Capa da Publicação

10 fatos e curiosidades sobre a Felina!

Por Chris Rantin

Ainda que não seja uma personagem muito popular nos quadrinhos, Patsy Walker, Felina, está presente em Jessica Jones e tudo indica que finalmente deve assumir seu manto heróico na terceira temporada do seriado.

Confira agora a nossa lista com 10 fatos e curiosidades sobre a Felina!

Imagem de capa do item

Primeira Aparição

A primeira aparição da personagem, que ainda nem era heroína na época, aconteceu na segunda edição do primeiro volume de Miss America Magazine, ainda em Novembro de 1944. A revista era focada no público feminino, mostrando aventuras e aventuras para adolescentes. Na história “Introduzindo Patsy Walker” vemos Patsy se esforçando para ir em um show escondida dos pais e sofrendo a primeira decepção amorosa.

Nas histórias da Marvel, a personagem só aparece em Outubro de 1965, em Fantastic Four Annual #3, assumindo o manto de Felina apenas anos mais tarde em Vingadores nº 144 em Fevereiro de 1976.

Imagem de capa do item

Origem metalinguística

Patricia Walker era a filha única de Dorothy Walker, uma escritora de história em quadrinhos. Quando ainda era pequena, sua mãe agia como sua agente, fazendo com que ela seguisse uma carreira de modelo, além de utilizar a vida pessoal de Patsy como inspiração para uma HQ, que ainda levava o nome de Patsy Walker.

As histórias focadas na garota continuaram fazendo sucesso por uma década, mas ao longo dos anos Patsy passou a se sentir incomodada com a ação de sua mãe. Sua história muda quando ela se forma na escola e se casa com seu amigo Robert Baxter, acompanhando o rapaz que seguia carreira no programa das Forças Aéreas.

Imagem de capa do item

Chantagista Feroz

Depois de vários anos acompanhando seu marido por bases militares, Patsy conheceu o Fera dos X-Men, descobrindo sua identidade secreta. Apaixonada por super-heróis, ela decide chantageá-lo, dizendo que só não revelaria ao mundo quem ele realmente era, se o mutante a ajudasse a se tornar uma heroína.

Quando seu casamento com Baxter acaba, ela relembra Fera da sua chantagem e passa a se aventurar junto dos Vingadores, investigando atividades criminosas em grandes empresas.

Imagem de capa do item

Nasce Felina!

É em uma dessas investigações que ela encontra o uniforme da Gata, o alter-ego heróico de Greer Nelson, que mais tarde passaria a ser conhecida como Tigra. Patsy passa a utilizar esse uniforme, adotando a identidade da Felina, lutando ao lado dos Vingadores com toda sua habilidade atlética. Ela acreditava que o uniforme era mágico, aumentando sua velocidade, agilidade e persuasão.

Eventualmente, ela segue com a Serpente da Lua para uma longa sessão de treinamento em Titan, período em que sua habilidade psíquica é aprimorada. Ao voltar para a Terra, agora uma perita em artes marciais, ela aceita o pedido dos Defensores e se une oficialmente ao grupo de heróis.

Imagem de capa do item

O Filho do Diabo

Felina foi uma integrante de grande importância entre os Defensores por vários anos, até que conheceu o filho de Satã, Damion Hellstrom e se apaixonou pelo rapaz. Abandonando sua identidade secreta, Patsy se envolve em um romance com Hellstrom e acaba casando com o rapaz.

Anos mais tarde, os Hellstroms passam a agir como investigadores paranormais em São Francisco, ajudando os Vingadores da Costa Oeste a resolver seus problemas místicos.

Imagem de capa do item

Morte, inferno e ressurreição

Algum tempo depois dessa calmaria na vida de Felina, Hellstrom passa a ficar mais sombrio, o acaba levando Patsy à loucura, ficando em um estado semi-vegetativo por vários meses. Isso acaba de maneira trágica, quando ela pede para que a morte conhecida como Thanatos acabe com seu sofrimento e a mate logo.

A alma de Patsy acaba presa no reino do demoníaco Mefisto, lutando eternamente em uma arena ao lado da Harpia. Meses mais tarde, um vilão conhecido como Ceifador ressuscita as duas heroínas como parte do seu plano para derrotar os Vingadores de dentro para fora, corrompendo a alma delas.

Imagem de capa do item

Retorno Traiçoeiro

Quando Ceifador é derrotado, tanto Harpia quanto Felina acabam morrendo mais uma vez, mas não antes de avisarem de um plano maligno que Hellstrom estava desenvolvendo. Os Thunderbolts conseguem parar o filho do Diabo, e usam sua conexão com o inferno para tentar resgatar Harpia (a grande amada do Gavião Arqueiro, que liderava a equipe na época), mas Hellstrom engana os heróis e faz com que Felina seja aquela resgatada do inferno.

Ao voltar, Patsy se mostra bastante depressiva e traumatizada pelas vezes que fracassou na vida e por sua estadia no inferno.

Imagem de capa do item

Unindo os Infernos

Depois de se recuperar da depressão, Felina fica sabendo que o vilão Dormammu planeja conquistar as várias dimensões do inferno - o que lhe daria muito poder e, consequentemente, seria algo terrível para o universo.

Para impedir o vilão, Patsy vai até o inferno e une Mefisto, Hellstrom, Satannish e os Deuses da Morte Hela e Plutão, os liderado em um ataque contra Dormammu, pondo fim ao seu plano. Felina então volta ao mundo dos vivos, mais uma vez sendo parte dos Defensores e continuando sua vida heroica.

Imagem de capa do item

Poderes e Habilidades

Felina demonstra ter força, agilidade, durabilidade, velocidade e reflexos sobre-humanos. Inicialmente isso se devia por conta do traje heroico enfeitiçado que ela usava, mas Patsy descobriu que possuía essas habilidade mesmo fora do uniforme.

Seus poderes mentais, quando aprimorados pela Serpente da Lua permitia que ela utilizasse pequenas doses de Telecinese, assim como a rajadas psíquicas. Atualmente ela é capaz detectar energia sobrenatural e ver através de ilusões e feitiços.

Ao voltar do inferno ela se mostrou capaz de invocar seu uniforme heroico sempre que desejasse. Vale lembrar que em seu traje existem garras extensíveis que podem agir como chicotes bastante poderosos.

Imagem de capa do item

Jessica Jones

Em Jessica Jones temos Rachael Taylor vivendo Trish Walker, a radialista que deseja fazer parte do mundo de super-heróis e que, aparentemente, conseguiu alguns poderes ao final da segunda temporada da série. Ainda não vimos sinal dela assumindo o manto de Felina, mas fica claro que ela está seguindo por esse caminho.

Originalmente o papel de amiga de Jessica deveria ser desempenhado pela Capitã Marvel, mas por causa do filme solo da heroína, a Marvel precisou trocar a personagem e escolheu a Felina para entrar em seu lugar, alterando a personalidade da personagem para que ela se encaixasse melhor no universo da série.

Imagem de perfil
Chris Rantin

Jornalista • Editor • Mestrando em Comunicação pela UEL • Instagram e Twitter: @Chris_Rantin • "Eu sou o fogo e a vida encarnados. Agora e para sempre eu sou a Fênix!"