Vingadores: Marvel apresenta nova formação do grupo de vilões Mestres do Terror

Capa da Publicação

Vingadores: Marvel apresenta nova formação do grupo de vilões Mestres do Terror

Por Junno Sena

Não é novidade vilões se juntarem em equipes poderosas. Vemos isso na Legião do Mal e também no famoso Sexteto Sinistro, que será abordado em Homem-Aranha: Sem Volta para Casa. Mas, dessa vez, um nome antigo de grupo de vilões voltou para a Casa das Ideias: os Mestres do Terror.

E o anúncio foi feito na nova edição dos Vingadores de número 50. Nela, diversos enredos foram encerrados e outros apenas se mostraram ser o início de novas histórias. Como é o caso do novo grupo de vilões, que promete juntar Doutor Destino, Kid Thanos, a Fênix Negra junto de seu pet Berseker, o Rei Killmonger, o Duende Fantasma e o Caveira Negra.

A formação à primeira vista parece aleatória, mas esse sempre foi o intuito da equipe. Inicialmente, os Mestres do Terror tinham como líder, geralmente, o Barão Zemo. Eles já tentaram se passar por heróis e deram origem aos Thunderbolts.

Doutor Destino, Kid Thanos, Fênix Negra junto de seu pet Berseker, Rei Killmonger, Duende Fantasma e o Caveira Negra compõem a equipe

Agora, a promessa dessa nova formação é desenvolver o enredo iniciado com os Vingadores 1.000.000.000 A.C, que provavelmente irão se juntar os Vingadores do presente para derrotar a ameaça.

Dentre os personagens, já temos algumas curiosas adições, como a Fênix Negra. A personagem utiliza uma máscara, tornando sua identidade ainda um mistério, mas possui um animal de estimação que parece com o Wolverine. Outro que chama atenção é o Rei Killmonger, que após conquistar Wakanda e Asgard, possui uma armadura vermelha similar ao Destroyer asgardiano.

Norman Osborn também faz presença no grupo, não sendo apenas o Duende Verde, mas uma espécie de Motoqueiro Fantasma. Já o Caveira Vermelha está em posse do simbionte Venom, o tornando o Caveira Negra.

A nova formação não é apenas uma resposta a narrativa criada pelo grupo criativo da Marvel, mas também do próprio momento que o Marvel Cinematic Universe (MCU) está passando. Uma vez que constantemente estamos ouvindo a palavra “multiverso” e podendo ver formações inusitadas com personagens que não achamos ser possível de se encontrarem.

Veja também:

Imagem de perfil
sobre o autor Junno Sena

Pós graduando em Antropologia com o raio problematizador ligado no 120. Assiste filme trash para relaxar e dorme cantarolando a trilha sonora de A Hora do Pesadelo. Blaxploitation na veia e cinema coreano no coração. Atualmente mora em Petrópolis, RJ.