Capa da Publicação

Ator de Crepúsculo conta que quase deixou a franquia antes dos últimos filmes

Por Arthur Eloi

Fazer um filme nunca é uma experiência fácil, e tudo se torna ainda mais complicado quando se perde o ânimo de estar no set. Muitos dos atores da franquia Crepúsculo sentiram isso durante a gravação dos quatro filmes, e por mais que exista uma enorme legião de fãs, alguns até cogitaram desistir no meio do caminho.

Kellan Lutz, que viveu o vampiro Emmett Cullen na saga, foi um deles. O ator participou do podcast The Twilight Effect, mediado pela ex-colega Ashley Greene (Alice Cullen), e lá abriu o jogo de que pensou seriamente em sair depois dos dois primeiros filmes (via Comic Book):

Fiquei grato de ter participado. Obviamente, ao ritmo que a franquia avançou e apenas tínhamos que esperar no set, eu quase saí antes de Amanhecer. Senti que, mentalmente, precisava fazer outras coisas, e estava me desgastando. Só tenho uma vida, e se eu fosse viver só até os 30 anos, gastei uns meses sem fazer nada no set.

Kellan Lutz chegou muito perto de desistir de Crepúsculo, mas decidiu ficar para os últimos filmes pelos fãs

No fim das contas, Lutz só ficou até o fim por conta dos fãs, mas o ator afirma que seu desgaste pela falta de ação nos bastidores foi tanto que nem mesmo o dinheiro estava o segurando:

Meu agente ficou em choque, dizendo ‘Mas e toda a grana que você está ganhando?’ e eu quase respondi que podia ficar com ele. Não me importava com o dinheiro. Trabalhei o suficiente. Estou grato que fizemos os filmes, mas chegou em um ponto em que a minha paixão, aquele brilho no olhar já não estava mais lá, e é bem preocupante quando você deixa de se apaixonar por aquilo que faz.

Com quatro filmes lançados entre 2008 e 2012, a saga Crepúsculo está disponível em uma boa variedade de streamings, como os catálogos da Netflix, Amazon Prime Video, Paramount+ e Globoplay.

Aproveite e confira:

Imagem de perfil
sobre o autor Arthur Eloi

Repórter entusiasta de filmes ruins, jogos de tiro e de horror em todas as suas formas. Dá notas duvidosas para obras questionáveis • @ArthurEloi117