Capa da Publicação

Ryan Reynolds fala sobre sofrer de ansiedade em publicação sobre saúde mental

Por Melissa de Viveiros

O intérprete de Deadpool, Ryan Reynolds, se abriu sobre sua luta contra a ansiedade em uma postagem feita em sua conta no Instagram. Compartilhando sua experiência pessoal, o ator afirma estar fazendo um esforço para reduzir o estigma envolvido em discussões relacionadas à saúde mental.

O mês de maio é chamado de Mental Health Awareness Month nos Estados Unidos, que em português significa Mês da Conscientização sobre Saúde Mental. A mensagem do ator chega próxima ao fim da data, fato mencionado pelo próprio em seu post. Além de chamar a atenção para o assunto, Reynolds conta que esta é uma batalha vem travando ao longo de toda sua vida.

A imagem compartilhada por Reynolds.

Ele escreve:

“Maio está quase acabando. Também é o Mês da Conscientização sobre Saúde Mental. O que me leva a isso:

Uma das razões para eu estar postando isso tão tarde é que eu planejo demais e coisas importantes passam batido. E uma das razões porque eu planejo demais é minha companheira da vida toda: ansiedade. Eu sei que não estou sozinho e mais importante, para todos como eu que se planejam demais, pensam demais, trabalham demais, se preocupam demais, e fazem tudo demais, por favor saibam que vocês não estão sozinhos. Nós não falamos o suficiente sobre saúde mental e não fazemos o suficiente para desestigmatizar falar sobre isso. Mas, assim como com esse post, antes tarde do que nunca, eu espero…”

Além de Reynolds, outros atores já desabafaram sobre seus problemas com saúde mental. É o caso de Chris Evans, que contou que sua ansiedade fez com que ele recusasse o papel de Capitão América no MCU inicialmente. Ele temia não conseguir lidar com o impacto que a franquia teria em sua vida, como contou:

“Normalmente você faz um desses filmes de cada vez e se esse filme acerta e é um sucesso, sua vida muda. A preocupação era se esse filme acerta e tem uma mudança de estilo de vida e eu não reajo bem a isso, eu não tenho a oportunidade — o luxo — de dizer ‘Quer saber gente, estou bem’.”

O astro de The Flash, Grant Gustin, também compartilhou ter problemas com ansiedade e depressão desde a infância:

“Desde que eu era muito novo, provavelmente quatro ou cinco, eu lido com ansiedade e depressão. Eu tinha sonhos muito estranhos relacionados à ansiedade quando era uma criança muito jovem. Não quero falar muito disso, mas antes de nos casarmos, começamos a fazer terapia de casal, só para estarmos prontos para o casamento antes. Não tinha nada acontecendo no casamento, e então todo tipo de coisa, para nós dois, começou a vir à superfície, e é bom para nós como casal e como indivíduos. Eu sabia que sempre tinha lidado com ansiedade, mas ter ideias apontadas sobre onde as coisas começaram, e porque você está se sentindo dessa forma. Ansiedade é sempre presente na minha vida, com certeza.”

Diante do desabafo de Reynolds, seu amigo Hugh Jackman (o eterno Wolverine) disse:

“Cara, sua honestidade não é apenas corajosa, mas eu tenho certeza de que ela vai ajudar outras inúmeras pessoas que também sofrem com ansiedade. Bom pra você!” 

A iniciativa de Reynolds, bem como de outros artistas que falam sobre saúde mental de modo mais aberto, tem grande importância para diminuir o estigma ao redor desses problemas. Além de torná-los mais conhecidos, o exemplo deles alcança um enorme número de pessoas, que podem se tornar mais receptivas diante do assunto por causa disso. Ainda assim, é uma atitude que requer coragem, principalmente pela própria ansiedade tornar ainda mais difícil que essa discussão aconteça abertamente.

O que achou da atitude do ator? Comente!

Fique com:

Imagem de perfil
sobre o autor Melissa de Viveiros

Graduanda em Letras na UFMG. || What is infinite? The universe and the greed of men. || @windrunning_