Capa da Publicação

Velozes e Furiosos: Vin Diesel explica antiga rivalidade com The Rock

Por Gabriel Mattos

Não é surpresa para ninguém que a franquia Velozes e Furiosos se tornou a grande queridinha de Vin Diesel e parece que o produtor está disposto a sacrificar algumas amizades em nome da qualidade de seus filmes. Pelo menos é assim que ele justifica sua infame rivalidade com Dwayne Johnson, o The Rock.

O lado do Vin Diesel

Tudo começou nas gravações de Velozes e Furiosos 5: Operação Rio, a estreia do The Rock na franquia como Hobbs. Na época, Vin Diesel já trabalhava como produtor dos filmes e parece que seus métodos para inspirar seus atores eram meio intensos.

“Hobbs te acerta como uma tonelada de tijolos. Isso é algo do qual eu me orgulho, essa estética. Isso exigiu muito esforço. Naquela época, a gente precisava chegar lá e, às vezes, eu podia dar bastante ‘amor bruto’. Nada surreal, mas eu faria o que fosse preciso para conseguir as atuações (que eu quero) em qualquer coisa que eu esteja produzindo.” revelou para a revista Men’s Health.

Vin Diesel provocava the Rock para conseguir melhores atuações

Na mesma entrevista, Vin Diesel admitiu que, considerando o histórico de Johnson como lutador profissional, ele tinha suas dúvidas quanto a capacidade do ator de convencer o público em um papel mais denso.

“Era um personagem difícil de incorporar, o Hobbs. Minha abordagem na época eram muitos puxões de orelha para ajudar a levar a performance para onde precisava chegar. Como produtor, dizer: ‘Okay, vamos pegar Dwayne Johnson, que é conhecido pela luta livre, e vamos forçar esse mundo cinematográfico, o nosso público, a encarar seu personagem como alguém que eles não conhecem.”

O lado do The Rock

Entretanto, existem algumas inconsistências na fala de Vin Diesel, especialmente no que se diz respeito a inexperiência de Dwayne Johnson.

Na época em que Velozes 5 foi gravado, The Rock já havia atuado em diversos filmes de grande orçamento de Hollywood, que variavam de épicos de ação, como O Escorpião Rei, e comédias familiares, como O Fada do Dente. O ator já havia até mesmo encarado projetos mais dramáticos, como A Gangue está em Campo.

Atores tentavam manter as aparências para o público

Analisando seu histórico de ator, não havia motivo para tamanha desconfiança, o que justifica o desgaste de The Rock com seu tratamento nos bastidores. Ele retornou na franquia nos filmes Velozes e Furiosos 6 e 7, mas se afastou após gravar o derivado Velozes e Furiosos: Hobbs e Shawn.

O que você acha dessa polêmica? Qual lado está certo? Não deixe de comentar!

Fique com:

Imagem de perfil
sobre o autor Gabriel Mattos

Redator que joga mais Switch do que deveria e já leu todo o novo cânone de Star Wars, até os livros ruins. • @gabeverse