Capa da Publicação

Clea: Quem é a feiticeira que aparece em Doutor Estranho no Multiverso da Loucura?

Por Junno Sena

Talvez a equação mais simples para o Aranha de Tom Holland resolver seja que: amor + heroísmo = fracasso. Desde a sua MJ até a Gwen Stacy de Garfield, seguir a vida de herói significa abrir mão da normalidade. E isso não é diferente para Stephen Strange. Em What If…? já tivemos um vislumbre do que a perda do amor pode fazer com o feiticeiro, mas isso não é uma novidade quando falamos de Clea.

Casos de família

Clea em A Morte do Doutor Estranho #11

Sobrinha de Dormammu e habitante da Dimensão Sombria, a personagem foi apresentada pela primeira vez em Strange Tales #126, em novembro de 1964. Sendo chamada apenas de “mulher cativa”, ou “a misteriosa garota de cabelos prateados”, demorou até que fosse revelada a relação familiar com o arqui-inimigo do Doutor Estranho. Mas, o charme à la Vincent Price do estranho médico junto de sua coragem tomaram a atenção de Clea.

Se tornando quase como uma espiã e aliada para o herói na Dimensão das Trevas, o relacionamento dos dois parecia ter chegado ao fim, ou dado início de fato, após derrotarem sua mãe, Umar e seu pai, Orini. Após trocarem votos, os transformando em um sob o Reino das Trevas, a jovem feiticeira então tomou o trono que agora estava vago e tudo parecia bem. Até Dormammu retornar e reivindicar o trono, colocando Clea em cárcere.

Clea na capa de Doutor Estranho #46

Entre tramas familiares, reviravoltas e novos aliados, Umar e seu novo amante, Barão Mordo, ajudaram Strange e Clea, prometendo não abusar do poder que exerceriam a partir daquele momento sob a Dimensão Sombria. É então que uma das fases mais saudosistas da vida de Clea com Stephen começou. Se tornando discípula e esposa do mago. Entre idas e vindas, Clea decidiu deixar Stephen para formar uma rebelião contra a força tirana que ressurgia na Dimensão das Trevas.

“As sombras, meu amor… As sombras sempre nos perseguem! Não podemos deixar essa casa, essa vida… E fazer o nosso próprio mundo?”, Clea em Doutor Estranho #183.

Mas o que parecia enterrado, nunca esteve morto de fato. O amor entre os dois personagens sempre se manteve presente, com Clea retornando em algumas ocasiões para ajudar ou pedir a ajuda de Stephen. Como é o caso do recente arco, A Morte do Doutor Estranho, em que Clea cai de um portal no céu, tomando parte da trama que se encaminha para uma batalha contra as Três Mães. Agora, com o título temporário de Feiticeira Suprema na Marvel, Clea busca uma forma de trazer Stephen dos mortos, mas também faz parte de um forte rumor sobre a sua presença no novo filme.

 

“Alguns exemplos são uma variante da Palmer, algum outro X-Men, drones do Ultro controlado por uma variante do Homem de Ferro”, disse @MyTimeToShineHello sobre possíveis aparições na sequência de Doutor Estranho.

Um novo encontro para Clea e Stephen

Cena de Doutor Estranho no Multiverso da Loucura

Sem grandes confirmações, há rumores de que a feiticeira dará as caras como uma variante de Christine Palmer, interpretada por Rachel McAdams. Desde a inserção da personagem no primeiro filme, havia questões sobre qual seria o papel de Palmer no filme. Se a mesma tomaria o cargo de Enfermeira Noturna ou se seu futuro seria apenas de um interesse romântico passageiro de Stephen.

Agora, com a possibilidade de encontrarmos diferentes variantes de personagens que já conhecemos, Palmer pode dar as caras como Clea. Sua curiosa roupa e presença no Sanctum Sanctorum, junto de Stephen e América Chavez em imagens oficiais é um indício para isso. Além da mesma ser a força motriz para que o “Doutor Estranho sombrio” de What If…? se torne uma ameaça para o Universo Cinematográfico da Marvel.

Se as especulações se confirmarem, essa não será a primeira vez que veremos Clea em live action. No filme para TV de 1978, Dr. Strange, Clea, interpretada por Eddie Benton, aparece como uma mulher comum. Ela se torna mais uma peça no plano de Morgana Le Fay, para levá-lo ao mundo místico e assim, enfrentá-lo.

Clea em uma das capas de Doutor Estranho

A feiticeira já deu as caras em outras mídias, como jogos e animações. Com a vida dos dois se mantendo conectada desde o seu início, é difícil imaginar um futuro para o personagem de Cumberbatch em que ela não esteja. Se o relacionamento já não é motivo o suficiente, Clea possui vastos poderes envolvendo a manipulação de forças mágicas, além de uma conexão com a Dimensão das Trevas. Ambas essas características a transformam em uma boa aliada para enfrentar o Multiverso da Loucura.

Enquanto ainda não temos nenhuma confirmação, Clea poderá ser vista na nova série mensal, Strange, com roteiro de Jed MacKay, mesmo escritor de A Morte do Doutor Estranho, e arte de Marcelo Ferreira. A HQ tem previsão de lançamento para março de 2022.

Continue lendo:

Imagem de perfil
sobre o autor Junno Sena

Pós graduando em Antropologia com o raio problematizador ligado no 120. Assiste filme trash para relaxar e dorme cantarolando a trilha sonora de A Hora do Pesadelo. Blaxploitation na veia e cinema coreano no coração. Atualmente mora em Petrópolis, RJ.