Capa da Publicação

Tom Holland afirma que acordo entre Sony e Marvel se manterá após terceiro filme do Homem-Aranha

Por Evandro Lira

Em 2019, logo após o lançamento de Homem-Aranha: Longe de Casa, os fãs do Amigo da Vizinhança ficaram em alerta uma vez que foi anunciado o rompimento entre a Sony e a Marvel, estúdios responsáveis pelos filmes do herói no Universo Cinematográfico da Marvel.

Pouco tempo depois, porém, as duas empresas conseguiram entrar em um acordo, o que garantiu mais um filme do Homem-Aranha sob a alçada da Marvel Studios. Este filme, Spider-Man: No Way Home, chega aos cinemas no final de 2021 e era esperado que fosse o último do herói dentro da franquia.

Contudo, Tom Holland explica que apesar de seu contrato terminar após o terceiro filme, ele acredita que o atual acordo entre a Marvel e a Sony garantem um futuro para o Cabeça de Teia no MCU.

“Homem-Aranha 3 seria meu último filme sob contrato, mas eu sempre disse a eles que se me quisessem de volta, estarei lá em um piscar de olhos. Adorei cada minuto de fazer parte deste mundo incrível. Mudou minha vida para melhor, tenho muita sorte de estar aqui. Se eles me quiserem de volta, estarei lá; se não, vou caminhar até o pôr do sol como uma pessoa muito, muito feliz, porque tem sido uma jornada incrível.”

 

“E pelo que entendi, o acordo entre os dois estúdios já aconteceu. Não acho que eles terão os mesmos problemas que enfrentaram quando estávamos ali pelo Homem-Aranha 2. ‘Longe de Casa’ saiu e então tudo aconteceu entre a Sony e a Marvel. Acho que os dois estúdios resolveram essas questões, e não acho que isso será um problema no futuro. Dito isso, sou apenas o ator e participei de alguns telefonemas durante esse processo. Eu acho que eles adoram trabalhar juntos e realmente penso que encontraram uma maneira em que pode ser benéfico para os dois estúdios, e eu sou como uma criança no meio disso, entre dois pais durante uma discussão.”

O Homem-Aranha apareceu no filme ‘Capitão-América: Guerra Civil’ após a Marvel e Sony fecharem um acordo em 2015

Qual o acordo original entre a Marvel e a Sony?

Os direitos de adaptação do Homem-Aranha pertencem a Sony desde que o estúdio comprou a propriedade em 1999. A licença da Sony, que inclui mais de 900 personagens relacionados ao Homem-Aranha, é perpétua desde que o estúdio lance um novo filme do Homem-Aranha pelo menos uma vez a cada 6 anos.

Em 2009, a Disney comprou a Marvel, o que significaria que a Casa do Mickey teria que lidar diretamente com a Sony caso um dia quisesse adaptar as histórias do Homem-Aranha. Isso aconteceu então em 2015, quando a Disney anunciou uma parceria com a Sony na intenção de levar o Homem-Aranha para o Universo Cinematográfico da Marvel Studios.

Nesse acordo, a Sony Pictures continuaria a possuir, distribuir, financiar e lucrar com a maior parte das produções do Homem-Aranha no MCU enquanto a Marvel Studios teria controle criativo sobre os novos filmes. Foi sob essas condições que os dois primeiros longas do herói na franquia, De Volta ao Lar e Longe de Casa, foram produzidos.

Fique com:

Imagem de perfil
sobre o autor Evandro Lira

Editor, bacharel em Cinema e Audiovisual, bruxo nascido trouxa, filho dos filhos do átomo, mestre dos quatro elementos, fã de mais coisas do que deveria, frequentemente falando sozinho no Twitter. Segue: @evandroslira