Capa da Publicação

Patty Jenkins, diretora de Mulher-Maravilha, critica filmes feitos para streaming

Por Leo Gravena

Patty Jenkins é uma das diretoras mais requisitadas atualmente, depois de ter dirigido Mulher-Maravilha e sua sequência, ela está envolvido em vários grandes projetos, como Star Wars: Rogue Squadron, Cleopatra Mulher-Maravilha 3, porém ela pode ter acabado com suas chances de trabalhar com serviços grandes de streaming após comentários dizendo que filmes dos serviços não parecem ser filmes de verdade.

Durante uma participação em um painel da CinemaCon (via The LA Times), a diretora falou sobre o fato de Mulher-Maravilha 1984 ter sido o primeiro filme grande na pandemia a ter tido um lançamento simultâneo no streaming e nos cinemas, idealizado pela Warner Bros, em uma estratégia que se tornou a norma para a empresa em 2021. Jenkins não escondeu que não gostou da decisão e preferia ter esperado para o longa ser lançado apenas nos cinemas, mas ao falar sobre o que acha de lançamentos nos streamings, acabou dizendo que eles parecem ser “filmes falsos”.

Sobre o lançamento simultâneo no streaming e nos cinemas, ela disse:

“Eu acho que esse é um período interessante no tempo, porque essa pandemia nos afetou bem no momento em que já estávamos debatendo isso de qualquer forma. Tem sido muito fácil para as pessoas usarem a pandemia como um argumento a favor de algo que parte da indústria já estava tentando fazer, que é o lançamento simultâneo. A verdade é, eu acho que existe um grande mal-entendido na indústria cinematográfica tem um bom tempo. Na minha visão, a indústria do cinema está crescendo e pode sempre estar crescendo se tiver conteúdo diverso, apelo para todos os públicos e ser uma experiência maravilhosa”. 

 

“Na minha vida, eu vi a diversidade de conteúdo diminuir. Você pode ter seis cinemas na cidade, até mesmo em Los Angeles, e eles tão todos exibindo os mesmos três filmes. Qualidade das telas diminuiu. Eu diria que 80% das vezes que vou ao cinema, o volume está no 6 ou no 5. A indústria do streaming provou que não é verdade que adultos não querem ir ver dramas, que as pessoas não querem ver documentários. Eles querem ver essas coisas. Eu vou lutar ao seu lado para manter meus filmes uma experiência de cinema e estou animada para retornar a indústria do cinema no outro lado disso”.

A parte mais polêmica, contudo, veio depois, quando no painel o presidente de distribuição doméstica da Paramount Pictures, Chris Aronson, disse: “Eu digo que se você coloca um filme na TV, não importa para o que originalmente ele foi feito, ele vira um filme de TV. Coloque no cinema e vira um filme”, para o que Jenkins respondeu:

“E a propósito, vocês não estão vendo? Todos os filmes que os serviços de streaming estão fazendo, sinto muito, eles parecem filmes falsos para mim. Eu não ouço falar deles, eu não leio sobre eles. Não está funcionando como um modelo para estabelecer grandeza lendária”. 

Patty Jenkins não gostou que Mulher-Maravilha 1984 tenha saído no streaming

Aproveite e confira também:

Imagem de perfil
sobre o autor Leo Gravena

Editor | @LeoGravena
"...It was never going to be okay..."