Capa da Publicação

Power Rangers: Kimberly Hart, a Ranger Rosa, mostra ter o que é preciso para liderar a equipe em HQ

Por Melissa de Viveiros

Atenção: Alerta de Spoilers!

Os Power Rangers estão enfrentando tempos difíceis no mais volume 7 de Mighty Morphin. Na HQ, Lord Zedd conseguiu não somente tomar a Alameda dos Anjos, como conquistar apoio dos cidadãos locais, colocando o grupo em uma posição complicada. Tendo que enfrentar esses obstáculos, não é simples para eles decidir o que fazer. Apesar disso, uma Ranger não se deixa intimidar. Quando a equipe mais precisa, Kimberly Hart, mostra ser a melhor pessoa para assumir a liderança do grupo e sua grande esperança para reverter a terrível situação em que eles se encontram (via CBR).

Anteriormente, a história havia mostrado que as relações do grupo estavam passando por momentos tensos. Com Matthew Cook assumindo o papel de Ranger Verde, Tommy estava tendo dificuldades em superar sua própria insegurança, algo que afetou as interações entre os dois. Por sua vez, Kimberly estava tentando manter tudo funcionando, o que gerou desavenças entre ela e o antigo Ranger Verde.

Mais tarde, as desavenças vão além do que pareciam ser inicialmente, e ela precisa salvar Tommy quando ele enfrenta Matthew e Goldar. Graças à sua intervenção, o garoto é resgatado e enviado para a cidade em uma missão ao lado de Aisha e Zelya. Em seguida, Kimberly se vê diante das forças inimigas e decide se render em nome de todos os Rangers. Apesar de a decisão parecer pouco heróica, ela não é sem motivos. A realidade é que o grupo não teria como vencer esta luta, e ao se render eles conseguem a oportunidade de ter uma visão do que estava acontecendo dentro da Alameda dos Anjos.

Kimberly se rende em nome do grupo.

É exatamente o que acontece, já que eles são levados para os laboratórios de Grace Sterling. Ela e Matthew vinham trabalhando do mesmo lado dos heróis anteriormente, o que leva Kimberly a confrontá-los. A Ranger acusa a dupla de ser responsável por entregá-los para seus inimigos. A mulher, no entanto, argumenta que foram os Rangers que deixaram a Terra desprotegida em primeiro lugar. De acordo com ela, a cidade se encontra muito melhor sob influência de Zedd do que era sob Zordon.

A situação piora para a equipe quando aqueles que ainda estavam livres têm que enfrentar as forças do vilão. O grupo que se rendeu é forçado a assistir à batalha desigual através de monitores, não sendo capazes de auxiliar seus companheiros. Sabendo que não poderia convencer Grace a ajudar, a Ranger Rosa apela para Matthew, pedindo que ele faça algo. O garoto se mostra pouco útil, no entanto, respondendo apenas com desculpas. Isso enfurece a heroína, que o acusa de ser um covarde enquanto atinge o rosto do atual Ranger Verde com um soco.

A Ranger Rosa se irrita com as desculpas de Matthew.

Fica claro que estar cercada de inimigos não é o suficiente para intimidar Kimberly. Isso, no entanto, não é novidade para quem acompanha a trajetória da personagem. Ao longo de sua história, ela sempre se mostrou dedicada, determinada e pronta para assumir o comando caso seja preciso. Essas são exatamente as características que os Rangers precisam em um líder, principalmente diante de sua atual situação. Não importa o que o futuro trará, a heroína mostrou que estará pronta para enfrentar os desafios da melhor maneira possível, tomando decisões e fazendo de tudo para manter sua equipe unida e focada na missão.

O que achou do novo volume de Mighty Morphin? Comente!

Veja também:

Imagem de perfil
sobre o autor Melissa de Viveiros

Graduanda em Letras na UFMG. || What is infinite? The universe and the greed of men. || @windrunning_