Capa da Publicação

Superman & Lois: por que você deveria assistir à série da CW

Por Camila Sousa

Não há dúvidas que o Superman é um dos heróis mais famosos do mundo. Publicado nos quadrinhos desde a década de 30, e com versões live-action desde os anos 1970, o Homem de Aço já foi interpretado por vários atores e mostrado em contextos diferentes – desde seu crescimento em Smallville: As Aventuras do Superboy (2001-2011), até sua morte em Batman vs Superman: A Origem da Justiça (2016).

Todo esse contexto torna o personagem um dos mais difíceis para inovar sobre, e exatamente por isso a série Superman & Lois, exibida atualmente na CW, merece ter seu mérito reconhecido. Lançada este ano, a produção veio após a visão de Zack Snyder sobre o Homem de Aço e tinha a difícil responsabilidade de criar algo novo. Felizmente, o seriado fez isso muito bem, explorando lados inéditos do maior herói da Terra.

O escoteiro do Kansas

Criada por Greg Berlanti e Todd Helbing, a série decidiu contar uma história diferente: já casado com Lois Lane, o Superman de Tyler Hoechlin passou por todo o processo de formação que os fãs estão acostumados a ver, sendo agora um Superman mais maduro e seguro de seus poderes. Na vida pessoal, Clark tem dois filhos com Lois: Jordan e Jonathan Kent (uma homenagem ao seu pai), que são adolescentes e sempre trazem um novo desafio – muito mais difícil do que qualquer kryptonita.

Nos primeiros episódios é estabelecido que Clark quer começar uma nova fase de sua família, e por isso decide voltar a morar em Smallville, cidade em que cresceu e aprendeu a ser o “bom moço” que conhecemos. Só este movimento já torna o seriado interessante de assistir: seria fácil mostrar o Superman tendo aventuras grandiosas em Metrópolis, mas Superman & Lois – assim como seu protagonista – aposta em algo mais simples para funcionar.

Clark volta a Smallville por sua família

Se engana, porém, quem pensa que a série é rodeada de problemas domésticos que pouco têm a ver com Kal-el. O grande mérito de Superman & Lois é dosar na medida certa as sequências heróicas de seu protagonista, com momentos de dúvidas em casa e no aprendizado dos filhos. Depois de alguns anos com a DC nos cinemas apostando em um Superman mais sombrio, o Clark Kent desta série é o clássico escoteiro, que toma a decisão certa sempre e carrega consigo a contradição de ser o homem mais forte do mundo, com o coração mais generoso de todos.

Lois e os filhos

Mas é claro que nada disso funcionaria se Clark não tivesse ao seu redor personagens igualmente interessantes. Interpretada por Elizabeth Tulloch, a Lois Lane da série carrega todo o poder investigativo e de liderança que os fãs dos quadrinhos esperam, junto com uma sensibilidade única: Lois precisou se esforçar muito para ter uma relação duradoura com Clark e deixa isso claro, sem fingir que tudo é perfeito o tempo todo. Ao fazer isso, a personagem cria uma ligação com o público, que se reconhece na força e na fraqueza da jornalista vencedora do Pulitzer.

O seriado também acerta ao explorar a juventude de Jordan e Jonathan, interpretados por Alex Garfin e Jordan Elsass, respectivamente. Ainda que algumas atitudes de adolescentes dos dois irritem em alguns momentos (talvez até de propósito), eles trazem uma nova camada à trama, mostrando como pode ser difícil ser filho do Homem de Aço, e como isso é ainda mais complexo quando você mesmo começa a desenvolver poderes. Jordan e Jonathan também são diferentes entre si, com o último lembrando mais a personalidade do falecido avô, mas carregam consigo um grande sentimento de parceria, que é vital em diversos momentos da produção.

O formato de “vilão da semana” adotado pelas séries da CW pode até cansar um pouco, mas a primeira temporada de Superman & Lois tem o mérito de sempre entregar episódios interessantes que, apesar de seguirem o formato da emissora, trazem uma sensação de perigo real e um receio do que pode acontecer aos personagens em tela.

Após décadas vendo o crescimento do Superman, e outros tantos anos acompanhando sua fase mais soturna, é um alívio assistir Superman & Lois e voltar a um Homem de Aço que lembra as HQs clássicas do personagem. Talvez o Kal-El otimista que acredita na humanidade esteja longe da nossa realidade atual, mas ver alguém tão poderoso sendo tão gentil e fazendo sempre a coisa certa nos faz imaginar que podemos chegar lá – um dia.

Antes de ir, confira também:

Imagem de perfil
sobre o autor Camila Sousa

Jornalista por formação e nerd por natureza. Fã de diversos mundos fantásticos por aí e criadora do podcast Podcakes | @cakes_sousa no Twitter e Instagram