Capa da Publicação

Por que Pantera Negra foi um sucesso?

Por Arthur Eloi

Para a Fase 4, a Marvel tem nas mãos o enorme desafio de entregar uma sequência de Pantera Negra sem o seu astro principal, visto que Chadwick Boseman faleceu repentinamente em agosto de 2020, em decorrência de um câncer de cólon.

Por mais que Kevin Feige, o presidente da Marvel Studios, já tenha dado algumas declarações sobre como a continuação será abordada, esse momento de espera é bom para revisitar a obra original, e entender de vez o que consagrou o primeiro filme.

Por que Pantera Negra foi um sucesso tão grande?

Chadwick Boseman conquistou como T’Challa logo na sua primeira aparição em Capitão América: Guerra Civil (2016)

Os fãs das HQs já eram familiarizados com o Pantera Negra, mas o herói ganhou uma introdução de peso nas telas do Universo Cinematográfico da Marvel. T’Challa (Chadwick Boseman) foi originalmente apresentado em Capitão América: Guerra Civil (2016), inicialmente só como o filho de T’Chaka (John Kani), o rei de uma elusiva nação africana chamada Wakanda. O problema aparece quando, por culpa da Feiticeira Escarlate (Elizabeth Olsen) e do Capitão América (Chris Evans), o rei é assassinado em um ataque terrorista. Por conta disso, T’Challa se vê na obrigação de assumir o manto do Pantera Negra, o protetor de Wakanda, para vingar a morte de seu pai.

T’Challa conquistou logo de cara pela força de Chadwick Boseman, que entregou atuação cheia de carisma e emoção. Após essa estreia de peso, em 2018 foi a vez do Pantera Negra ganhar um filme próprio, e todos os detalhes da obra são impressionantes. Na era em que há enorme demanda por filmes de cineastas negros, o longa reuniu uma equipe absurdamente talentosa.

Pantera Negra foi escrito e dirigido por Ryan Coogler, que já havia mostrado sua força em Fruitvale Station: A Última Parada (2013) e Creed (2015). Para interpretar o vilão Killmonger, o cineasta trouxe seu prodígio, Michael B. Jordan, astro de seus dois maiores sucessos até então. O resto do elenco não decepcionou, com nomes como Daniel Kaluuya (Corra!, Black Mirror), Lupita Nyong’o (Nós), Danai Gurira (The Walking Dead), Winston Duke (Nós), Sterling K. Brown (This is Us), Letitia Wright (Black Mirror), Angela Bassett (Contato), Forest Whitaker (Star Wars: Rogue One), entre muitos outros.

Tudo se alinhou. Com um cineasta muito habilidoso, e um elenco fenomenal, Pantera Negra conquista pela estética afro futurista ousada, pelas discussões que levanta, pelas ótimas cenas de ação, e pela marcante trilha sonora de Ludwig Göransson, compositor que é um frequente parceiro de Childish Gambino (ou Donald Glover, de Community).

O quão grande foi o sucesso de Pantera Negra?

Queridinho de Ryan Coogler, Michael B. Jordan como Killmonger foi um acerto, e até hoje é um dos vilões mais memoráveis do MCU

Para esclarecer, Pantera Negra é o maior filme solo da Marvel. Isso é válido para a recepção crítica, com o longa ocupando o primeiro lugar de todo o MCU no Rotten Tomatoes, onde tem uma impressionante nota de 96% de aprovação dos críticos; e também para a bilheteria. Durante o tempo que ficou em cartaz, Pantera Negra conquistou US$700 milhões no mundo todo.

Assim, em termos financeiros, o filme só fica atrás de Vingadores: Ultimato (2019), mas ainda passa na frente de todos os outros capítulos da reunião dos heróis, com Vingadores: Guerra Infinita (2018), Os Vingadores (2012) e Vingadores: Era de Ultron (2015) vindo logo em seguida. Isso também significa que Pantera Negra está acima de todos os outros filmes solo da Marvel, como as obras do Capitão América e do Homem de Ferro.

Pantera Negra é um sucesso por demonstrar na prática a necessidade de mudança em Hollywood, com produção e elenco repletas de artistas negros que enfim puderam brilhar e mostrar seus enormes talentos. Por enquanto, ainda não há muitos detalhes de como a sequência será conduzida, especialmente com a enorme ausência de Chadwick Boseman.

É certo que a Marvel entende a responsabilidade que carrega, e o resultado disso poderá ser conferido quando Pantera Negra: Wakanda Forever chegar aos cinemas em 8 de julho de 2022.

Aproveite e confira todas as referências e easter eggs do segundo episódio de What If…?, animação da Marvel que marca o último trabalho de Chadwick Boseman como T’Challa:

Imagem de perfil
sobre o autor Arthur Eloi

Repórter entusiasta de filmes ruins, jogos de tiro e de horror em todas as suas formas. Dá notas duvidosas para obras questionáveis • @ArthurEloi117