Capa da Publicação

Por que Steve Carell saiu de The Office?

Por Arthur Eloi

The Office é uma das melhores e mais populares sitcoms do anos 2000, e o carinho pela série se mantém gigantesco mesmo oito anos após a sua conclusão. O motivo se dá pelo fluxo constante de novos fãs que descobrem o programa nas plataformas de streaming, e os veteranos sempre dão dois alertas aos novatos: as coisas melhoram demais depois da primeira temporada, e a qualidade cai um pouco quando Michael Scott (Steve Carell) deixa o seriado.

A saída de Scott, cujas piadas fora de hora e surpreendente humanidade moldam a obra, é um dos momentos mais marcantes e tristes do programa, mas um ponto que sempre levanta questões. Entenda abaixo o que motivou a decisão.

Quando Steve Carell saiu de The Office?

Quando uma partida desse nível acontece, é comum ver a desculpa de “diferenças criativas”, ou então o próprio intérprete afirmando que quer buscar “novos desafios”, mas o caso de Carell soa mais triste, já que relatos afirmam que o ator não queria ter saído de The Office.

Mas antes, é bom lembrar como isso acontece na série. A saída de Michael Scott acontece após ele pedir Holly Flax (Amy Ryan) em casamento, e se mudar com a esposa para o Colorado, EUA, já que ela precisa cuidar dos pais idosos. O último episódio do personagem é 22º da sétima temporada, chamado “Goodbye, Michael” e originalmente exibido em abril de 2011.

Mas sua partida é anunciada com alguns capítulos de antecedência, permitindo até que os funcionários da Dunder Mifflin preparem uma canção de despedida ao chefe – no caso, uma paródia de “Seasons of Love”, do musical Rent. Aliás, o número musical foi algo especial, já que a cena da série traz reações autênticas de Steve Carell, que foi surpreendido com a apresentação dos colegas e se emocionou.

Por que Steve Carell saiu de The Office?

O motivo da saída do ator é um pouco mais complicado. Em projetos duradouros como séries de TV, é comum que os contratos do elenco sejam de média duração, precisando de renovações ocasionais. Antes da sétima temporada, o contrato de Steve Carell estava chegando ao fim, mas o ator estava bem disposto a renovar, inclusive tendo instruído seu agente a conseguir essa oportunidade. A NBC, emissora responsável pelo programa, já não se mostrou tão interessada assim.

Em abril de 2010, um ano antes do episódio de despedida de Michael Scott, Steve Carell tornou pública sua preocupação, e afirmou em uma entrevista para a rádio da BBC que talvez a sétima temporada fosse a sua última. Segundo o operador de som Brian Wittle, que escreveu um livro sobre os bastidores da série (via Collider), o ator contou para ele que soltou a notícia quase que por acidente, mas que isso serviu para testar o interesse da NBC. No caso, a emissora simplesmente não o procurou e nem ofereceu nenhuma proposta para que ele ficasse no seriado, o que serviu como indicativo para Carell de que sua presença não importava muito. Assim, mesmo contra a sua vontade de ficar, Steve Carell deixou The Office na sétima temporada.

Antes de sair, Michael Scott se despediu de todos os funcionários da Dunder Mifflin

Mas por que a NBC não teria renovado o contrato do astro da série que era um sucesso de audiência? O motivo, segundo uma fala do produtor Randy Cordray no livro de Brian Wittle, está relacionado à chegada de Bob Greenblatt, que assumiu como presidente da emissora na época. Antes, quando The Office começou a ser exibida, o cargo era de Jeff Zucker, que ajudou o programa a crescer e virar um sucesso. Greenblatt, por sua vez, não curtia tanto o seriado, como explica Corday: “[Greenblatt] não era tão chegado em The Office quanto nós queríamos que ele fosse. Ele desmereceu The Office como irrelevante.

No fim das contas, a história dos bastidores apenas deixa a saída de Steve Carell mais emotiva, já que foi causada por um cabo de guerra desnecessário, sendo que o ator estava disposto a ceder o seu lado. No mesmo livro, o produtor Randy Cordray explica como Carell estava se sentindo quando chegou a hora de dar adeus:

Ele falou que queria fazer mais episódios e que não queria sair, não entendia a situação. É um absurdo como tudo se desenrolou, e me sinto mal porque as pessoas acham que ele deixou a série por vontade própria, o que definitivamente não é verdade. Estou falando a verdade, eu estava lá. Ele realmente queria ficar, e isso devastou todos nós porque ele era o coração da série.

Todas as nove temporadas de The Office, originalmente exibidas entre 2005 e 2013, podem ser encontradas nos catálogos do Amazon Prime Video, Paramount+, NOW e Oi Play.

Aproveite e veja nossa lista dos 15 melhores episódios de The Office:

Imagem de perfil
sobre o autor Arthur Eloi

Repórter entusiasta de filmes ruins, jogos de tiro e de horror em todas as suas formas. Dá notas duvidosas para obras questionáveis • @ArthurEloi117