Capa da Publicação

Doutor Estranho 2: Qual a origem de America Chavez no MCU?

Por Junno Sena

Atenção: Alerta de Spoilers!

Expandindo o Multiverso e, junto, trazendo novas concepções visuais, Doutor Estranho no Multiverso da Loucura percorre diversos caminhos, menos um: a terra natal de America Chavez. O lugar permanece uma incógnita durante todo o longa, aparecendo rapidamente apenas uma vez. A pergunta que a cena deixa para trás, sobre a origem de Miss America, pode sugerir um futuro complicado e repleto de trama turbulentas para a personagem.

O Paralelo Utópico

Nascida no Paralelo Utópico, um reino localizado fora do espaço e tempo, America nem sempre demonstrou ter poderes. Em Paralelo, formado pela “desvínculação da magia” feito por Demiurgo, o messias multidimensional, apenas mulheres o habitam. E, quando Chavez tinha seis anos, suas duas mães se sacrificaram para selar buracos negros formados em sua terra natal.

América ainda bebê com suas mães.

A atitude heroica reduziu ambas a átomos. Sem saber com lidar com sua perda, America cria um portal interdimensional e decide fugir. Com ideais nobres sobre replicar o ato de suas mães e ajudar outras pessoas, a jovem se joga no multiverso, deixando para trás a utopia que era seu lar.

America então cresceu pulando de universo em universo, desenvolvendo suas habilidades e fazendo parte de equipes como a Brigada Juvenil e os Jovens Vingadores.

A origem de America no cinema

América Chavez em Doutor Estranho no Multiverso da Loucura.

Nas telas do cinema, America sofreu algumas pequenas modificações. Diferente de um ato de rebeldia, a garota, na verdade, se envolve em um acidente com seus poderes. Após se assustar com um inseto, ela abre um portal interdimensional que puxa suas mães para outra dimensão.

Depois disso, descobrimos que America cresceu sozinha, entre universos, na esperança de reencontrar suas mães.

Entre memórias

Porém, uma das histórias não está de fato correta e a outra pode se tratar de uma memória falsa. Nos quadrinhos, descobrimos que America foi criada na ilha de um bilionário, Mr. Gales, por Amalia e Elena Chavez, uma microbiologista e uma patologista. As duas buscavam uma forma de curar America e Catalina, irmã mais nova da garota, de uma doença genética ligada aos cromossomos XX.

Uma das páginas do quadrinho solo da heroína.

Enquanto sua doença era curada, seus poderes passaram a se desenvolver e Mr. Gales a incentivou a utilizá-los, mesmo que Amalia e Elena não gostassem da ideia. Porém, isso não impediu Gales de continuar explorando America e as outras garotas do estabelecimento.

Foi então que em um ato rebelde, as duas mães de America tentaram arquitetar um plano de fuga. Porém, elas faleceram no ato, e as garotas tentaram fugir sozinhas. Quando estava prestes a atravessar o portal, Catalina foi capturada, deixando America completamente sozinha no multiverso.

Esse desenvolvimento da história de origem da heroína pode acabar sendo utilizada no Universo Cinematográfico da Marvel. Mesmo que, na lembrança mostrada no filme, a garota foi colocada em um momento frágil e perdido o controle, é possível que sua memória possa ter sido trocada para não recordar o que realmente aconteceu.

Entre especulações ou não, o que podemos fazer é esperar.

Doutor Estranho no Multiverso da Loucura está disponível nos cinemas.

Aproveite e continue lendo:

Imagem de perfil
sobre o autor Junno Sena

Pós graduando em Antropologia com o raio problematizador ligado no 120. Assiste filme trash para relaxar e dorme cantarolando a trilha sonora de A Hora do Pesadelo. Blaxploitation na veia e cinema coreano no coração. Atualmente mora em Petrópolis, RJ.