Capa da Publicação

Demon Slayer: Kimetsu no Yaiba mostra mais sobre origem de Tengen Uzui em novo episódio

Por Junno Sena

O Entertainment District Arc em Demon Slayer: Kimetsu no Yaiba está chegando ao seu auge e para complementar o enredo, o novo episódio do anime se debruçou sobre o passado conturbado de Tengen Uzui, o Hashira do Som, mostrando mais detalhes sobre a origem do herói.

Conhecido por suas lutas exuberantes e por dar profundidade e espaço para a maioria de seus personagens, o novo episódio de Kimetsu no Yaiba não decepcionou. Se em Mugen Train, o Arco do Trem Infinito, conhecemos o passado e a família de Rengoku, agora, a origem de shinobi de Uzui parece se desenrolar na trama.

No episódio, em uma batalha contra Gyutaro e Daki, Tengen revela, através de um flashback, que um dia teve nove irmãos e irmãs, mas sete deles faleceram antes que o rapaz pudesse chegar aos seus quinze anos. A causa foi o medo do pai de qualquer descendente arruinar o seu clã. Por isso, o homem submetia seus filhos a um duro treinamento que nem todos foram capazes de sobreviver.

Com apenas Tengen e seu irmão sobrevindo ao treinamento do pai, começamos a entender como se formou a consciência altruísta do Hashira. Diferente do pai e irmão, Uzui acredita que toda vida é importante e que suas esposas devem sempre se colocar em primeiro lugar. Algo que vimos previamente no arco como uma novidade entre os shinobis e completamente não ortodoxo.

Irmão de Tengen Uzui

A quebra do paradigma ensinado por seu pai fez com que o shinobi virasse as costas para seu clã e se juntasse aos Caçadores de Demônios. Enquanto seu irmão continuou ao lado de seu pai, os espectadores tiveram a possibilidade de ver o design do irmão de Tengen. Será que veremos mais do passado do personagem?

Demon Slayer: Kimetsu no Yaiba está disponível na Crunchyroll e Funanimation.

Continue lendo:

Imagem de perfil
sobre o autor Junno Sena

Pós graduando em Antropologia com o raio problematizador ligado no 120. Assiste filme trash para relaxar e dorme cantarolando a trilha sonora de A Hora do Pesadelo. Blaxploitation na veia e cinema coreano no coração. Atualmente mora em Petrópolis, RJ.