Capa da Publicação

10 coisas que provam que Severo Snape não foi uma boa pessoa!

Por Evandro Lira

Um dos personagens mais fascinantes de Harry Potter é igualmente polêmicos entre os fãs: Severo Snape. O homem apresenta uma série de falhas ao longo da trama, mas no final “se redime” por ter ajudado o protagonista a ganhar a guerra.

Porém, independente se você ama Snape, não há como negar que algumas de suas atitudes foram tão mesquinhas e cruéis que é bastante possível compreender aqueles que discordam do tratamento de herói dado ao professor de Hogwarts.

Nessa lista, reunimos 10 atitudes que mostram que apesar de tudo, Severo Snape não foi uma boa pessoa.

Imagem de capa do item

Bullying com Neville

Neville Longbottom foi um dos colegas de classe de Harry, Rony e Hermione em seus tempos de Hogwarts. Severo Snape era seu professor de Poções. Neville tinha tanto medo de Snape que seu bicho-papão, criatura que se transforma no maior pavor das pessoas, era nada mais nada menos que a figura do professor.

Na frente dos alunos, o homem praticava bullying com o garoto, que tinha dificuldades com a matéria, auto-estima baixa, e ainda era perseguido por outros estudantes da Sonserina.

Como exemplo disso, no livro Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban, Snape faz Neville testar uma poção em seu próprio sapo, a fim de castigar o menino caso ele tivesse preparado a poção incorretamente. Quando o animal bebe e sobrevive, o professor tira pontos da Grifinória porque supôs que Hermione tivesse ajudado Neville.

Imagem de capa do item

Favoritismos e injustiças

Sim, Snape era completamente injusto em seus julgamentos, privilegiando sempre a Casa da qual era diretor em Hogwarts. Frequentemente, o professor tirava pontos dos alunos da Grifinória sem razão nenhuma e atribuía pontos aos estudantes da Sonserina. Um tipo de atitude infantil, anti-profissional e ditado apenas pelo egoísmo e birra com parte dos seus alunos.

Imagem de capa do item

Foi um Comensal da Morte

Uma vez que Snape decidiu se juntar a Voldemort, não há razão para acreditarmos que ele foi uma boa pessoa. O homem se tornou um dos Comensais da Morte mais valiosos do Bruxo das Trevas. E isso significa, colocar na conta de Snape diversas mortes, torturas e famílias destruídas.

Ser um Comensal da Morte era ser cúmplice de tudo isso e acreditar nos valores fascistas e genocidas de Voldemort. E isso é simplesmente desumano.

Imagem de capa do item

Ele revela a condição de Lupin

Quando Lupin assume o cargo de Defesa Contra as Artes das Trevas em Hogwarts, Snape o substitui em algumas aulas e usa o conteúdo da matéria para expor a condição de lobisomem do colega. Tudo isso por causa do rancor guardado desde sua infância, da época em que Remo Lupin e seus amigos, os Marotos, agiam de forma babaca com Snape na escola.

O que Snape não parece entender é que as pessoas crescem, amadurecem, e mudam de atitude. É o caso de Lupin, e não é o caso de Severo Snape.

Ao final do livro O Prisioneiro de Azkaban, Snape simplesmente "deixa escapar" sobre a licantropia de Lupin, e isso faz com que o professor perca o único emprego que havia conseguido na vida.

Imagem de capa do item

Queria entregar Sirius aos dementadores

Ainda ao final de O Prisioneiro de Azkaban, Snape estava disposto a entregar Sirius Black e Remo Lupin aos dementadores. E sabemos que suas intenções não eram nem um pouco altruístas, como proteger os alunos, por exemplo. Era mais uma vez parte da sua vingança infantil contra seus inimigos de tempo de escola. Snape ficou completamente satisfeito quando promoveu essa ideia ao Ministro da Magia, Cornélio Fudge.

Deixar que seus rivais da adolescência tomem o "Beijo do Dementador" não é exatamente um jeito legal de se vingar. É apenas cruel.

Imagem de capa do item

Perseguição com Harry

Desde o primeiro dia de aula de Harry em Hogwarts ficou claro: Snape odiava o pobre garoto. Ao longo dos livros de J.K. Rowling, vemos Harry sofrer nas mãos do professor de inúmeras maneiras. Até que, posteriormente, descobrimos a relação conturbada que o homem teve com Tiago e Lílian no passado, e entendemos o porquê de toda a implicância.

Entendemos, mas não concordamos. Afinal, estamos falando de um homem adulto e professor de Hogwarts de birra com uma criança apenas porque ele odiava o pai falecido do menino. Isso não é aceitável em nenhum lugar do mundo. Snape era cruel, ameaçador, desdenhoso e injusto com Harry sempre que tinha a oportunidade. Ele o protegeu o jovem da morte sim, mas dificultou bastante sua vida enquanto pôde.

Imagem de capa do item

Tentou arruinar a auto-estima de Hermione

Apenas um babaca dos grandes estaria disposto a zombar de uma menina de 14 anos. E foi isso que Severo Snape fez, e se nada do que você leu antes te convenceu de que o cara era um crápula, talvez as coisas mudem a partir de agora.

Em O Cálice de Fogo, Harry Potter e Draco Malfoy travaram uma batalha com varinhas em pleno corredor de Hogwarts, o que resultou no feitiço do sonserino atingindo Hermione. A magia fez com que os dentes da garota, que já eram maiores do que o normal, crescessem de forma assustadora. E se você achava que o Professor Snape tomaria alguma atitude decente diante disso, achou errado.

O homem apenas olhou friamente para Hermione e disse "Não vejo diferença alguma", algo que fez as garota chorar e sumir da vista de todos, humilhada. Se essa não é uma das provas mais evidentes que Snape era um nojento de alto nível...

Imagem de capa do item

Chamou Lílian de Sangue-Ruim

Insultar jovens garotas parece ser um hobbie de Severo Snape, já que ele foi capaz de fazer isso com a própria amiga e paixão, Lilian, quando ela mesma tentava lhe ajudar.

Esse termo é direcionado à bruxos cujos pais são trouxas, e é uma das maiores ofensas que alguém pode dizer a outra pessoa no Mundo Bruxo. Definitivamente não é algo que alguém diria a um amigo.

Lilian decididamente esnobou a amizade de Snape depois disso, recusando-se a falar com ele novamente, ainda que ele continuasse tentando entrar em contato com ela.

Imagem de capa do item

Ele era obsessivo com Lilian

Algo que muitos fãs de Harry Potter notaram com o passar dos anos é que o amor que Snape sentia por Lilian era obsessivo a ponto de ser perturbador.

Os dois viraram amigos na infância, e rapidamente criaram um forte laço um com o outro. Mas Snape fazia mais mal a Lilian do que bem. Por exemplo, ele foi ele o responsável por tornar tensa a relação entre a jovem e sua irmã mais velha, Petúnia . Em Hogwarts , eles foram separados pelas Casas, e passaram a ter interesses e amigos totalmente diferentes. E Snape simplesmente não se conformava com isso.

Ele era incapaz de se afastar dela ao mesmo tempo que só tomava atitudes que a afastava. Ele não respeitava o desejo dela de não querer estar com ele e a ainda a ofende na frente de todos. Anos depois, Snape foi capaz de pedir que Voldemort matasse o marido e filho de Lilian, apenas para poupá-la. Atitudes como essa estão longe de ser românticas.

Imagem de capa do item

Por ele, Tiago e Harry teriam morrido

O arco de redenção de Snape tem pouco a ver com altruísmo e bondade, e vem muito mais de razões egoístas. Afinal, ele aceitou ficar do lado de Dumbledore porque sabia que Voldemort estava atrás daquilo que ele mais almejava: Lílian Potter. Claro, Voldemort estava disposto a matar Lílian pois sabia que ela jamais vacilaria quando ele estivesse prestes a matar o pequeno Harry.

Snape tentou interceder pela mulher, mas para o horror de Alvo Dumbledore, ele pediu que o Lord das Trevas se livrasse de Harry se fosse preciso para poupar Lílian. "Você me dá nojo [...] Você não se importa, então, com as mortes do marido e do filho dela? Eles podem morrer desde que você tenha o que quer?", Dumbledore diz a Snape.

Severo Snape traiu Voldemort simplesmente por nunca ter conseguido superar sua paixão obsessiva por Lílian, e não porque se importava com o mal instaurado pelo bruxo, responsável por uma longa listas de assassinatos e torturas mundo afora. Além disso, ele que contou sobre a profecia a Voldemort, o que ocasionou em toda a subsequente tragédia com os Potter.

Imagem de perfil
Evandro Lira

Editor, bacharel em Cinema e Audiovisual, bruxo nascido trouxa, filho dos filhos do átomo, mestre dos quatro elementos, fã de mais coisas do que deveria, frequentemente falando sozinho no Twitter. Segue: @evandroslira