Preview: Marvel Future Revolution se limita por ser um jogo mobile

Capa da Publicação

Preview: Marvel Future Revolution se limita por ser um jogo mobile

Por Leo Gravena

Marvel Future Revolution, novo jogo da Netmarble Monster, traz uma aventura épica para jogos mobile, com personagens icônicos, uma história boa e gráficos excelentes. Porém não consegue se desvincular da sina de todo jogo mobile, cheio de microtransações e sendo limitado pelo meio no qual está disponível.

O game é um MMORPG no qual você pode escolher um dentre oito heróis diferentes, criar sua equipe, participar de uma aliança com outros jogadores e fazer missões PvP e PvE em diversos modos distintos e também personalizar seu herói com vários visuais diferentes vindos dos quadrinhos da Marvel.

Confira aqui a review após algumas dezenas de horas jogadas em uma prévia/preview do título enviada pela Netmarble para a LH.

Ficha Técnica:

Lançamento: 25 de agosto

Estúdio: Netmarble Monster

Distribuidora: Netmarble

Plataformas: Android, iOS

Gênero: MMORPG, Ação

Modos: Multiplayer e Single Player

Aparelho usado para review: Motorola Moto Z2 Force

Marvel Future Revolution traz vários personagens conhecidos da editora.

Em 2013, Jonathan Hickman assumiu o quadrinho dos Novos Vingadores da Marvel, trazendo uma história épica e gigantesca que alteraria completamente o universo 616 nos quadrinhos. Na trama, acompanhamos os Illuminati conforme eles precisam lidar com as Incursões, eventos nos quais uma ou mais realidades começam a se colidir tendo a Terra como ponto de impacto inicial. A HQ deu origem à saga Tempo Esgotado, que levou às Guerras Secretas de 2015.

Desde que o conceito de Incursões foi criado nas HQs, os jogos mobile da Marvel aparentemente se fixaram tanto na ideia que 5 anos depois aqui estamos, vendo novamente essa história sendo adaptada. Por mais que a história de Hickman seja cheia de nuances, momentos memoráveis e muitas reviravoltas, quase todos os jogos que tentaram fazer algo com o conceito falharam (e muito), conseguindo sequer chegar à superfície de trazer uma história minimamente convincente ou interessante.

Isso porque as incursões e as diferentes realidades são utilizados apenas como uma desculpa usada por todos esses jogos para que seja mais crível que vários dos mesmos heróis estejam andando por aí, ou então para você poder usar heróis e vilões em uma mesma equipe ou com visuais diferentes. Obviamente esse é o caso aqui, porém é perceptível que não é “apenas” para isso que a trama é utilizada.

Marvel Future Revolution consegue fugir dessa “maldição”, obviamente que não muito, afinal, ainda é um jogo mobile, mas ele consegue trazer uma história bastante interessante, usando como pano de fundo as Incursões. Na trama, para impedir uma grande catástrofe multiversal, seu herói deve se juntar a uma resistência liderada por Hank Pym e Tony Stark em uma realidade alternativa.

Mesmo com configurações no médio e baixo, visual do jogo é excelente.

Anunciado no início de 2020, o Future Revolution é produzido pela mesma equipe de Marvel Future Fight e, mesmo não tendo nenhuma ligação em termos de história, os dois jogos compartilham várias mecânicas, como cartas que alteram o status de todos os heróis e cristais que servem para comprar trajes novos e mais poderosos.

O Future Revolution também lembra bastante o falecido Marvel Heroes, que mesmo tendo recebido muitas críticas em seu lançamento, conseguiu se superar e se tornar um MMORPG bem divertido e interessante, antes de ter seus servidores desligados.

Sendo um jogo mobile, ele possui váaarias compras dentro do app, ainda assim, ele é bem divertido para quem apenas quer passar um tempo jogando com seus heróis favoritos e aproveitando um gráfico muito bom.

Mas com vários jogos mobile, principalmente da Marvel, disponíveis por aí, será que realmente vale a pena gastar seu tempo com esse novo título? Separei abaixo alguns dos principais elementos que você precisa saber caso esteja interessado, contudo, caso seu aparelho consiga rodar ele tranquilamente, é recomendável que você jogue um pouco e tire suas próprias conclusões.

Jogabilidade

No game, você pode escolher 4 entre 8 heróis diferentes para fazer parte da sua equipe (você pode aumentar sua equipe inicial pagando através de moedas do jogo) e, dentre eles, temos o Capitão América, Tempestade, Homem-Aranha, Senhor das Estrelas, Viúva Negra, Doutor Destino, Capitã Marvel e o Homem de Ferro.

Um elemento bem diferente e muito divertido é que, ao começar a jogar com cada herói, você faz uma pequena fase de “treinamento” com eles, nos quais você aprende a usar suas habilidades e poderes. O diferencial aqui é que cada herói possui uma fase diferente. Enquanto com o Capitão América você luta contra o Caveira Vermelha e soldados da Hydra, com a Capitã Marvel você enfrenta a AIM e com a Tempestade você luta contra o Magneto na Balsa.

Cada personagem também possui um estilo diferente de jogo e poderes diferentes, não sendo apenas um “copiar e colar” com cores diferentes das mesmas habilidades. Tendo visto, inicialmente, o número de heróis disponíveis, havia ficado com a sensação de que eram muito poucos heróis (a título de comparação, atualmente o Future Fight possui mais de 200, porém apenas com uns 20 ou 30 sendo realmente úteis); mas depois de jogar fica claro que isso foi uma escolha bastante sábia e acertada da equipe de desenvolvedores.

Elementos de MMORPGs de PC estão muito presentes no título.

O jogo também possui uma câmera livre e a possibilidade de explorar muito bem o mapa (você pode voar com heróis que voam), tendo elementos bem interessantes no geral. Às vezes ao atacar vários inimigos pode ser confuso visualmente e o sistema de mira não é dos melhores, ainda assim, mesmo que você erre e gaste uma habilidade especial no inimigo errado, isso dificilmente afeta o jogo.

Um fator bem interessante é que todos os mapas possuem várias missões secundárias que você pode completar para passar o tempo e explorar mais da história.

Gráficos

Gráficos do jogo, tanto dentro quanto fora das cutscenes são muito bons.

O maior atrativo do jogo sem sombra de dúvidas são os visuais belíssimos presentes. O melhor de tudo é que eles não ficam apenas nas cutscenes. Mesmo com o game estando com as configurações visuais no médio e baixo, os gráficos continuam impecáveis e não ficam atrás de alguns títulos grandes do PS4 e do Xbox One. Até mesmo ao andar pelos mapas, cada um é bem diferente em seu visual.

Ainda falando em visual, a maior parte dos inimigos possuem os mesmos ataques, porém todos eles possuem visuais bem diferentes de forma que você não sente que está o jogo todo lutando contra os mesmos três inimigos e chefes como em um certo jogo AAA para consoles e PC da Marvel que foi lançado no ano passado.

Já na parte “ruim”, é impossível não citar como a UI do Future Revolution é muito, muito semelhante à de qualquer jogo mobile do estilo, contudo, ele não disfarça muito quando falamos na hora do combate, já que os botões de ataques e movimentação são muito semelhantes ao do Future Fight. A UI dos menus e configurações de hub são bem completos e bonitos, porém bastante complicados de se entender.

Customização

Um elemento bastante importante do jogo é a utilização de trajes diferentes para melhorar seu personagem, além de alterar o visual. Dentre esses visuais temos trajes dos quadrinhos e dos filmes para os heróis da Marvel. Algo bem legal é que o jogo permite você usar o visual de um equipamento, mas com os bônus de outro. Contudo, nem sempre você vai conseguir os trajes que quer, já que alguns você ganha partes aleatoriamente e outros são encontrados apenas na loja do jogo.

Isso cria um grande problema, principalmente nos conteúdos PvP, que compõem a maior parte do game. Os equipamentos mais fortes e melhores podem ser adquiridos de forma gratuita conforme você joga, porém existe uma clara separação de valor entre quem gasta mais ou menos com o título. Novamente, isso não é uma novidade em jogos mobile, porém com novos games utilizando-se apenas do aspecto visual para lucrar com as vendas dentro app, é bem chato perder para alguém somente porque essa pessoa gastou uma pequena fortuna, de forma que a sua habilidade como jogador não adianta de muita coisa.

Jogo separa os equipamentos entre aqueles que são mostrados e os que estão equipados, porém de uma forma bem confusa.

PVE

Tirando as missões do modo história, o jogo não possui muitos modos nos quais você joga sozinho. A maior parte deles você joga junto de outros jogadores contra vilões no mundo, como a Guerra Relâmpago, Raid e a Operação Especial.

Esses modos são bem divertidos e ajudam bastante os jogadores mais novos a aprenderem melhor como jogar e as regras do game, além de oferecerem boas recompensas.

PVP

Mas, é no conteúdo PvP que o jogo acaba apostando forte no endgame. E é aqui que mora o problema para os novos jogadores, já que é impossível competir contra os jogadores que gastaram para comprar trajes especiais ou mais cristais.

Dessa forma, nem mesmo é possível falar muito sobre esse modo já que na maior parte do tempo você vai encontrar jogadores avulsos que acabaram de chegar e não tem ideia do que estão fazendo, ou então você é morto com uma única habilidade do inimigo.

Elementos

Outro grande problema do jogo é que ele possui muitos elementos diferentes que afetam diretamente a jogabilidade. Como a maior parte deles veio diretamente do Marvel Future Fight, não tive muito problema em entender a mecânica dos equipamentos, cartas, poderes e avanços, porém novos jogadores podem acabar ficando bem confusos com tudo que é necessário para aumentar o nível de poder dos seus heróis.

Pay to Win?

Atualmente, essa é a questão quando o assunto é jogo mobile, não é mesmo? Infelizmente, sim, para você conseguir se dar bem no Future Revolution você definitivamente precisa gastar dinheiro com o jogo, contudo, ser um jogador “free” não vai impactar tanto sua experiência fora dos modos nos quais você luta diretamente contra outros jogadores.

Então, caso você não pretenda gastar com o jogo, apenas se divirta com a história e belos visuais, enquanto tenta montar um ou dois heróis mais fortes em sua equipe.

No geral, Marvel Future Revolution não é um jogo ruim, muito pelo contrário, porém ele ainda é um jogo da Netmarble e jogadores que possuem experiência com a desenvolvedora sabem do que estou falando. Se seus outros títulos são um indicativo, podemos esperar ainda mais mecânicas de microtransações dentro do jogo após o lançamento inicial; mas até o momento, ele ainda pode ser jogado e você consegue se divertir sem ter que abrir a carteira.

Preço de um valor de traje no preview indica que o Future Revolution não compreende a realidade de jogadores mobile do Brasil e faz uma conversão absurda do dólar na loja.

Nota

Em conclusão, o Future Revolution traz uma história bem divertida, mapas interessantes e modos de jogo diferentes. O visual e os gráficos são o grande diferencial – belíssimos sem comparação – mas o título ainda sofre por, no fim, ser um jogo mobile e precisar das microtransações para continuar sobrevivendo em um mercado extremamente competitivo, de forma que isso afeta, e muito, a experiência de todos os jogadores.

Nota: 6/10

Veja abaixo algumas imagens dos locais do jogo e seus modos:

Aproveite e confira também algumas dicas para começar a jogar Marvel Future Fight em 2021:

Imagem de perfil
sobre o autor Leo Gravena

Editor | @LeoGravena
"...It was never going to be okay..."