Thanos mata um Eterno em novo quadrinho da Marvel

Capa da Publicação

Thanos mata um Eterno em novo quadrinho da Marvel

Por Gus Fiaux

Os Eternos estão tomando um lugar muito importante na cultura pop. Criados na década de 70 por Jack Kirby, a equipe sobre-humana nunca foi muito popular – o que acabou resultando no cancelamento de várias de suas revistas. No entanto, os personagens estão desfrutando de um inédito sucesso graças à estreia no Universo Cinematográfico da Marvel, no filme dirigido por Chloé Zhao. E enquanto isso, eles também estão com novas aventuras nas HQs.

Eternals Vol. 5 é a nova HQ escrita por Kieron Gillen (Jovens Vingadores, The Wicked + The Divine) e com arte de Esad Ribić (Thor: O Deus do TrovãoGuerras Secretas). Nela, vemos uma trama intrigante envolvendo a raça criada pelos Celestiais, já que descobrimos que, a cada vez que um Eterno ressuscita, um ser humano morre na Terra – isso faz com que Phastos traia a equipe e aliste Thanos para encerrar o programa de ressurreição de sua espécie.

Contudo, o Titã Louco definitivamente não é um ser facilmente manipulado. Desde que retornou à vida, o vilão está se tornando uma arma letal e cada vez mais poderosa, e isso chega ao ápice em Eternals #7, onde o vemos matando um membro bem importante dos Eternos que também está presente no filme do MCU: o controlador de mentes e de vontades, Druig.

Druig tenta manipular Thanos na nova HQ dos Eternos.

Na história, Phastos volta a se reunir com os demais Eternos, já que a raça decide se unir aos Deviantes para que possam encontrar uma solução para as mortes humanas provocadas pelas ressurreições dos Eternos. Isso deixa um vácuo no poder e Druig o assume, controlando Thanos com facilidade. Ele desativa um “protocolo de segurança” que Phastos instalou na mente do Titã Louco para evitar que ele ficasse descontrolado.

Assim, Druig acaba manipulando a eleição do Eterno Primordial – o líder da raça, que é escolhido de tempos em tempos. Ele muda o jogo de tal forma que Thanos se torna o Eterno Primordial da Terra, enquanto manipula tudo nas sombras, como sempre fez nos quadrinhos. Porém, o Titã Louco consegue se livrar do controle da forma mais brutal o possível: esmagando o crânio do Eterno.

Thanos se volta contra Druig.

Vale lembrar que, nos quadrinhos, Druig sempre foi visto de uma perspectiva mais vilanesca, já que sempre se achou superior aos humanos e queria controlá-los sempre. No filme de Chloé Zhao, o personagem passa por uma nova interpretação, se tornando um herói honrado e que tenta proteger a raça humana, mesmo que seus métodos não sejam os mais ortodoxos.

Agora, Thanos está livre para dar continuidade aos próprios planos. Quando estava sob o controle de Phastos, ele agia como uma ferramenta para os propósitos ocultos do Eterno Engenheiro, mas agora que é o líder dos Eternos na Terra, seus planos podem ficar ainda mais obscuros e assustadores. Resta saber o que ele fará com esse poder recém- conquistado e como vai voltar ao ápice da vilania.

Eternals #7 está à venda nas bancas norte-americanas, sem previsão de publicação no Brasil.

Abaixo, confira também:

Imagem de perfil
sobre o autor Gus Fiaux

Formado em Cinema e Audiovisual pela UFPE. Crítico, roteirista e mago nas horas vagas. Wouldst thou like to live deliciously? || @gus_fiaux