Capa da Publicação

Avatar: Diretor fala sobre o desafio de animar as cenas de luta da série

Por Arthur Eloi

Avatar: A Lenda de Aang foi originalmente exibida há quase 20 anos, em 2005, mas até hoje é uma das animações mais queridas e populares pela sua mitologia única e personagens carismáticos. Outro fator que ajudou a alavancar o desenho ao sucesso são suas excelentes cenas de luta – o que parece ter sido um pequeno inferno para os animadores do programa.

O italiano Giancarlo Volpe foi diretor de Avatar, mas hoje em dia comanda episódios de The Boys: Diabolical. Durante um painel para a animação do Amazon Prime Video, o cineasta relembrou sua experiência na Nickelodeon, afirmando que os trechos de luta foram os que mais deram trabalho (via CBR):

Algo único de Avatar era que tínhamos movimentos de kung-fu muito fiéis no desenho, algo que era completamente inédito na televisão naquela época. A equipe tinha uma fantasia de que, se tivéssemos orçamento, faríamos uma animação sobre artes marciais, contrataríamos um instrutor de artes marciais e faríamos rotoscopia por cima de sua filmagem. Tínhamos todas essas inspirações mas nenhum orçamento adicional, portanto foi bem complicado.

Mesmo sem muita grana, a equipe deu um jeito de conseguir transformar sua fantasia em realidade, contratou o artista marcial Sifu Kisu e juntos desenvolveram os quatro estilos de luta de cada elemento, baseados em variados estilos reais de kung-fu. Dobra de água é inspirada no Tai Chi, dobra de terra é baseada em Hung Ga, já dobra de fogo se inspira em Shaolin do Norte (ou Bak sil lam), e a dobra de ar é baseada nos movimentos do Ba gua.

Cada elemento do mundo de Avatar é inspirado em um estilo de kung-fu da vida real

Volpe explicou como fizeram para gravar os movimentos de referência para usarem na série animada sem quebrar o orçamento:

Isso foi um pouco antes da criação dos smartphones. Usamos qualquer câmera digital que tínhamos por perto para filmar Sifu Kisu em uma quadra de basquete, nos escritórios da Nickelodeon, para tentar capturar movimentos autênticos de kung-fu. Desenvolvemos estilos diferentes para cada elemento, o que é tecnicamente insano para uma animação.

O esforço todo parece ter compensado, visto que Avatar se tornou um dos maiores sucesso da Nickelodeon, ganhou continuação com Avatar: A Lenda de Korra e ainda terá uma série live-action na Netflix. Resta saber se o seriado manterá o mesmo nível de atenção aos movimentos de luta que a animação teve.

Aproveite e confira:

Imagem de perfil
sobre o autor Arthur Eloi

Repórter entusiasta de filmes ruins, jogos de tiro e de horror em todas as suas formas. Dá notas duvidosas para obras questionáveis • @ArthurEloi117