Capa da Publicação

10 filmes de super-heróis que mereciam indicações no Oscar!

Por Gus Fiaux

Por conta disso, selecionamos dez filmes de super-heróis que deveriam ter sido indicados em algumas categorias, mesmo que não ganhassem tendo em vista a qualidade de seus concorrentes no ano em que foram lançados. Para manter uma variedade constante, optamos por manter um filme por item, e cada filme representando unicamente uma categoria da premiação.

Imagem de capa do item

Homem-Aranha - Melhor Figurino

Antes de 2000 e a eclosão dos X-Men nos cinemas, filmes de super-heróis eram vistos como um subproduto da cultura dos quadrinhos, e por conta disso, tudo referente aos super-heróis era um tanto quanto cafona e de baixo orçamento. Contudo, um dos primeiros filmes a quebrar isso e trazer realismo para as telonas foi o primeiro Homem-Aranha de Sam Raimi.

O filme contou com um incrível visual para seu herói, que fugia bastante da ideia de um homem em uma fantasia qualquer, e passava o visual do super-herói. Além disso, o filme merecia reconhecimento pelos trajes utilizados pelos personagens coadjuvantes, uma vez que soube capturar o estilo nova iorquino do início dos anos 2000.

Imagem de capa do item

Watchmen - Melhor Fotografia

Watchmen é possivelmente o filme de super-heróis mais subestimado de todos os tempos. Além de ser uma adaptação da maior graphic novel já feita, o filme impressiona por seu visual fantástico, que funciona perfeitamente, assim como em outra adaptação dirigida por seu diretor, Zack Snyder, chamada 300.

O filme é escurecido e demasiadamente plástico, o que ajuda a criar toda a sensação imersiva de uma história em quadrinhos violenta, sarcástica e cheia de vida. As cores do logotipo do filme revelam bem todo o visual dele: amarelo e preto, com a vibração e a morbidez necessária para transpor um dos clássicos de Alan Moore para os cinemas.

Imagem de capa do item

Guardiões da Galáxia - Melhor Design de Produção

Não é nem um pouco fácil criar um ambiente já feito e refeito diversas vezes, porém com algo novo e fresco. Já vimos vários filmes no espaço. Seja nas cantinas sujas de Star Wars ou à bordo da S.S. Enterprise de Star Trek. Mas definitivamente, foi revigorante ver algo novo, vibrante e esquizofrênico no espaço de Guardiões da Galáxia.

O filme dá um show de como se fazer uma decente e bela criação artística para dar personalidade a ambientes. Seja em Luganenhum ou em Xandar, podemos respirar algo novo e identificável, sem nos perder em um espaço genérico como já foi visto tantas e tantas vezes no cinema.

Imagem de capa do item

X-Men 2 - Melhor Roteiro Adaptado

A base de toda boa adaptação - seja de livros, curtas-metragens, contos jornalísticos, ou até mesmo quadrinhos - é saber transpor a essência de uma história, fazendo mudanças que possam acomodá-la no cinema e também no universo em que ela está sendo adaptada.

Baseado no grandioso clássico Deus Ama, o Homem Mata, X-Men 2 é até hoje considerado o melhor filme da franquia mutante, e um dos melhores filmes de quadrinhos de todos os tempos. Além de trazer similaridades fantásticas com a graphic novel de Chris Claremont, o filme ajudou a sedimentar tudo que conheceríamos de base no Universo dos X-Men, após seu surgimento nos cinemas.

Imagem de capa do item

Os Vingadores - Melhor Trilha Sonora

É sempre bom quando conseguimos recordar e cantarolar trechos de músicas memoráveis para a história do cinema. Aquele pedacinho que só de ouvir, nos faz lembrar de clássicos como Indiana Jones, Star Wars, Harry Potter e Jurassic Park, dentre outros.

Filmes de super-heróis começaram a deixar de lado a necessidade por uma boa trilha. Contudo, Alan Silvestri conseguiu trazer uma ótima e memorável coletânea de músicas incidentais que, além de casar perfeitamente com a proposta de Os Vingadores, remete à reunião heroica da equipe.

Imagem de capa do item

Batman: O Retorno - Melhor Atriz Coadjuvante

Ainda que muitas tentem, ninguém jamais marcará o papel da Mulher-Gato como Michelle Pfeiffer o marcou em sua breve passagem no filme Batman: O Retorno. Transpondo sensualidade, dramaticidade e um ódio inerente da vilã, ela é até hoje relembrada como uma das personagens mais sexy da história do cinema.

Ainda que seu papel tenha sido pequeno dentro da franquia como um todo, é interessante perceber que Michelle conseguiu, através de uma atuação propositalmente exagerada, trazer a Mulher-Gato dos quadrinhos em uma interpretação visceral da personagem.

Imagem de capa do item

Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge - Melhor Ator Coadjuvante

Se, por um lado, a segunda aventura do Batman de Tim Burton teve como destaque a Mulher-Gato, o verdadeiro destaque do terceiro Batman de Christopher Nolan está no mordomo Alfred, na melhor interpretação do personagem vivido por Michael Caine nessa trilogia.

Aqui, vemos o homem debaixo da figura eterna do mordomo fiel do Batman. Em O Cavaleiro das Trevas Ressurge, Alfred demonstra sua vulnerabilidade e fragilidade, mas ainda assim é visto como um homem fiel ao seu mestre e tem grandes e importantes momentos dentro da narrativa.

Imagem de capa do item

Superman - Melhor Ator

O prêmio de Melhor Ator ou Atriz sempre passa para alguém que consiga, através de muito esforço, tornar seu personagem inteiramente palpável e consistente. E é o que Christopher Reeve faz muito bem no primeiro Superman, de 1978.

O ator consegue seguir muito bem a tagline que promoveu o filme, e nos faz acreditar perfeitamente que um homem pode voar. Seu Clark Kent é um personagem identificável, que mesmo com todos os poderes divinos do Superman, não deixa de ser alguém com que o público pode se relacionar.

Imagem de capa do item

X-Men - Melhor Diretor

Atualmente, o mundo dos fãs de quadrinhos é dividido em quem odeia Bryan Singer e quem o adora. Independente disso, é necessário reconhecer o desempenho do diretor, e isso poderia tê-lo rendido uma indicação por seu trabalho no primeiro X-Men.

Tendo recebido a estatueta na mesma categoria do Saturn Awards, Singer foi o responsável por solidificar todas as futuras adaptações de histórias em quadrinhos. Seu trabalho foi impressionante por trazer uma equipe de heróis reunidas e com personalidades distintas, sem tirar o foco de alguns principais. Além disso, é importante frisar o quanto o diretor ajudou a tornar sério o gênero, incorporando questões de intolerância e movimentos sociais, o que mudou a visão do público que ainda tinha em mente atrocidades como Batman & Robin ou Howard, o Pato.

Imagem de capa do item

Batman: O Cavaleiro das Trevas - Melhor Filme

Batman: O Cavaleiro das Trevas é possivelmente o filme de super-heróis com maior número de indicações ao Academy Awards. Isso, infelizmente, conta pouco, tendo em vista que apenas uma das categorias indicadas não é um prêmio técnico. Contudo, com toda sua grandiosidade e direção, o filme definitivamente deveria ter sido considerado à categoria principal da premiação.

O filme consolida todo o realismo incorporado por Christopher Nolan à franquia, trazendo temáticas sérias e hiperrealistas, com apelo da política, de questões morais e da dicotomia entre caos e ordem. Seus múltiplos clímax denotam um grande domínio da linguagem cinematográfica pelo diretor, além do uso correto da figura do popular personagem da DC Comics para contar uma história mais abrangente.

Imagem de perfil
Gus Fiaux

Formado em Cinema e Audiovisual pela UFPE. Crítico, roteirista e mago nas horas vagas. Demon to some... angel to others (ele/dele) || @gus_fiaux