Capa da Publicação

10 filmes que dividiram a opinião do público!

Por Guilherme Souza

Há alguns dias, foram divulgadas informações de que o novo longa baseado na franquia Suspiria estava deixando os críticos divididos, sendo até mesmo comparado com Mãe!, suspense estrelado por Jennifer Lawrence e Javier Barden.

Pensando nisso, resolvemos listar alguns filmes que foram divisivos, seja entre a opinião do público ou do público para com a crítica. Esses filmes com certeza seguem um ditado, “falem bem ou falam mal, mas falem de mim.”

Imagem de capa do item

Mãe!

Não tem como falar sobre filmes divisivos sem citar Mãe!, um dos mais comentados do ano passado.

Com todas as metáforas e referências no longa, os espectadores se dividiram entre os que não entenderam, os que acham que entenderam e os que entenderam a trama. No último caso, ainda houve a divisão dos que gostaram e não gostaram, gerando uma imensa batalha onde muitos falavam que quem não gostou, é porque não havia entendido. No fim das contas, o longa ainda acabou sendo indicado em 3 categorias do Framboesa de Ouro.

Imagem de capa do item

O Homem de Aço

Seguindo o sucesso da trilogia do Batman de Christopher Nolan, a DC Comics e a Warner apostaram em Zack Snyder para dar uma nova roupagem ao Superman e criar uma nova franquia para o herói nos cinemas.

O pontapé inicial dessa aposta veio com o lançamento de O Homem de Aço, longa que tinha por objetivo recontar a história de origem do maior herói dos quadrinhos e humanizar o Superman. Mas diferente da visão de Nolan para o Batman, a abordagem de Snyder para o Superman acabou não agradando muita gente. Por mais que muitas pessoas gostem de um Superman falho e que questiona seus poderes, ainda tem quem acredita que a personalidade adotada para o herói não fez jus a ele.

Imagem de capa do item

Batman vs Superman: A Origem da Justiça

Se o público ficou dividido com O Homem de Aço, a coisa ficou ainda pior com o lançamento de Batman vs Superman: A Origem da Justiça. Por mais que muita gente não se canse de elogiar (até hoje) a produção, não podemos ignorar o fato de que ela não foi o sucesso comercial esperado para a primeira união dos três maiores super-heróis do universo nos cinemas.

O longa não agradou os críticos e muitos fãs também não ficaram satisfeitos com o que viram em tela. O pior de tudo, é que a trama serve de base para o universo compartilhado da DC nos cinemas, algo que viria a acarretar inúmeros problemas em filmes futuros.

Imagem de capa do item

Esquadrão Suicida

Depois da recepção negativa de Batman vs Superman: A Origem da Justiça, a Warner se preparava para lançar mais um filme de seu Universo Estendido da DC, Esquadrão Suicida.

Baseado nas histórias de um grupo de supervilões que é recrutado para realizar missões secretas, o longa colocava, pela primeira vez, inúmeros vilões icônicos da DC reunidos em versões live-action. Mas o resultado acabou sendo um completo desastre. Desde as caracterizações, até à personalidade de alguns personagens, muitos fãs se sentiram ultrajados com o que viram em tela. Ainda assim, muita gente gostou do que viu e o longa acabou sendo um verdadeiro sucesso de bilheterias.

Imagem de capa do item

Kingsman: O Círculo Dourado

O primeiro filme da franquia Kingsman foi um sucesso inesperado. Apostando em uma espécie de paródia dos filmes do 007, o longa foi aclamado por crítica e público, o que fez com que todo mundo ficasse ansioso pela sequência.

Infelizmente, algumas pessoas não tiveram o hype correspondido pelo segundo filme, que recebeu reações mistas e não conseguiu chamar tanta atenção quanto o anterior. Temos que levar em conta que o primeiro filme fez um sucesso tremendo justamente por seu fator surpresa e é difícil inovar e remeter ao material original ao mesmo tempo.

Imagem de capa do item

Interestelar

Em 2013, o filme Gravidade foi um verdadeiro sucesso de bilheteria e críticas. Mas quando tentaram repetir a fórmula, no ano seguinte, com Interestelar, a jogada acabou não dando muito certo.

Por mais que Christopher Nolan seja um diretor aclamadíssimo e que uma legião de fãs o acompanhe, muitos concordam que o filme não foi seu melhor trabalho. Porém outros acreditam que o longa possui uma inteligência e uma profundidade fora do comum, que fazem com que o longa seja espetacular.

Imagem de capa do item

A. I. Inteligência Artificial

Inicialmente, A. I. Inteligência Artificial seria um projeto dirigido e roteirizado por Stanley Kukbrik, porém o diretor acabou falecendo antes de concretizar sua visão para o longa. Com isso, Steven Spielberg foi incubido de dar vida à obra de Brian Aldiss e continuidade à visão de Kubrik.

Embora os efeitos especiais do longa sejam impecáveis para a época, muitos espectadores concordam que falha em termos narrativos por ser arrastado e artificial demais, não passando a emoção necessária para o personagem principal. Por sua vez, parte do público ficou satisfeita com o que viu e criou afeto por ele.

Imagem de capa do item

Watchmen

Depois de seu sucesso com a adaptação de 300, muitos acreditavam que Zack Snyder faria um excelente trabalho com Watchmen e, de certa forma, ele fez.

Por mais que muitos acreditem que Snyder fugiu da essência original da obra criada por Alan Moore, outros afirmam que o diretor fez um excelente trabalho em transportar a HQ para os cinemas, principalmente no que se refere à parte visual. Infelizmente, por mais que o longa reproduza fielmente algumas cenas da história original, ele acabou sendo um fracasso de bilheterias e crítica.

Imagem de capa do item

O Rei do Show

Depois do sucesso de La La Land: Cantando Estações, era óbvio que outro estúdio tentaria “garfar” algumas indicações ao Oscar com um musical. E o escolhido para isso foi O Rei do Show, longa protagonizado por Hugh Jackman que conta a história de P.T. Barnum, o fundador de um dos maiores circos da história.

Embora o longa tenha conseguido emplacar algumas canções e muitas atuações tenham se destacado, isso não foi o suficiente para que ele fizesse o mesmo sucesso de La La Land. Além disso, muitos conhecedores da história original de Barnum não ficaram felizes com as alterações feitas pelo longa, que mostraram o showman como um mocinho e não como ele realmente era.

Imagem de capa do item

Star Wars: Os Últimos Jedi

Apesar de seu sucesso estrondoso, não podemos negar que o último filme da franquia principal de Star Wars foi extremamente divisivo. Na verdade, o longa não separou somente as opiniões do público, como também a de alguns atores, que não concordam com os destinos de seus personagens no longa.

Muitos fãs ficaram revoltados com o rumo que Rian Johnson adotou para a trama e outros ficaram indignados por suas teorias não terem se concretizado. Entretanto, uma grande parcela do público amou o longa, bem como a crítica, resultando em um sucesso de bilheterias.

Imagem de perfil
Guilherme Souza

Outra grande manchete: 'Água, molhada!'