Resident Evil – Bem-vindo a Raccoon City: Tudo sobre o filme reboot

Capa da Publicação

Resident Evil – Bem-vindo a Raccoon City: Tudo sobre o filme reboot

Por Arthur Eloi

Resident Evil continua firme e forte nos games, mas sua história nos cinemas é um pouco diferente. A franquia da Capcom inspirou uma série de filmes, estrelada por Milla Jovovich, e dirigidos por Paul W.S. Anderson, que conquistaram uma base considerável de fãs mesmo fugindo ao máximo do material de origem.

Agora, a saga retorna aos cinemas em uma nova adaptação, que promete fidelidade absoluta aos jogos. Veja tudo que você precisa saber sobre Resident Evil: Bem-Vindo a Raccoon City!


O novo Resident Evil tem conexão com os filmes anteriores?

Não! Toda a ideia por trás do projeto é servir como um novo ponto de partida. Os filmes estrelados por Milla Jovovich são um enorme sucesso de bilheteria, mas a recepção do público e da crítica apontava que tudo já tinha se afastado demais do material-base, com uma mitologia cada vez mais complexa e absurda.

Assim, Bem-Vindo a Raccoon City pisa no freio e volta de ré, com um novo elenco, novo universo e uma trama mais fiel aos games clássicos. A decisão, claro, motivou uma grande treta. A ideia de um reboot era discutida desde 2009, mas a confirmação só veio em maio de 2017 por Martin Moszkowicz, presidente da Constantin Films – a produtora dos filmes anteriores e dona dos direitos da franquia da Capcom.

Reboot de Resident Evil foi anunciado apenas meses após o último filme de Milla Jovovich, o que irritou a atriz

Para referência, o longa Resident Evil 6: O Capítulo Final havia chegado aos cinemas em janeiro daquele ano. Ou seja, na época do anúncio do reboot, Milla Jovovich estava fazendo entrevistas para promover o lançamento em mídia física de seu último filme. Apenas dois dias depois da notícia do reboot, a atriz deu uma declaração bastante ácida ao Comic Book:

Boa sorte com isso. Com essas franquias, muita gente costuma colocar os cavalos na frente da carroça, e isso é perigoso. Eles querem um reboot de Resident Evil há tempos, e olha: eu amo o mundo de Resident Evil. É uma franquia incrível, e eu faria o mesmo se fosse produtora.

 

O que faz Resident Evil ser tão especial é que as pessoas envolvidas realmente amavam o que estavam fazendo e os fãs dos jogos. Sugiro achar gente com essa mesma paixão antes de discutir um reboot. Nesse gênero as pessoas são muito sensíveis à falsidade. Há fãs legítimos de ficção científica, ação e terror, e eles não são idiotas. Eles conseguem sentir o cheiro de quando algo é feito com amor, e quando algo é feito só para monetizar uma oportunidade.

Isso, claro, não impediu o reboot de Resident Evil de continuar em desenvolvimento. Milla Jovovich e seu marido, o diretor Paul W.S. Anderson, seguiram no mundo de adaptações de games com Monster Hunter (2020), também baseado em um jogo da Capcom.

Dessa vez, as coisas não deram tão certo, e o projeto foi um fracasso de crítica – com 45% de aprovação no Rotten Tomatoes – e também de bilheteria, com míseros US$42 milhões de arrecadação mundial.

Qual a trama?

Novo filme vai combinar as tramas dos dois primeiros jogos de Resident Evil

O filme adapta simultaneamente o primeiro Resident Evil – mais especificamente o remake de 2002 – e também Resident Evil 2 (1998). A trama do primeiro acompanha uma equipe de agentes da S.T.A.R.S. investigando a Mansão Spencer em 1998.

O time é composto por Chris Redfield, Jill Valentine, Albert Wesker e Barry Burton, que adentram o local isolado nas Montanhas Arklay. Lá dentro, porém, descobrem que não só a mansão está repleta de mortos-vivos, criaturas e enigmas, mas que também é fachada para perigosos experimentos farmacêuticos.

Já o segundo game mostra o inevitável contágio quando o vírus escapa da Mansão Spencer, com a cidade vizinha de Raccoon City sofrendo uma rápida e caótica epidemia de mortos-vivos. No meio dessa confusão toda, Claire Redfield – irmã de Chris Redfield – investiga a Umbrella Corporation, de quem suspeita ter começado a infecção. Em sua jornada, ela acaba cruzando caminhos com Leon S. Kennedy, um policial novato cujo primeiro dia no departamento de polícia é marcado pelo surto do vírus.

O filme dará foco para Claire e Leon como protagonistas, mas desenvolverá ambos os eventos principais, com cenas na Mansão Spencer e nas ruas de Raccoon City.

Quem está no elenco do novo Resident Evil?

Quem lidera o elenco de Resident Evil: Bem-Vindo a Raccoon City é Kaya Scodelario. A atriz, filha de mãe brasileira com pai inglês, ficou conhecida por viver a jovem Effy na série Skins, Teresa nos filmes de Maze Runner, e ter estrelado o suspense Predadores Assassinos (2019). No filme, ela viverá Claire Redfield, cuja investigação à Umbrella Corporation acaba esbarrando em segredos perversos.

Avan Jogia será Leon S. Kennedy, policial novato que é forçado a se adaptar quando o apocalipse zumbi começa em Raccoon City logo em seu primeiro dia de expediente. O ator canadense começou sua carreira cedo, com papel recorrente na série infantojuvenil Brilhante Victória, e recentemente estrelou projetos como Now Apocalypse, Shaft (2019) e Zumbilândia: Atire Duas Vezes (2019).

Robbie Amell, o primo de Stephen Amell (Arrow), será Chris Redfield. O ator é conhecido por A Babá (2017), Code 8: Renegados (2019) e Upload (2020). Já seu personagem, além de ser irmão de Claire, é um agente da organização especial S.T.A.R.S. que se vê envolvido em algo macabro ao explorar os corredores da Mansão Spencer.

Hannah John-Kamen, atriz britânica conhecida por Tomb Raider: A Origem (2018), Homem-Formiga e a Vespa (2018) e Jogador Nº 1 (2018), viverá Jill Valentine. A personagem é parceira de Chris Redfield na S.T.A.R.S., e vivencia os horrores da Mansão Spencer em primeira mão ao lado da equipe. A personagem ficou ainda mais popular nos games quando protagonizou Resident Evil 3: Nemesis (1999).

Fechando o elenco principal, está Tom Hopper. O ator britânico é mais conhecido por interpretar Luther em The Umbrella Academy (coincidência?), mas também teve papéis em Game of Thrones e O Exterminador do Futuro: Destino Sombrio (2019). Ele viverá Albert Wesker, o capitão da S.T.A.R.S. que lidera a missão na Mansão Spencer – com suspeitas motivações secretas.

Quem é a equipe por trás do novo Resident Evil?

Johannes Roberts, diretor do novo filme de Resident Evil, no set de Os Estranhos: Caçada Noturna (2018)

O reboot de Resident Evil nos cinemas está em desenvolvimento há certo tempo. Em 2017, foi anunciado que o projeto seria produzido por James Wan, diretor de Invocação do Mal, Jogos Mortais e Maligno, com roteiro de Greg Russo, de Mortal Kombat (2021). Isso não durou muito tempo: James Wan pulou fora em dezembro de 2018, afirmando que sua versão foi cancelada, e expressando frustração com o anúncio prematuro.

No mesmo mês, foi revelado que o cineasta Johannes Roberts assumiria a função de diretor e roteirista. O cineasta inglês é conhecido dentro do gênero de terror pelos filmes Medo Profundo e também por Os Estranhos: Caçada Noturna (2018).

Novo filme de Resident Evil quer ser uma adaptação fiel e assustadora dos games

Em agosto de 2019, o diretor comentou ao Bloody Disgusting que foi ele quem sugeriu uma nova versão para o reboot, que o pessoal da Constantin Films adorou, e descreveu assim seu filme:

Será super assustador. Muito, muito assustador. E vamos voltar às raízes dos jogos.

Quando estreia o novo filme de Resident Evil?

 

Após alguns adiamentos por conta da pandemia da Covid-19, a estreia de Resident Evil: Bem-Vindo a Racoon City acontece em 24 de novembro nos cinemas.

Animado para o reboot? Gostava dos filmes de Milla Jovovich e Paul W.S. Anderson? Deixe tudo nos comentários abaixo, e aproveite para conferir nosso ranking da franquia Resident Evil nos cinemas, do pior ao melhor:

Imagem de perfil
sobre o autor Arthur Eloi

Repórter entusiasta de filmes ruins, jogos de tiro e de horror em todas as suas formas. Dá notas duvidosas para obras questionáveis • @ArthurEloi117