Existe um Pokémon banido do anime e a culpa é do Pikachu, entenda

Capa da Publicação

Existe um Pokémon banido do anime e a culpa é do Pikachu, entenda

Por Gabriel Mattos

Pokémon é conhecido por todo o mundo graças ao seu mascote Pikachu. O roedor elétrico é doce, atrevido e muito bonzinho, pelo menos nas temporadas mais recentes do anime. Mas no passado, o parceiro de Ash Ketchum tinha um lado sombrio. Em certo episódio, ele foi o responsável por desencadear o banimento permanente de outro Pokémon: o Porygon.

O que foi o caso Porygon?

Imagem de péssima qualidade de Porygon vendo um brilho forte.

Luzes brilhantes causaram um caos generalizado.

O caso Porygon se tornou relativamente conhecido próximo da virada do milênio, chegando a ser pauta do célebre Jornal Nacional. Porém, devido a magnitude da franquia Pokémon, o incidente foi cercado de sensacionalismo e detalhes importantes acabaram passando batido pelo grande público.

Em 16 de dezembro de 1997, a TV Tokyo exibiu a estreia do episódio “Dennō Senshi Porygon” (“O Soldado Elétrico, Porygon” em português). Entretanto, durante uma cena com luzes pulsantes em uma velocidade exagerada, centenas de crianças japonesas acabaram tendo convulsões e ataques epiléticos, precisando ser hospitalizadas.

A exibição do anime entrou em hiato por meses, todos os episódios foram reeditados para maneirar nos efeitos e o Porygon nunca mais teve destaque na série. Mas afinal, de quem é a culpa?

O que acontece no episódio banido de Pokémon?

Porygon carregando Ash, Misty, Brock e Pikachu

Porygon aceita dar carona a Ash e seus amigos e só se ferra.

Na trama, a Equipe Rocket invadiu o mundo dos computadores para roubar os Pokémon que passavam pelo sistema de troca. Ash e seus amigos vão atrás deles, usando os poderes de Porygon, para impedi-los.

Como sempre, derrotar a Equipe Rocket é fácil, mas a Enfermeira Joy que cuida do sistema fica impaciente e chama um técnico de informática. Sem saber das consequências, ele ativa um antivírus, que começa a atacar a todos no mundo dos computadores como se fossem invasores.

Enfermeira Joy e um homem de cabelos pretos

A Enfermeira Joy chama um técnico de informática só para ativar um antivírus. Que derrota!

São os mísseis do antivírus que liberam aquele padrão brilhante que acabou colocando diversas crianças no hospital. Porygon era apenas o guia da galera no mundo virtual. E quando o Pikachu decide destruir os mísseis com seu choque do trovão que a coisa fica realmente séria, causando o momento que levou ao banimento do episódio e de Porygon.

Porygon e suas formas evoluídas nunca tiveram o menor destaque novamente, aparecendo no máximo no plano de fundo. E no final, os verdadeiros culpados eram a Enfermeira Joy e o Pikachu, mas eles eram importantes demais para serem banidos. Sobrou para quem só estava no lugar errado, na hora errada.

Fique com:

Imagem de perfil
sobre o autor Gabriel Mattos

Editor, repórter correspondente de Wakanda, caçando Pokémon por onde eu vou! Sempre nas lives da Legião! • @gabeverse