Capa da Publicação

Falcão e o Soldado Invernal 1×01: Nova Ordem Mundial

Por Leo Gravena

Originalmente, Falcão e o Soldado Invernal seria a primeira das séries da Marvel Studios a estrear no Disney+, mas com a pandemia do COVID-19, a série não pôde ser finalizada a tempo, fazendo com que WandaVision entrasse em seu lugar. As duas produções – mesmo sendo da Marvel e trazendo personagens já conhecidos, mas não muito utilizados desse universo – não poderiam ser mais diferentes. E enquanto WandaVision trouxe algo bem diferente, Falcão e o Soldado Invernal é uma história que parece ser mais familiar, bastante ligada ao legado de Steve Rogers  e com o mesmo sentimento de filmes mais “pé no chão” como Capitão América: O Soldado Invernal. 

Anthony Mackie como Sam Wilson

A série já começa com uma ótima cena de ação, mostrando o Falcão (Anthony Mackie) em uma missão de resgate lutando contra Batroc, um dos inimigos mais engraçados do Capitão América nos quadrinhos que, aqui, é bem mais sério que sua versão original. Sam Wilson também é definitivamente o grande protagonista da série, já estando ligado diretamente às duas tramas principais da história: Os Apátridas e o surgimento do novo Capitão América.

Nesse primeiro episódio, contudo, a trama do herói é bem mais pessoal: ele precisa lidar com sua família após ter retornado cinco anos depois de ter sido apagado da realidade por Thanos. É bem interessante ver todo esse outro lado da vida de Sam e sua relação com Sarah (Adepero Oduye), sua irmã que rouba a cena cada vez que aparece; trazendo um tom mais sóbrio para o (quase sempre) simpático e divertido Falcão.

Sam e Sarah Wilson. Irmã do herói é interpretada por Adepero Oduye.

Uma das coisas mais interessantes desse primeiro episódio é que, tirando as cenas de ação muito bem coreografadas e filmadas, todo o resto do episódio é bem mais calmo, servindo para desenvolver Sam e Bucky (Sebastian Stan) e como eles estão vivendo após os eventos de Vingadores: Ultimato. Também é interessante notar que, mesmo Sam sendo bem mais extrovertido, todos os momentos mais engraçados vem de Bucky.

Seja conversando com sua psiquiatra – toda a cena é um show a parte, principalmente devido à excelente atuação de Stan e Amy Aquino como a Dra. Raynor – ou em todas as cenas em que brincam com sua idade, Sebastian Stan consegue fazer uma mudança muito rápida e pontual dos momentos mais cômicos para os dramáticos. A trama de Bucky com Yori é de apertar o coração e com certeza vai ser um dos pontos principais na busca por redenção do Soldado Invernal na série.

Bucky Barnes (Sebastian Stan) agora é obrigado a fazer terapia pelo governo.

Nesse primeiro episódio, Sam e Bucky ainda não se encontraram, com apenas poucos meses tendo se passado desde seus retornos. Porém logo o encontro deve acontecer, principalmente com o anúncio de que John Walker (Wyatt Russell) é o novo Capitão América e para, juntos, lutarem contra os Apátridas.

Uma boa surpresa do episódio foi a participação de Joaquin Torres (Danny Ramirez), que nos quadrinhos assume o manto de Falcão quando Sam se torna o Capitão América. Dentre tantas informações, vazamentos e rumores sobre a série, particularmente não havia ouvido nada sobre o personagem estar na trama e foi uma boa surpresa ver ele como um jovem idealista completamente fascinado pelo Falcão e os Vingadores, além de ser bem importante para apresentar a trama dos Apátridas.

Joaquin Torres (Danny Ramirez) vai até uma reunião dos Apátridas. Grupo quer acabar com as fronteiras e acredita que os 5 anos nos quais metade da vida havia sumido foram algo bom para o planeta.

Com um primeiro episódio bem sólido e dando mais desenvolvimento para Sam Wilson e Bucky Barnes em 45 minutos do que eles tiveram em todos os filmes do Universo Cinematográfico da Marvel juntos, o primeiro episódio de Falcão e o Soldado Invernal certamente vai agradar os fãs que não “simpatizaram” com WandaVision logo de cara, sendo uma história bem mais familiar para os fãs da Marvel e cheia de desenvolvimento real para os protagonistas e o mundo pós-blip.

O que você achou do episódio? Não deixe de comentar!

Confira também todos os easter-eggs e referências do primeiro episódio:

Imagem de perfil
sobre o autor Leo Gravena

Editor | @LeoGravena
"...It was never going to be okay..."