Capa da Publicação

10 clones brasileiros de vídeo games!

Por Raphael Martins

Muita gente reclama, com razão, do quão difícil é o acesso de muitas pessoas aos lançamentos mais atuais do mercado de games, sejam eles de consoles ou de jogos. Mas a coisa já foi pior.

Durante os últimos anos da ditadura militar, nos anos 80, o governo brasileiro instaurou a “lei de reserva de mercado”, que proibia a importação de produtos eletrônicos, como computadores e vídeo games. Essa lei impedia que consoles como o Atari ou o Nintendinho chegassem oficialmente por aqui, já que essas empresas não confiavam que o produto delas, feito com peças brasileiras e no Brasil, teria a mesma qualidade que tinha lá fora.

Mas o brasileiro sempre dá aquele jeitinho pra conseguir o que quer. Várias empresas de eletrônicos simplesmente clonaram esses consoles, fazendo o mercado ficar cheio de vídeo games de modelos diferentes, embora por dentro fossem todos a mesma coisa. Nessa lista, vamos relembrar alguns deles. Aperta start e vamo nessa!

Imagem de perfil
sobre o autor Raphael Martins

Redator, apresentador e roteirista. Gosto de longas caminhadas na praia, Star Wars, tokusatsu, anime e filé com batata frita. Deixo as pessoas constrangidas. Você pode trocar uma ideia comigo no Twitter: @aqueleraphael