Capa da Publicação

10 coisas que você precisa saber sobre a Capitã Britânia!

Por Gus Fiaux

Elizabeth Braddock é conhecida por muitos nomes. Durante muito tempo, ela foi a Psylocke – mas agora, mudou de vida e de codinome heroico, se transformando na Capitã Britânia. E pelo visto, a Marvel não pensa em reverter essa mudança de status quo por um bom tempo, o que significa que ela deve assumir de vez o posto do seu irmão!

A heroína é uma telepata poderosa, capaz de unir seus dons psiônicos para produzir armas de energia mental, e está à frente da nova versão da Excalibur em Dawn of X, a mais recente fase dos Filhos do Átomo na Casa das Ideias. Por isso, aqui separamos 10 coisas que você precisa saber sobre a Capitã Britânia!

Créditos: Marvel Comics

Imagem de capa do item

Primeira aparição e criadores

Elizabeth Braddock apareceu pela primeira vez em Captain Britain #8, de dezembro de 1976. Ela foi criada por Chris Claremont e Herb Trimpie.

Curiosamente, essa sua primeira aparição se deu pelo selo Marvel UK, destinado exclusivamente para a divulgação em solo britânico. Ela só veio dar as caras nos Estados Unidos dez anos depois de sua criação, em 1986.

Imagem de capa do item

Origens

Sir James Braddock era o habitante de um reino mágico, enviado para a Terra por Merlin para dar vida e criar o herdeiro do posto de Capitão Britânia. Junto de sua esposa, na Terra-616, ele teve três filhos, Jamie e os gêmeos Brian e Elizabeth.

Brian acabou se tornando o Capitão Britânia, e Betsy Braddock virou sua fiel ajudante. Em dado ponto de sua vida, ela foi sequestrada por nazistas seguidores do Caveira Vermelha, e liberta graças ao Capitão Britânia e seu novo aliado, o Capitão América. Foi durante esse evento que ela teve, pela primeira vez, contato com seus poderes mutantes psíquicos.

Ela acabou entrando para a equivalente britânica da S.H.I.E.L.D., tendo um breve romance com seu mentor dentro da organização. Depois de alguns anos, ela acabou assumindo o manto do irmão. Em uma de suas missões, um vilão chamado Mestre Assassino cegou-a de modo brutal. Ela se aposentou e acabou parando no Mojoverso, onde Espiral e Mojo lhe deram novos olhos.

Ela se tornou uma escrava do Mojo, e em uma de suas aventuras, acabou dando de cara com os Novos Mutantes e os X-Men. Ela acabou entrando para os Filhos do Átomo, e adotou o codinome heroico Psylocke, que usou por muito tempo.

Imagem de capa do item

Personalidade

Conhecida como a X-Men mais agressiva, durante seus primeiros anos, Betsy Braddock é uma personagem serena e extremamente letal. Seu conceito de moral foi amplamente alterado durante sua estadia com Mojo, e só foi restaurado com o tempo.

Vale lembrar que, em dado ponto de sua carreira, ela foi sequestrada e teve sua consciência transferida para o corpo da ninja Kwannon, graças ao Tentáculo. (e é por isso que, mesmo sendo britânica, a personagem quase sempre foi retratada como oriental).

Nos últimos anos, a Kwannon e Elizabeth foram separadas. Enquanto a ninja manteve o alter-ego Psylocke, Betsy entrou em uma jornada em busca de outra identidade, se transformando na Capitã Britânia.

Imagem de capa do item

Poderes e habilidades

A Capitã Britânia possui poderes telepáticos e telecinéticos, de modo que pode combinar ambos e criar novas formas de atacar. É o caso de sua adaga psiônica, um construto telecinético que pode fritar a mente de seus inimigos devido aos poderes telepáticos.

Além disso, ela é mestre em combates físicos, mentais e telecinéticos, e pode ter visões precognitivas.

Imagem de capa do item

Fraquezas

A principal fraqueza de Betsy Braddock é a limitação que um poder causa sobre o outro. Se ela usa seus dons telecinéticos, ela deve reduzir consideravelmente o uso dos dons telepáticos, e vice-versa.

Ainda assim, ela se mostrou capaz de resistir às manipulações de realidade e temporais.

Imagem de capa do item

Equipes

Betsy já foi da Academia Braddock, X-Men, diversas encarnações da X-Force, Clube do Inferno, Clube-X, Exilados, X-Treme X-Men, Cavaleiros do Apocalipse... ufa, é muita equipe.

Ela também tem um posto de destaque na Excalibur. Além de ter sido integrante da equipe original, ela é líder da nova formação da equipe, que conta com Gambit, Jubileu, Vampira e Apocalipse.

Imagem de capa do item

Inimigos e vilões

Betsy Braddock possui diversos inimigos próprios, mesmo sendo parte de uma equipe como os X-Men. Entre eles se destacam a Espiral, que durante muito tempo nutriu uma rivalidade com a heroína.

E também podemos citar o Mestre Assassino, que já foi mencionado anteriormente. Uma versão alternativa do vilão é conhecida por caçar todas as versões da Psylocke de todas as realidades e matá-las por diversão.

Porém, o maior inimigo da personagem sem dúvida é Jaime Braddock, seu irmão mais velho, um mutante cujos poderes o tornaram louco. Ele era capaz de moldar a realidade, e isso forçou Betsy a matá-lo, para que ele não causasse destruição no universo. Felizmente, ele está de volta à vida e não parece ser vilão, até auxiliando a Capitã Britânia na revista da Excalibur.

Imagem de capa do item

Traje

Apesar de ter usado diversos trajes ao longo dos anos, é por sua roupa ninja que ela é marcada. A base de seu uniforme se assemelha bastante ao traje da Elektra, ainda que este seja vermelho. Ela ainda possuía uma clássica faixa roxa na cintura.

Agora, tendo se transformado em Capitã Britânia, ela está com um visual bem diferente. De volta ao seu corpo original, ela usa uma armadura clássica, com direito a capa e à bandeira do Reino Unido estampada em seu peito.

Imagem de capa do item

Momento de destaque

Apesar de ter vários momentos icônicos nos quadrinhos, talvez a melhor fase de Betsy Braddock seja a sua atual. Após ter “se separado” de Kwannon, ela deixou para trás o codinome Psylocke, e tentou ajudar seu irmão, o Capitão Britânia, a deter Morgana Le Fay.

Quando o Capitão sucumbiu em uma armadilha da feiticeira, ela assumiu o manto de Capitã Britânia, se tornando a nova líder da Excalibur. A mudança parece ser definitiva, já que os editores da Marvel querem que ela passe por uma mudança similar à que Carol Danvers passou, deixando de ser Miss Marvel para se tornar Capitã Marvel.

Imagem de capa do item

Fora das HQs

Psylocke é reconhecida por sua participação em alguns games, como Marvel vs Capcom, Marvel Ultimate Alliance 2 e Lego Marvel Super Heroes.

Nas animações, ela já apareceu na série dos anos 90 dos X-Men e em Wolverine e os X-Men. No cinema, ela teve uma péssima adaptação em X-Men: O Confronto Final, onde foi interpretada por Meiling Melançon. Ela também apareceu brevemente em X-Men: Apocalipse, interpretada por Olivia Munn. Apesar do visual extremamente fiel às HQs, a personagem mal teve falas no longa.

Imagem de perfil
Gus Fiaux

Formado em Cinema e Audiovisual pela UFPE. Crítico, roteirista e mago nas horas vagas. Demon to some... angel to others (ele/dele) || @gus_fiaux