Capa da Publicação

Qual o papel de um produtor de cinema dentro de um filme?

Por Gus Fiaux

O cinema nunca foi tão pop quanto é atualmente. Se antes bastava esperar por um filme para então assisti-lo numa sala escura com várias pessoas, hoje acompanhamos todas as etapas de uma produção, ficando por dentro do que acontece em um set de filmagens a partir de notícias e sites especializados. E nesse meio, sempre surge uma ou outra dúvida a respeito dos vários núcleos que compõem uma produção.

Um grande exemplo disso é o produtor. Sempre presentes, eles poucas vezes são reconhecidos entre os fãs, mesmo sendo cruciais para que um filme saia do papel. Hoje, até temos produtores de grande destaque, como é o caso do Kevin Feige na Marvel Studios – mas ainda fica a pergunta: afinal, o que um produtor de cinema faz dentro de um filme? Aqui, esperamos responder essa dúvida!

Charles Roven, produtor da Warner que atua em filmes da DC.

Afinal, para que serve um produtor?

Embora fale-se muito no diretor, o grande supervisor de uma produção cinematográfica é, como o nome já indica, o produtor. Os níveis do trabalho variam de filme para filme – existem casos onde o produtor é chamado pelo diretor e precisa se adequar às suas demandas, bem como casos onde o estúdio define um produtor e ele precisa encontrar o diretor e o roteirista para um projeto. Ainda há casos onde um produtor encontra o roteiro perfeito e precisa montar sua equipe, ao mesmo tempo em que procura formas de viabilizar a produção através de parcerias ou de estúdios.

O produtor ainda pode ter uma produtora – que é como se fosse um “mini-estúdio”, que comanda um projeto em todas as suas fases – esse é o caso da Blumhouse, por exemplo, fundada por Jason Blum, ou da Monkeypaw, a produtora criada por Jordan Peele. Além do parecer técnico, o produtor pode influenciar na criação de um filme quando apresenta discordâncias com a visão artística do diretor.

Entre as tarefas do produtor estão: viabilizar contratos e permissões (como por exemplo para gravar em algum cenário específico, ou usar uma música famosa na trilha sonora), supervisionar a escolha de elenco as várias etapas de desenvolvimento de um filmelidar com o orçamento e questões financeirasproteger os direitos autorais e, em alguns casos, servir como a “ponte” entre o estúdio e um diretor. 

Sem um produtor, o filme não é feito. É ele quem auxilia desde a pré-produção até a distribuição do filme, seja nas salas de cinema ou no streaming. E um filme pode ter mais de um produtor – alguns em cargos menores, com tarefas menores. Há também o famoso produtor executivo, que é o responsável por “arranjar a grana”, enquanto o produtor tenta veicular esse dinheiro para todos os departamentos com o máximo de cautela e administração.

Por que é o produtor que recebe o Oscar de Melhor Filme?

Você já deve ter visto uma cerimônia do Academy Awards – o famoso Oscar – e ter se indagado: Por que o prêmio de Melhor Filme vai para o produtor e não para o diretor? 

A resposta é bem complexa. Existe casos em que um diretor também recebe a estatueta – mas isso acontece apenas quando ele também é produtor do próprio filme, como é o caso de Chloé Zhao, que dirigiu e produziu o mais novo ganhador da categoria, Nomadland. A ideia é simples: o diretor já tem seu prêmio (Melhor Diretor), então a estatueta de Melhor Filme vai para outro cargo.

Essa regra vem desde os primórdios de Hollywood, quando o produtor era o cargo mais alto da indústria de cinema. A ideia de que o diretor é a maior autoridade no set só surgiu a partir da década de 70, quando diretores começaram a se destacar tanto quanto suas produções, fazendo surgir a Teoria do Autor.

Porém, o produtor ainda é reconhecido na premiação por todo seu desempenho para fazer aquela obra virar filme. Na indústria, existem premiações paralelas para vários departamentos, o que inclui o PGA Awards – o prêmio do Sindicato dos Produtores. Eles são determinantes nos votos da Academia para o Oscar de Melhor Filme.

E quantos produtores podem receber estatuetas? Apenas três estatuetas são dadas no prêmio de Melhor Filme, para evitar custos desproporcionais. Porém, até seis produtores podem se candidatar à indicação – mas nesse caso, eles precisam ser divididos em grupos de dois. Nesse caso, com três grupos de dois produtores cada, uma estatueta é destinada a cada dupla.

Kevin Feige junto dos Irmãos Russo, diretores de Vingadores: Ultimato.

Qual a diferença do produtor para o diretor?

Essa é uma pergunta que sempre surge quando se fala sobre o papel do produtor em um filme. Muitos não sabem que existem diferenças bem grandes entre esse cargo e o diretor, já que ambos parecem ser entidades “absolutas” dentro do cinema… mas não é bem assim!

diretor é responsável por supervisionar toda a parte artística de um projeto. É ele quem precisa “harmonizar” diferentes departamentos em uma visão consolidada – figurinos, direção de arte, captação e edição de som, música, fotografia. Parte das incumbências de um diretor é servir como um maestro para que todas essas áreas possam ter uma unidade estética e combinar com a visão única.

O produtor, por outro lado, cuida da parte administrativa, quase como um grande gestor do projeto. Ele tem uma relação direta com o diretor e pode estar envolvido em núcleos que o diretor não está – como por exemplo, a distribuição e a manutenção dos direitos autorais. Ele também pode “segurar as rédeas” caso um filme saia muito dos eixos, controlando o diretor e a equipe técnica para não estourarem o orçamento.

E nas séries de TV?

No caso de séries, temos uma dinâmica um pouco diferente. Uma série pode ter um ou mais diretores. Na maioria esmagadora das produções, cada episódio tem um diretor diferente que pode dar sua visão sobre aquele universo. Porém, existe um produtor principal que supervisiona tudo e monta a “unidade” desse projeto. Esse produtor é chamado de showrunner e geralmente, ele também é roteirista, escrevendo alguns episódios ou então fornecendo a base da trama de uma temporada.

Além disso, há produtores menores que cuidam de tarefas menores dentro desse núcleo – assim como produtores executivos e filiados às emissoras, que ajudam a manter a série abaixo do teto de gastos do orçamento. Uma série pode perder seu showrunner entre as temporadas, e fica a cargo da emissora encontrar alguém para substitui-lo nessa função.

Abaixo, veja o calendário atualizado dos lançamentos da Marvel:

Imagem de perfil
sobre o autor Gus Fiaux

Formado em Cinema e Audiovisual pela UFPE. Crítico, roteirista e mago nas horas vagas. Wouldst thou like to live deliciously? || @gus_fiaux