki Doki Literature Club

Doki Doki Literature Club é um jogo gratuito que fez muito sucesso recentemente. Ele parece mais um game japonês de relacionamento, mas a coisa fica feia quando uma das personagens descobre que é uma personagem de videogame e decide apagar, literalmente, sua existência e a existência de outras meninas.

Um dos finais possíveis traz justamente isso. A jovem consegue apagar todos, incluindo arquivos no computador de quem joga, impedindo que o game seja usado de novo, a não ser que seja deletado e baixado novamente, para recomeçar a história.