Capa da Publicação

Teoria: Falcão e o Soldado Invernal abre as portas para a Invasão Secreta no MCU

Por Gus Fiaux

Recentemente, tivemos a exibição do último episódio de Falcão e o Soldado Invernal – que nos apresentou um novo Capitão América, deu pistas para a formação dos Thunderbolts e ainda definiu um rumo totalmente inovador para um núcleo interessante da Marvel Studios. Mais do que isso, a série também nos trouxe de volta a Agente 13 (ou Sharon Carter, se preferir) após sua última aparição ter se dado em Capitão América: Guerra Civil. 

A personagem voltou mais sombria, com uma nova reviravolta em sua história e uma motivação sombria, a heroína de Emily VanCamp (ou seria vilã agora?) deu o que falar. Mas rumores e teorias começaram a pipocar na internet, sugerindo que isso pode ser o primeiro passo na construção da Invasão Secreta. Então, ficamos com a pergunta na cabeça: afinal, Sharon Carter é uma Skrull?

O retorno da Agente 13

Para entrar nesse detalhe, é bem importante dissecar um pouco o retorno da personagem em Falcão e o Soldado Invernal. Como mencionado acima, Sharon Carter apareceu pela última vez no Universo Cinematográfico da Marvel em Capitão América: Guerra Civil. No filme, ela é uma agente da CIA que acaba auxiliando o Capitão América e os heróis que se opõem aos Acordos de Sokóvia a fugirem. Por conta disso, ela se torna procurada pelo governo norte-americano.

Depois de todo esse tempo e do que aconteceu em Guerra Infinita Ultimato, nós a reencontramos em Madripoor, uma ilha fictícia importantíssima para a mitologia da Casa das Ideias. Descobrimos então que ela chegou a “morrer” graças ao estalo de dedos de Thanos, mas retornou cinco anos depois. Durante todo esse período, ela fundou um verdadeiro império criminoso, assumindo o posto de Mercador do Poder.

Ela era a responsável por financiar experimentos para recriar o soro do supersoldado, além de montar uma rede de contrabando de obras de arte, armas e tecnologia. Sharon conduziu esses experimentos nas sombras por tantos anos, mas não perdeu a esperança de que um dia fosse encontrada por seus antigos aliados e pudesse retornar aos EUA. E é exatamente isso que acontece quando Sam Wilson Bucky Barnes viajam até Madripoor junto com Helmut Zemo.

Ao fim da série, Sharon recebe perdão oficial do governo dos Estados Unidos e deixa de ser procurada pelas agências de inteligência e espionagem. Assim, ela pode retornar ao país e ainda recebe o convite para trabalhar novamente em sua antiga divisão (provavelmente a CIA). Porém, ela logo fala ao telefone com um contato misterioso, indicando que os planos do Mercador do Poder continuam a todo vapor e que ela logo irá ter acesso a dados confidenciais, registros de armas e outras coisas.

Isso levou muitos fãs a acreditarem que, talvez, essa Sharon Carter não seja bem a Sharon que conhecemos…

Skrull infiltrada?

Sharon Carter foi apresentada pela primeira vez em Capitão América: O Soldado Invernal como um agente da S.H.I.E.L.D.. Apesar de idealista e gentil, ela logo se mostrou uma baita espiã, se tornando vizinha de Steve Rogers para monitorá-lo de perto a serviço de Nick Fury. Depois, quando foi revelada toda a infiltração da HIDRA dentro da organização criminosa, ela foi uma das agentes que não se abalou – mesmo correndo riscos – e lutou junto do Capitão América, ajudando a acabar de vez com a HIDRA e, por consequência, com a própria S.H.I.E.L.D..

Ao retornar em Guerra Civil, a personagem já estava mais amadurecida e tinha uma nova carreira. Ela fazia parte da CIA, trabalhando lado a lado com agentes como Everett K. Ross. Ela se envolve diretamente em toda a batalha ideológica do filme, já que é convocada para agir depois do suposto atentado terrorista causado por Bucky Barnes em Viena (na realidade, o ataque tinha sido feito por Zemo).

Quando a guerra entre Homem de Ferro Capitão América atinge seu ápice, Sharon é forçada a seguir a lei – e, portanto, ficar do lado dos Acordos de Sokóvia. Porém, ela acaba “traindo” a CIA ao ajudar Steve Rogers a fugir com outros heróis. Isso faz com que ela perca toda sua reputação e emprego, sendo forçada a viver nas sombras – só por fazer aquilo que ela julgava ser certo.

E é aí que entra a questão: uma pessoa que sempre demonstrou valores positivos, idealismo e otimismo e vontade de fazer o bem seria capaz de se tornar uma criminosa de tamanho porte. Claro, ainda existe um abismo de tempo entre Guerra Civil Falcão e Soldado, mas ainda assim… E é aí que entra a teoria: Sharon Carter pode ser um Skrull disfarçado, coletando informações e gerando caos entre a humanidade. 

Quem ela poderia ser?

Nos quadrinhos, existem vários personagens importantes que movimentam a Invasão Secreta, e não apenas no lado dos heróis. Os Skrulls são divididos em várias categorias diferentes, levando em conta que mesmo dentro de sua sociedade, há uma divisão de classes baseada em ideais religiosos e percepções sobre a guerra e sobre o papel da raça no universo. Porém, há alguns personagens cruciais dentro desse conflito que podem estar ligados a Sharon Carter, caso ela de fato seja uma Skrull.

Rainha Veranke é a mais importante delas. Nos quadrinhos, ela era a “porta-voz” da Invasão, fazendo tudo para invadir a Terra e infiltrar seus súditos junto dos humanos. Mas não pense que ela mandou apenas seus asseclas – ela mesmo colocou a mão na massa, assumindo o lugar da Mulher-Aranha e se juntando aos Novos Vingadores. Ao lado deles, ela aprendeu muito sobre os heróis e sobre as defesas da Terra, o que facilitou muito para a infiltração de outros Skrulls no planeta. Seria bem interessante se “Sharon” assumisse esse papel, como a líder da infiltração e abaixando as defesas da Terra.

Outra personagem importante é Pagon, uma Skrull infiltrada há anos na Terra que se passa por Elektra Natchios nos quadrinhos. No que diz respeito à sua importância para a Invasão Secreta, ela não é muito relevante, mas tem um papel importante a desempenhar no prelúdio do evento. Pagon é morta por Eco durante um ataque coordenado à base do Tentáculo. Assim, após ser morta, ele deixa de ser Elektra e reverte à sua forma Skrull. É assim que todos os heróis da Terra descobrem que o planeta está infestado de alienígenas verdes e transmorfos.

A Invasão Secreta no MCU

Bem, nos já sabemos que uma adaptação de Invasão Secreta está a caminho. Durante o Disney Investor Day do ano passado, a Marvel Studios revelou que está produzindo uma série baseada nos quadrinhos, que será lançada no Disney+ como WandaVision Falcão e o Soldado Invernal. A série deve ser estrelada por Nick Fury e um Skrull que já conhecemos, o prestativo Talos que já havia sido apresentado anteriormente em Capitã Marvel.

Porém, até o momento, não temos uma noção exata de como essa série vai adaptar as HQs, uma vez que nem Fury e nem Talos têm papéis tão importantes nos quadrinhos. Acredita-se que a série vai se ligar a Capitã Marvel 2, o que deve resultar em uma construção mais ampla dessa história e de seus eventos, talvez criando uma grande trama que será melhor explorada ao longo das outras produções do MCU.

Supondo que a série tome várias liberdades criativas e siga por outro caminho completamente diferente que não o dos quadrinhos, ainda temos várias opções a serem consideradas. Por exemplo, poderíamos ver uma trama mais contida, na qual Nick Fury (com a ajuda de Talos) descobrisse toda uma conspiração de um grupo extremista dos Skrulls e precisasse impedir esse ataque antes que chegasse ao conhecimento da humanidade.

De qualquer forma, Sharon Carter poderia ter um ótimo papel a desempenhar nisso tudo. Como vimos na cena pós-créditos de Falcão e o Soldado Invernal, ela está prometendo repassar informações e dados sigilosos a uma fonte desconhecida. Supondo que seja, de fato, algum superior Skrull, isso poderia ser uma forma interessante de mostrar como a “infiltração” está acontecendo em vários níveis da Terra. E mesmo se supormos que o contato dela é humano, ainda faria bastante sentido que ela (caso seja uma Skrull) esteja disseminando o caos entre os humanos.

Outras possibilidades…

Claro que outras possibilidades também precisam ser consideradas quando analisamos o quadro-geral. Por exemplo, pode ser que Sharon Carter em momento algum seja revelada como uma Skrull e que, dessa forma, ela seja apenas uma agente brilhante que endureceu com o tempo e que se transformou em vilã após observar todos os problemas da comunidade heroica.

Seja esse o caso, ela ainda deve retornar no futuro com um papel bem importante a desempenhar. Não seria difícil imaginá-la como a vilã de Armor Wars (outra série da Marvel no Disney+), uma vez que o projeto deve lidar exatamente com o roubo de dados e de tecnologias que pertenciam a Tony Stark e sua difusão no mundo das corporações. Já pensou se Sharon aparece aqui como a fornecedora dessas tecnologias e informações vazadas?

Também temos uma nova franquia para um novo Capitão América a caminho. Talvez Sharon seja uma vilã criada a longo-prazo, para se tornar a arqui-inimiga de Sam Wilson. Dessa forma, a “nova” franquia do herói poderia até espelhar a saga de Steve Rogers, construindo uma organização terrorista espalhada pelo mundo (e, nesse caso, liderada por Sharon), assim como a HIDRA foi. Mesmas ameaças, novos tempos.

De uma forma ou de outro, teremos que esperar. A Marvel Studios é bem conhecida por construir suas histórias com muito esmero e paciência, em um planejamento longo. Ainda não sabemos se Emily VanCamp vai retornar em algum projeto futuro do Universo Cinematográfico da Marvel, mas não seria surpresa vê-la aparecendo em várias produções daqui para frente – especialmente se seu papel for tão grande quanto imaginamos que seja.

Abaixo, veja todas as séries da Marvel confirmadas para depois de Falcão e o Soldado Invernal:

Imagem de perfil
sobre o autor Gus Fiaux

Formado em Cinema e Audiovisual pela UFPE. Crítico, roteirista e mago nas horas vagas. Wouldst thou like to live deliciously? || @gus_fiaux