Capa da Publicação

WandaVision: Roteirista conta como seria o final original da série

Por Gus Fiaux

WandaVision foi a primeira série do Universo Cinematográfico da Marvel no Disney+ e chegou causando um estouro, mudando drasticamente a direção que a Feiticeira Escarlate seguina na franquia. Aqui, vimos ela criando sua própria realidade perfeita, até que tudo isso desmorona e ela se vê precisando se despedir do Visão mais uma vez. Porém, algumas coisas seriam bem diferentes no final original do roteiro, especialmente na construção de Wanda Maximoff Agatha Harkness

Em uma nova entrevista cedida à Rolling Stone, a roteirista principal e showrunner da série, Jac Schaeffer, trouxe novos detalhes a respeito de como seria WandaVision originalmente, especialmente seu final. Ela deixa claro mais uma vez que Agatha Harkness não seria um vilã, e sim uma mentora para Wanda, como é nos quadrinhos. Porém, o interessante aqui é a forma como o último episódio lidaria com a despedida final entre a heroína e o Visão:

“Na ideia original, Agatha seria muito mais uma mentora no assunto da magia. Uma das coisas que nunca mudamos é que, no final, Wanda teria que se despedir do Visão. Nas minhas noções originais, aquela despedida seria como o último feitiço de amarração que ela teria que fazer. E isso estaria ligado a um feitiço que Agatha teria a ensinado bem no começo da série, quando um utensílio de cozinha seria quebrado, e Agatha ensinaria a Wanda esse feitiço simples para consertá-lo. Então, no fim, ela precisa integrar todo seu trauma e amarrar o Visão de volta nela com esse feitiço. Agatha acabou se tornando uma força mais antagônica, porque precisávamos disso na série.”

Na bruxaria, um “feitiço de amarração” serve para muita coisa — normalmente utilizado para unir pessoas em feitiços de amor –. No caso da série, a ideia era fazer com que Wanda Maximoff se “amarrasse” novamente com esse Visão que ela própria criou, se fundindo novamente com suas próprias memórias e traumas. Ou seja, ao invés de simplesmente dissolver no Hex, o androide seria “reabsorvido” pela Feiticeira Escarlate.

Agatha Harkness era originalmente a mentora de Wanda na série. Com as mudanças de direção, ela se tornou a antagonista.

Além disso, Schaeffer também explicou que a Magia do Caos, a fonte dos poderes de Wanda, seria mais explorada na série. Ela conta que chegaram a cogitar em mostrar uma “dimensão do caos”, de onde viria essa energia, logo que contrataram Matt Shakman, o diretor dos episódios. Porém, a ideia acabou sendo descartada pois não havia uma necessidade de mostrar isso além do que foi explicado na série:

“Houve uma dissecção maior da ideia da Magia do Caos na sala de roteiristas. Quando nós contratamos Matt [Shakman], houve um bom período onde tentamos criar uma dimensão do caos, o que acabou não servindo porque não era necessário.”

Sabemos que a Feiticeira Escarlate será trazida novamente em outros filmes do Universo Cinematográfico da Marvel –– e dessa vez, ela terá poderes mágicos, como nos quadrinhos. Além disso, os fãs especulam que Agatha Harkness também retornará em algum momento, dessa vez como uma mentora propriamente dita para Wanda. Muito disso deve ser revelado em Doutor Estranho no Multiverso da Loucuraque estreia no ano que vem, mas até lá teremos que esperar para ver.

WandaVision está disponível no Disney+.

Abaixo, veja tudo o que você precisa saber sobre Agatha Harkness:

Imagem de perfil
sobre o autor Gus Fiaux

Formado em Cinema e Audiovisual pela UFPE. Crítico, roteirista e mago nas horas vagas. Wouldst thou like to live deliciously? || @gus_fiaux