Capa da Publicação

Quarteto Fantástico: Sue Storm troca Reed Richards por Namor em HQ da Marvel

Por Arthur Eloi

Sue Storm e Reed Richards sempre foram o casal perfeito nas páginas de Quarteto Fantástico, mas uma nova HQ da Marvel mostra que o Senhor Fantástico pode não ser o par ideal para a Mulher Invisível. Na verdade, como mostra o quadrinho, talvez ela se dê melhor ao lado de Namor.

Para celebrar os 40 anos da Primeira Família da Marvel, a editora lançou a minissérie Fantastic Four: Life Story, que reconta a vida dos heróis em “tempo real”. A primeira edição (via Screen Rant) mostra a origem do grupo em 1961, como um esforço de John F. Kennedy, então-presidente dos EUA, de vencer a Guerra Fria com um novo satélite no espaço. A tecnologia dá errado, e os quatro protagonistas desenvolvem habilidades especiais na catástrofe.

A trama, porém, segue em ordem cronológica e bebe dos eventos do mundo real, então a segunda edição acontece na década de 1970. Nesse período, com o movimento feminista em alta, Sue Storm se vê decepcionada quando Reed Richards não leva em conta seus desejos e aspirações pessoais, forçando-a ao posto de mãe e dona de casa relutante. Com certo atrito entre os dois, ela conhece Namor durante uma festa e, pela criação diferenciada do príncipe submarino, se sente mais confortável e respeitada por ele. Assim, eventualmente Sue Storm troca Reed Richards por Namor na HQ.

Sue Storm trocou Reed Richards por Namor em HQ da Marvel (Créditos: Reprodução)

Resta saber como Richards lidará com o divórcio. Fantastic Four: Life Story é criação de Mark Russell, Sean Izaakse e Nolan Woodard, e terá um total de seis volumes que trarão os heróis até os dias de hoje. Dois já foram publicados nos Estados Unidos, mas ainda não há previsão de lançamento no Brasil.

Consegue imaginar Namor e Sue Storm como um casal? Deixe nos comentários abaixo! Aproveite e veja nossa lista de vilões do Quarteto Fantástico que queremos ver nos filmes da Marvel:

Imagem de perfil
sobre o autor Arthur Eloi

Repórter entusiasta de filmes ruins, jogos de tiro e de horror em todas as suas formas. Dá notas duvidosas para obras questionáveis • @ArthurEloi117