Capa da Publicação

10 animações para assistir no Halloween!

Por Gus Fiaux

Se você está ansioso para comemorar o Dia das Bruxas neste ano, mas não gosta muito de filmes de terror ou tem medo do que eles podem despertar em você, nós temos a solução, afinal de contas, quem não gosta de um bom desenho animado – ainda mais se ele lida com monstros e criaturas do além!

Nesta lista, reunimos 10 animações para você assistir no Halloween. Temos um pouco de tudo, desde séries animadas a longas-metragens, para que você possa se manter no espírito dessa data sem tomar muitos sustos – ou não. Os filmes e séries aqui citados não necessariamente têm a ver com o Dia das Bruxas – mas contam com monstros, lobisomens, casas mal-assombradas e todo o tipo de alma penada!

Créditos: Divulgação

Imagem de capa do item

Coragem, o Cão Covarde

Começando esta lista relembrando alguns clássicos do Cartoon Network, aqui está uma animação que botou medo em muita gente aqui, há algumas décadas. Coragem, o Cão Covarde conta a história de… bem… o Coragem, que é um cachorro amedrontado com tudo ao seu redor.

Ele mora no interior, junto com uma velhinha simpática e seu marido rabugento. Mas o medo começa quando coisas sinistras começam a despertar sem que ninguém perceba, além do cãozinho covarde. Ao todo, a série teve quatro temporadas e alguns especiais, o que já garante uma bela maratona de Dia das Bruxas.

Imagem de capa do item

As Terríveis Aventuras de Billy e Mandy

Puxando para algo mais recente, temos outra série que conquistou bastante o público da emissora. As Terríveis Aventuras de Billy Mandy, com mais de 80 episódios exibidos, nos conta as desventuras cotidianas da astuta Mandy e seu amigo bobo, Billy. A coisa começa a ficar sinistra quando o Puro Osso aparece para levar a alma do hamster de Billy para o além.

No entanto, a dupla consegue armar uma trapaça, de modo que o hamster fique vivo e o Ceifador jure amizade eterna aos dois. Como resultado, eles começam a viver um dia-a-dia macabro e assustador, com vários elementos sobrenaturais e viagens aterrorizantes a diversos submundos, como o Além, Asgard e o Nirvana (não confundir com a banda que uniu todas as tribos).

Imagem de capa do item

Scooby-Doo! Mistério S/A

Scooby-Doo! é um clássico para qualquer pessoa que já pôde ligar uma televisão. O icônico cachorro medroso da Hanna-Barbera já teve diversas séries e até se aventurou pelos cinemas, mas nenhuma história sua ganhou tanto a atenção dos fãs quanto Scooby-Doo! Mistério S/A, que conta um pouco da formação da equipe integrada por Velma, Fred, Daphne e Salsicha.

A série se afasta um pouco do molde procedural do desenho clássico, e constrói toda uma trama muito inquietante que envolve seitas sinistras e sociedades secretas. É perfeita para quem já conhece a franquia e gosta de um filminho de horror, já que, além de homenagear vilões e tramas clássicas das animações anteriores, também faz referências a filmes como A Hora do Pesadelo e Halloween.

Imagem de capa do item

Monstros S.A.

Passando para os longas-metragens, não podíamos nos esquecer do acolhedor filme da Disney/Pixar, que fez com que muitas crianças deixassem de ter tanto “preconceito” com as criaturas horripilantes que se escondem debaixo de suas camas ou dentro de seus armários. Em Monstros S.A., nós acompanhamos o dia-a-dia dessas criaturas, a partir do ponto de vista de Mike Wazowski e James Sullivan.

Curiosamente, esses monstros têm tanto medo de nós, humanos, quanto nós deles. E tudo vira de cabeça para baixo quando a jovem Boo, uma criança inocente, passa pelo portal entre os mundos, causando uma grande confusão em Monstrópolis. E para quem se interessar por esses personagens e por esse “universo”, fica a recomendação do prequel, Universidade Monstros.

Imagem de capa do item

A Casa Monstro

Quem não gosta de uma boa história de casas mal-assombradas, não é mesmo? Há sempre muita coisa interessante acontecendo aqui, desde fantasmas a demônios malignos. Mas o que acontece quando a própria casa é um monstro por si só? É isso que descobrimos em A Casa Monstro, um filme bem popular de 2006.

O longa nos apresenta a um grupo bem inusitado de amigos, que precisa se juntar para resolver o mistério envolvendo a casa do Sr. Epaminondas, um velho muito esquisito que sempre assusta as crianças locais. Ao longo da trama, vamos descobrindo que a casa tem vida própria, devido a uma devastadora e trágica história do passado, enquanto as crianças fazem as pazes com esse vizinho tão assustador.

Imagem de capa do item

O Estranho Mundo de Jack

Se você já conhece esse longa, vem sempre a mesma pergunta: “Afinal, devo assistir O Estranho Mundo de Jack no Dia das Bruxas ou no Natal?” E nossa resposta sempre será a mesma: Por que não nos dois? Um clássico produzido e roteirizado por Tim Burton, esse foi um dos primeiros filmes a demonstrar todo o universo gótico e fofo do diretor que posteriormente criaria longas como Sweeney Todd: O Barbeiro Demoníaco da Rua Fleet.

A história gira em torno de Jack Esqueleto, um habitante da Cidade do Halloween, que está entediado com a comemoração. Ele então acaba se mudando, sem querer, para a Cidade do Natal, e se deslumbra com o que vê. No meio disso, há um fofíssimo romance com uma boneca de pano, e acontecimentos para lá de bizarros e estranhos.

Imagem de capa do item

A Noiva Cadáver

Outro filme saído da mente de Tim Burton, o clássico A Noiva Cadáver conquistou bastante atenção dos críticos e dos admiradores do cineasta, com um romance gótico que floresce em meio à tragédia e à morte. Aqui, conhecemos um rapaz chamado Victor, que está destinado a casar com uma mulher, mas acaba, sem querer, fazendo os votos com um cadáver.

A partir daí, começa a jornada de Victor pelo submundo, enquanto tenta - de todas as maneiras - retornar à vida. No meio da trama, há intrigas por herança e um assassinato brutal, mas o que realmente fica da história é como o amor é capaz de ressuscitar os mortos - e como a ganância pode destruir os vivos, da pior forma possível. O longa foi indicado para o Oscar de Melhor Animação, mas perdeu para o seguinte filme:

Imagem de capa do item

Wallace & Gromit: A Batalha dos Vegetais

Se você gosta de stop-motion, como apresentado pelos filmes anteriores, talvez devesse dar uma olhada em Wallace & Gromit: A Batalha dos Vegetais, que por sua vez é sobre uma dupla de exterminadores de pragas, que precisam correr contra o tempo quando a maldição do Coelhosomem toma conta da cidadezinha em que vivem.

A partir daí, o atrapalhado Wallace e seu brilhante cachorrinho, Gromit, contam com a ajuda de alguns membros célebres da cidade, como a Lady Tottington, enquanto fazem inimizades com alguns adversários perigosos. E no meio de uma infestação de coelhos fofos - mas devastadores -, eles acabam descobrindo que a vítima da maldição estava, o tempo todo, debaixo de seus narizes.

Imagem de capa do item

ParaNorman

Ter a capacidade de falar com os mortos não é algo que muitos gostariam de experimentar. No entanto, para o jovem Norman, isso é algo muito normal, desde que se entende por gente. Contudo, ele tenta levar sua vida da forma mais normal possível, até que é confrontado com a ameaça de uma bruxa assustadora - e, para enfrentá-la, precisará se aliar aos seus melhores amigos e à sua irmã.

Também produzido com técnicas de stop-motion, o filme é igualmente fofo e sinistro, com uma conclusão extremamente emocional, de arrancar lágrimas. É um filme que sabe explorar muito bem o nosso medo da morte, subvertendo isso de uma forma cômica e, ao mesmo tempo, profunda. E se isso não é o suficiente para te convencer a ver, basta dizer que é do mesmo estúdio que produziu o próximo item da lista...

Imagem de capa do item

Coraline e o Mundo Secreto

Adaptado de uma obra muito famosa de Neil Gaiman, Coraline e o Mundo Secreto não é um filme para quem tem coração fraco. Por baixo da animação perfeitamente planejada e da protagonista esperta, há uma história terrível de horror, que faz paralelos com grandes medos do nosso cotidiano, como abandono parental e sequestro.

Tudo começa quando, em sua nova casa, Coraline descobre uma porta para um mundo bem diferente do seu, onde tudo parece ser estranho e ela se depara com uma nova versão de sua própria mãe, que por sua vez possui botões no lugar dos olhos. No entanto, o que de início parece uma fuga da realidade logo se torna um pesadelo, quando a liberdade - e a vida - de Coraline entram em risco.

Imagem de perfil
Gus Fiaux

Formado em Cinema e Audiovisual pela UFPE. Crítico, roteirista e mago nas horas vagas. Demon to some... angel to others (ele/dele) || @gus_fiaux