Capa da Publicação

Conheça a fusão entre Pistoleiro e vilão do Demolidor apresentado em HQ da Marvel e DC

Por Gus Fiaux

A década de 90 foi espetacular para os fãs de quadrinhos da Marvel e da DC Comics. Primeiro, tivemos a épica saga DC vs. Marvel: O Conflito do Século, onde heróis de ambas as editoras se enfrentaram com vitórias decididas pelo voto popular dos fãs. E logo em seguida, surgiu o Universo Amálgamaum selo de ambas as editoras, onde seus heróis e vilões eram fundidos em um único personagem. E foi assim que surgiu uma mistura bem curiosa, com um vilão do Batman e um vilão do Demolidor se unindo para formar um só personagem.

Em Assassins #1 (publicada em abril de 1996), somos apresentados a William Lawton, o Mortífero. O vilão se reúne com um grupo de aliados para enfrentar duas mulheres que os prenderam ou derrotaram ao longo da vida: Demônia e Ninja Felina. Só há uma questão: O Mortífero era uma fusão do Pistoleiro, do Esquadrão Suicida, com o Mercenário.

Se em seus universos tradicionais, os dois vilões eram conhecidos por sua mira perfeita com armas e projéteis, sua fusão do Universo Amálgama vai além, sendo capaz de transformar qualquer objeto corriqueiro em uma arma letal. Além disso, ele tem todos os equipamentos e armamentos já conhecidos do Pistoleiro, bem como o revestimento de adamantium no esqueleto, como o Mercenário.

Até o visual do personagem é uma fusão dos dois, veja só:

E sobre as rivais do personagem, Ninja Felina Demônia, elas são fusões de heróis bem famosos das editoras. Ao passo que Ninja se chama Elektra Kyle e é uma mescla de Elektra com Mulher-Gato, Demônia é um caso curioso, por ser uma versão feminina do Demolidor com o Exterminador, chamada Slade Murdock. Para a infelicidade do Mortífero, ele é morto pelas duas em um ataque brutal.

O personagem só apareceu uma única vez nos quadrinhos e nunca mais foi lembrado, especialmente levando em consideração que o Universo Amálgama foi dissolvido em 1997, um ano após sua criação. Ainda assim, muitos fãs das HQs da década de 90 se lembram com carinho dessas histórias, que combinavam tudo que havia de melhor (e de pior) nas HQs da Marvel e da DC Comics.

Abaixo, veja também:

Imagem de perfil
sobre o autor Gus Fiaux

Formado em Cinema e Audiovisual pela UFPE. Crítico, roteirista e mago nas horas vagas. Wouldst thou like to live deliciously? || @gus_fiaux