Capa da Publicação

Canal Starz processa a Disney por uso da marca Star+ na América Latina

Por Camila Sousa

Desde que comprou a Fox, a Disney começou gradativamente a alterar a marca nas principais divisões, como o estúdio de cinema, que recebeu o nome de 20th Century Studios, e os canais Fox, que passaram a se chamar STAR. Por conta disso, a empresa do Mickey decidiu lançar o streaming STAR+, para reunir os conteúdos da Fox considerados mais “adultos”. Porém, essa mudança gerou um processo contra a empresa.

De acordo com o The Wrap, o canal Starz quer que o STAR+ mude de nome no Brasil, México e Argentina. Segundo a ação movida pela Lionsgate, a Disney estaria violando a marca registrada do Starz ao lançar um produto no mesmo mercado e com nome tão semelhante, o que pode gerar uma confusão nos consumidores.

“A decisão da Disney em lançar um serviço de streaming autônomo chamado ‘Star+’ e renomear os canais existentes na América Latina como ‘STAR’ – apesar da existência anterior da marca registrada ‘Starz’ e do streaming ‘StarzPlay’ – pode facilmente causar confusão no mercado da América Latina e violar a marca Starz. Essa confusão com os consumidores pode ser irremediável e deve aumentar com as ações de marketing da Disney nestas regiões”, diz parte do processo.

O site ressalta que, em outros territórios, o STAR+ é integrado como uma aba dentro do streaming Disney+, e que só na América Latina foi tomada a decisão de lançar o produto separado da plataforma já existente – o que motiva o processo ser feito apenas para os três países.

A Disney confirmou anteriormente que o streaming STAR+ deve ser lançado no Brasil em 31 de agosto, reunindo conteúdos mais “maduros” do que o Disney+ e transmissões ao vivo pela ESPN.

E você, o que acha de toda essa confusão? Comente abaixo e confira ainda:

Imagem de perfil
sobre o autor Camila Sousa

Jornalista por formação e nerd por natureza. Fã de diversos mundos fantásticos por aí e criadora do podcast Podcakes | @cakes_sousa no Twitter e Instagram