Capa da Publicação

Sony e Insomniac farão doações para instituições após polêmicas do presidente da Playstation envolvendo aborto

Por Jaqueline Sousa

Após as recentes polêmicas envolvendo um e-mail de Jim Ryan, o presidente da PlayStation, que tratava sobre aborto, a Sony e a Insomniac planejam doar cerca de US$ 50 mil para uma instituição de apoio aos direitos reprodutivos das mulheres.

A ação acontece justamente em um período que o tema está em alta nos Estados Unidos devido ao vazamento de informações da Suprema Corte do país, indicando possíveis modificações na lei de legalização do aborto.

Segundo informações da Bloomberg, o e-mail de Ryan foi enviado aos funcionários na última semana. Nele, o presidente pede para que todos “respeitem as diferentes opiniões” sobre os direitos das mulheres sobre aborto, afirmando que “nós devemos uns aos outros e aos nossos milhões de usuários o respeito por opiniões diferentes em nossa comunidade interna e externa”. Em seguida, Jim conclui o texto falando sobre o aniversário de seus gatos.

Os funcionários não ficaram nem um pouco satisfeitos com o e-mail, o que acabou gerando uma enorme polêmica na área. Assim, para contornar o ocorrido, a Sony prometeu doar a quantia citada acima para a Women’s Reproductive Rights Assistance Projetc (WRRAP), em conjunto com a Insomniac (via IGN).

Diante do vazamento de informações da Suprema Corte a respeito da legalização do aborto, diversos protestos estão acontecendo nos EUA.

Além disso, a Playstation se comprometeu em fazer doações individuais à funcionárias por meio do Playstation Cares, um programa da empresa. Ainda de acordo com o relatório divulgado, a Sony também planeja o desenvolvimento de um projeto de assistência financeira para quem precisa viajar para outros estados em busca de cuidados com a saúde reprodutiva.

As organizações não pretendem reconhecer publicamente tais doações e os funcionários não estão autorizados a mencionar a Sony ou a Insomniac em qualquer publicação referente à WRRAP. Segundo o CEO Ted Price, isso não pode ser feito sem “repercussões materiais”.

Aproveite também:

Imagem de perfil
Jaqueline Sousa

Jornalista. Apaixonada por cinema, música e literatura. | @jqlnsss