Capa da Publicação

Ubisoft: Empresa teme impacto de denúncias sobre ambiente tóxico em sua imagem

Por Melissa de Viveiros

Em um documento anual direcionado aos investidores, a Ubisoft reportou preocupação sobre os impactos que um ambiente de trabalho tóxico terá em sua imagem. Além de temer que novos talentos evitem se juntar à desenvolvedora, o peso que as denúncias terão para a marca e como ela é vista pelos consumidores também foram citados como preocupações (via CBR).

O relatório, que conta com partes dedicadas a discutir os desafios presentes e futuros que a empresa precisará enfrentar, apresentou uma análise relacionada às ocorrências de “comportamento inapropriado de funcionários”. Discutindo os riscos relacionados a novos talentos, o documento afirma que a situação pode tornar a empresa uma opção pouco atrativa, relatando que mesmo aqueles que já trabalham lá têm mais chances de deixarem seus cargos. Nele, é dito:

“Esse tipo de comportamento prejudicial pode levar à partida de pessoas de todos os níveis hierárquicos da Ubisoft. Similarmente, a reputação e imagem da Ubisoft podem ser prejudicadas, o que também pode afetar a atratividade para novos talentos e levar a desconfiança da comunidade de jogadores.”

Yves Guillemot, um dos co-fundadores da Ubisoft, havia prometido tomar atitudes para melhorar o ambiente de trabalho na empresa.

Entre as denúncias sobre o ambiente de trabalho na desenvolvedora, algumas das mais notáveis destacavam também o comportamento sexista encontrado lá. Desde então, houve uma reação do público exigindo que a empresa tomasse medidas para prevenir que esse tipo de situação, bem como outras situações prejudiciais aos funcionários, voltassem a acontecer. Durante esse período, alguns dos executivos deixaram a Ubisoft, principalmente após serem acusados de assédio sexual.

O relatório também comentou as ocorrências, dizendo que a situação foi tratada com seriedade. Apesar disso, a empresa afirma por meio do documento que não é possível garantir que esse tipo de risco será controlado:

“Apesar de a Ubisoft ter levado essa situação muito a sério, fazendo todos os esforços para corrigir isso e demonstrando sua resiliência, o Grupo não pode dar uma garantia absoluta de que esse tipo de risco será controlado.”

Ainda que a Ubisoft afirme estar fazendo tudo o possível para melhorar o ambiente de trabalho na empresa, a Bloomberg recentemente revelou que muitos dos funcionários não estão satisfeitos com as atitudes da empresa. De acordo com a reportagem, algumas das pessoas acusadas de comportamento abusivo permanecem em cargos altos, e uma organização francesa afirma que pelo menos três gerentes da Ubisoft Montreal já foram acusados de “assédio ou comportamento tóxico”. Além disso, funcionários teriam dito que “nada foi feito” sobre outras denúncias de racismo e sexismo na empresa. Para aqueles que trabalham lá, parece que ainda há muito a ser feito para que a situação seja melhorada de fato.

Fique com:

Imagem de perfil
sobre o autor Melissa de Viveiros

Graduanda em Letras na UFMG. || What is infinite? The universe and the greed of men. || @windrunning_