Capa da Publicação

Platinum End: Saiba tudo sobre o novo anime dos criadores de Death Note

Por Flávia Pedro

Atenção: Alerta de Spoilers!

Platinum End originalmente é um mangá da famosa dupla de mangakás Takeshi Obata e Tsugumi Ohba, criadores do grande sucesso Death Note. Lançado em 2015 na revista Shueisha e Jump Square, seus capítulos ainda estão sendo lançados e a obra ganhou uma adaptação para anime no ano de 2021, transmitida pela Crunchyroll. Mas essa série é tão boa quanto seu “antecessor”, Death Note? Vamos te contar mais sobre o que é Platinum End!

Introdução

Na história de Takeshi Obata e Tsugumi Ohba nós somos apresentados a Mirai Kakehashi, um jovem que leva uma vida difícil desde que seus pais morreram e ele foi forçado a morar com seus tios. Vivendo em um lar abusivo, Mirai decide que prefere morrer por viver uma vida sofrida e não ter amigos.

Ele resolve se jogar de um prédio e é assim que a verdadeira história começa: Mirai é salvo por um anjo antes de atingir o chão. E assim ele recebe poderes muito perigosos que poderiam controlar a vida de qualquer pessoa.

Mas o mais importante é que Mirai agora se tornou um concorrente a se tornar Deus – mesmo que sem querer isso. Sim, estão buscando por um substituto para Deus e os competidores de Kakehashi são inimigos malignos.

Enredo

Mirai Kakehashi é um garoto que vivia com seus pais, uma vida normal durante sua escola primária, mas algo mudaria seu futuro para sempre: um acidente fatal matou toda a sua família. Mirai acabou ficando sozinho no mundo, mas seus tios o acolheram junto com a pensão de seus pais. Porém, os novos responsáveis que pareciam legais e simpáticos mostraram sua verdadeira face, se revelando pessoas cruéis, fazendo Mirai passar por poucas e boas.

O garoto foi entrando em depressão com o passar dos anos, o que o levou a tomar a decisão de colocar um fim em sua vida. Após tentar se matar saltando de um prédio, um ser com aparência angelical o salva e o apresenta a competição para ocupar o trono de Deus . Esse “Anjo” se chama Nasse e explica ao rapaz todas as restrições e regras do jogo, além de ter dado a ele algumas habilidades chamadas Flechas.

Dependendo da cor dessas flechas elas podem matar ou deixar alguém apaixonado por 30 dias, quase como uma lavagem cerebral. Obviamente, o garoto quer recusar tudo relacionado a essa história, mas Nasse começa a contar ao garoto toda a verdade por trás da morte de seus pais, incluindo os verdadeiros criminosos, o deixando inconformado e indignado.

Ele então “aceita os termos” e parte para resolver suas questões do passado. Após essa primeira contextualização de como os poderes funcionam na prática, somos apresentados a outros participantes da competição para ser Deus, como Hernandez, um homem que usa suas habilidades em prol de seus interesses próprios, mas que foi rapidamente morto por Metropoliman.

Metropoliman, outro competidor, utiliza máscaras e trajes como os de um herói japonês. Em uma situação incomum, Mirai vê Metropoliman em ação tentando parar um assalto e o garoto percebe que seu adversário está usando Flechas para isso. O herói misterioso assume publicamente que está em uma missão divina e que quer eliminar seus 11 adversários, chamando-os para um confronto.

O resto da história se desenvolve a partir disso, onde acompanhamos o surgimento de novos personagens, novos candidatos, alianças entre alguns grupos e confrontos pelo trono de Deus.

Personagens

Mirai Kakehashi

Mirai Kakehashi

Protagonista da obra, ele é chamado pelos companheiros por um codinome – Vermelho – para proteger sua real identidade, pois o garoto estava travando sérias lutas contra Meropoliman. Quando criança ele era muito feliz, mas após a perda de seus pais acabou em situações delicadas que o levaram a uma depressão profunda.

Mesmo após ser salvo por Nasse o garoto segue com sua personalidade triste e retraída, mas com o passar do tempo encontrou um pouco de razões para sorrir ao lado de Mukaido e Saki.

Saki Hanagako

Saki Hanagako

Saki também usa um codinome – Amarelo –  e faz parte do grupo de aliados do protagonista e a única mulher da equipe. No passado, ela era a melhor amiga de Mirai e juntos ambos compartilharam momentos inesquecíveis como amigos.

Ela se torna mais uma competidora, com seu anjo Lepel que a salvou também de uma tentativa de suicídio. Juntos, o grupo de Saki e Mirai tentam parar Metropoliman.

Mukaido Nanato

Mukaido Nanato

Muito bem sucedido em sua área profissional e um ótimo designer, ele se abala ao ter a notícia de que estava doente e em estado terminal. No leito do hospital, Mukaido aguardava por sua morte, mas foi surpreendido por Paree, seu anjo. Ela lhe conta tudo sobre o jogo e Nanato aceita, tendo seu tempo de vida prolongado.

Porém, o homem segue tendo inúmeras dores no corpo e aceitando aquelas condições apenas para viver mais tempo ao lado de sua família. E é por sua família que ele decide derrotar Metropoliman, pois teme pela vida de seus entes queridos. Ele então forma uma aliança com Mirai e Saki, criando estratégias e roupas especiais para seus aliados.

Metropoliman

Uryuu Kaanade – Metropoliman

Visto como um herói para alguns humanos que não fazem ideia da complexidade do que está acontecendo, ele é reconhecido pelos outros competidores como um assassino frio e calculista. O verdadeiro nome de Metropoliman é Uryuu Kaanade, um jovem rico, elegante e que tem como objetivo trazer sua irmã de volta à vida. Porém, nem mesmo Deus consegue ressuscitar humanos.

Usando o pseudônimo de Metropoliman ele decide ir a público para convocar os outros adversários a Deus para um confronto no Estádio Jinbo. Ele sempre aparece como um rapaz sem escrúpulos e calculista.

Os Anjos

Os Anjos

Os Anjos são seres divinos enviados à Terra para auxiliar os competidores, seja em suas ações ou estratégias. Porém, alguns deles demonstraram uma grande má vontade ao serem selecionados para isso, pois veem os humanos como criaturas inferiores e medíocres. Mas foram obrigados a fazer esse serviço sem questionar.

12 anjos foram enviados para a Terra, cada um com sua respectiva classe (umas mais poderosas que outras): Nível 2, Nível 1 e Especial. Eles são os responsáveis por explicar aos competidores todas as regras do jogo, ajudando e auxiliando seus respectivos humanos a se tornarem Deus.

A classificação dos Anjos

Lepel e Nasse

Nível 2

São a classe mais baixa, bem mais simples que as seguintes, pois só podem oferecer aos seus competidores humanos a flecha branca ou as asas. Eles podem ter uma mobilidade e subir para o Nível 1, mas só se adquirirem uma grande quantidade de informação sobre “tudo”.

Nível 1

A classe mediana dos anjos, eles podem oferecer a seus humanos as seguintes habilidades: flechas vermelhas e asas. Também tem uma certa mobilidade, podendo subir para o Nível Especial se obterem as mesmas informações sobre “tudo”. São os anjos mais comuns e em maior quantidade até o presente momento da obra.

Especial

É a classe que possui mais habilidades entre todos eles, além de serem os mais raros seres. No total, a obra apresenta 3 anjos desse ranking: Nasse, Misa e Mooney. Essas criaturas Especiais podem oferecer aos seus humanos todos os poderes possíveis: flechas vermelhas, flechas brancas e asas.

Considerações Finais

Mirai e Nasse

Levando em conta algumas críticas feitas por fãs que acompanhavam não só o anime, mas também o mangá, a recepção não foi lá muito boa, principalmente pelas expectativas depositadas nos mangakás graças ao sucesso de Death Note. De modo geral, muitos acharam os personagens e enredo genéricos, mas é uma obra que consegue divertir quem não vai com grandes expectativas.

Acredito que o principal ponto para essa obra é essa: ir sem comparações com Death Note. Apesar de que em alguns momentos seja inevitável, já que alguns pontos do próprio enredo parecem se apoiar em fórmulas que funcionaram no sucesso anterior.

De toda forma, o anime está disponível na Crunchyroll e vale a pena, afinal estamos falando de uma obra de ninguém menos que Takeshi Obata e Tsugumi Ohba.

Confira também:

Imagem de perfil
sobre o autor Flávia Pedro

Historiadora formada pela UFF e apaixonada por cultura japonesa, animes, mangás, filmes... Criadora de conteúdo no instagram Anime Dicria, viciada em café e leitora de fanfics ruins nas horas vagas. Instagram: fllavia_pedro