Capa da Publicação

Oscar 2021: Previsões, onde assistir e mais

Por Melissa de Viveiros

A edição de 2021 dos Oscars está chegando, após a premiação precisar passar por algumas adaptações devido à pandemia. A cerimônia, que normalmente ocorreria antes, acontecerá apenas em abril, e até o período para que os filmes fossem elegíveis à disputa foram modificados. Ainda assim, apesar dos cinemas fechados e da descrença de muitos de que teríamos bons filmes em um período tão complicado para produzi-los e lançá-los, filmes de qualidade encontraram maneiras de chegar ao público, seja por meio do streaming, do on demand, ou mesmo de exibições limitadas em cinemas que permitiram isso.

Com os concorrentes oficialmente anunciados, é hora de se preparar para o grande evento, ficando em dia com os filmes, descobrindo quando e onde assistir a premiação, bem como decidindo em quem apostar. Aqui, você vai ficar por dentro de tudo sobre o Oscar 2021!

Quando será a cerimônia?

Este ano, o Oscar ocorrerá em Abril por conta de adiamentos.

O Oscar 2021 acontecerá no dia 25 de abril, um domingo como é costume da premiação, começando às 9 da noite. Como é comum no evento, a cobertura do tapete vermelho começará mais cedo. Diferente de outras grandes premiações recentes, o evento acontecerá de maneira inteiramente presencial, isto é, com apresentadores e indicados no local, que será o Teatro Dolby, em Hollywood.

Enquanto a cerimônia do Emmy, por exemplo, foi feita de maneira híbrida, com os indicados participando apenas à distância, a Academia se recusou a adotar o formato. Assim, existe a possibilidade de que alguns dos indicados não estejam presentes durante a cerimônia, por defenderem o distanciamento social.

Onde vou poder assistir ao Oscar?

O evento é exibido pela emissora ABC, que não está disponível no Brasil. Aqui, a transmissão oficial da cerimônia é feita pelo canal de TV por assinatura TNT, que possibilita que o Oscar seja assistido pela televisão ou por streaming, através do site TNT Go e do aplicativo da emissora. Outro canal para quem tem acesso à TV à cabo que faz a cobertura do evento é o E!, começando a partir do tapete vermelho.

Na TV aberta, a cerimônia é habitualmente coberta pela Rede Globo, que começa a transmitir o evento após o Big Brother Brasil. Além disso, o Globoplay disponibilizou uma transmissão aberta ao público no ano passado, e espera-se que o mesmo aconteça este ano.

Os concorrentes nas categorias principais deste ano

Mank, com Amanda Seyfried e Gary Oldman, foi o filme com maior número de indicações este ano.

Oito filmes irão concorrer ao Oscar de Melhor Filme este ano, sendo eles Meu Pai do diretor Florian Zeller, Judas e o Messias Negro de Shaka King, O Som do Silêncio de Darius Marder, Os 7 de Chicago, dirigido por Aaron Sorkin, Minari do diretor Lee Isaac Chung, Nomadland de Chloé Zhao, Bela Vingança da diretora Emerald Fennell, e Mank, dirigido por David Fincher. Este último se tornou o filme mais indicado da edição, concorrendo em dez categorias no total.

As categorias de Melhor Ator e Atriz têm cinco concorrentes cada. Na primeira, a disputa ficou entre Riz Ahmed, por seu papel em O Som do Silêncio, Anthony Hopkins por sua atuação em Meu Pai, Gary Oldman por Mank, Steven Yeun por Minari e Chadwick Boseman, que recebeu uma indicação póstuma por sua atuação em A Voz Suprema do Blues. Yeun, muito conhecido por seu papel como Glenn na série The Walking Dead, se tornou o primeiro ator asiático-americano a concorrer na categoria de Melhor Ator.

Já as concorrentes a Melhor Atriz este ano são Viola Davis, que assim como Boseman concorre por sua atuação no filme A Voz Suprema do Blues, Andra Day por The United States vs. Billy HollidayVanessa Kirby por sua atuação em Pieces of a WomanFrances McDormand por NomadlandCarey Mulligan por seu papel em Bela Vingança.

Na categoria de Melhor Direção, todos os indicados, exceto Thomas Vinterberg, concorrem por filmes que também competem pelo maior prêmio da noite, em Melhor Filme. Vinterberg concorre por sua direção no filme Another Round com David Fincher, Lee Isaac Chung, Chloé Zhao e Emerald Fennell sendo os outros quatro indicados.

Em relação ao prêmio de Melhor Roteiro Original, todos os concorrentes também foram indicados a Melhor Filme. Judas e o Messias Negro, escrito por Will Berson, Shaka King, Keith Lucas e Kenneth Lucas, Minari, de Lee Isaac Chung, Bela Vingança, escrito por Emerald Fennell, O Som do Silêncio, de Abraham Marder, Darius Marder e Derek Cianfrance, além de Os 7 de Chicago, escrito por Aaron Sorkin, são os indicados ao prêmio.

Quando se trata de Melhor Roteiro Adaptado, alguns filmes que não concorrem ao prêmio principal também foram indicados: Borat: Fita de Cinema Seguinte, escrito por Peter Baynham, Sacha Baron Cohen, Jena Friedman, Anthony Hines, Lee Kern, Dan Mazer, Nina Pedrad, Erica Rivinoja e Dan Swimer, bem como Uma Noite em Miami, de Kemp Powers, e O Tigre Branco, feito por Ramin Bahrani competirão com Meu Pai, de Christopher Hampton e Florian Zeller, e Nomadland, escrito e dirigido por Chloé Zhao.

A lista de indicados em outras categorias

Você pode conferir todos os outros concorrentes da edição de 2021 na lista abaixo:

Melhor Atriz Coadjuvante

Maria Bakalova, por “Borat: Fita de Cinema Seguinte”
Glenn Close, por “Era Uma Vez um Sonho”
Olivia Colman, por “Meu Pai”
Amanda Seyfried, por “Mank”
Yuh-Jung Youn, por “Minari”

Melhor Ator Coadjuvante

Sacha Baron Cohen, por “Os 7 de Chicago”
Daniel Kaluuya, por “Judas e o Messias Negro”
Leslie Odom Jr., por “Uma Noite em Miami”
Paul Raci, por “O Som do Metal”
Lakeith Stanfield, por “Judas e o Messias Negro”

Melhor Animação

“Dois Irmãos: Uma Jornada Fantástica” (Pixar)
“A Caminho da Lua” (Netflix)
“Shaun, o Carneiro, o Filme: A Fazenda Contra-Ataca” (Netflix)
“Soul” (Pixar)
“Wolfwalkers” (Apple TV Plus/GKIDS)

Melhor Filme Internacional

“Another Round” (Dinamarca)
“Better Days” (Hong Kong)
“Collective” (Romênia)
“The Man Who Sold His Skin” (Tunísia)
“Quo Vadis, Aida?”(Bósnia e Herzegovina)

Melhores Efeitos Visuais

“Problemas Monstruosos”, Matt Sloan, Genevieve Camilleri, Matt Everitt e Brian Cox 
“O Céu da Meia-Noite”, Matt Kasmir, Chris Lawrence, Dave Watkins e Max Solomon
“Mulan”, Sean Faden, Anders Langlands, Seth Maury e Steve Ingram
“O Grande Ivan”, Nick Davis, Greg Fisher, Ben Jones e Santiago Colomo Martinez
“Tenet”, Andrew Jackson, Andrew Lockley, Scott R. Fisher e Mike Chambers

Melhor Figurino

“Emma”, Alexandra Byrne
“Mank”, Trish Summerville
“A Voz Suprema do Blues”, Ann Roth
“Mulan”, Bina Daigeler
“Pinóquio”, Massimo Cantini Parrini

Melhor Trilha Sonora

“Destacamento Blood”, Terence Blanchard
“Mank”, Trent Reznor, Atticus Ross
“Minari”, Emile Mosseri
“Relatos do Mundo”, James Newton Howard
“Soul”, Trent Reznor, Atticus Ross, Jon Batiste

Melhor Canção Original

“Fight for You”, “Judas e o Messias Negro”
“Hear My Voice”, “Os 7 de Chicago”
“Húsavík”, “Festival Eurovision da Canção: A Saga de Sigrid e Lars”
“Io Si (Seen)”, “Rosa e Momo”
“Speak Now”, “Uma Noite em Miami”

Melhor Cabelo e Maquiagem

“Emma”, Marese Langan
“Era uma Vez um Sonho”, Eryn Krueger Mekash, Patricia Dehaney e Matthew Mungle
“A Voz Suprema do Blues”, Matiki Anoff, Mia Neal e Larry M. Cherry
“Mank”, Kimberley Spiteri e Gigi Williams
“Pinóquio”, Dalia Colli, Anna Kieber, Sebastian Lochmann e Stephen Murphy

Melhor Fotografia

“Judas e o Messias Negro”, Sean Bobbitt
“Mank”, Erik Messerschmidt
“Relatos do Mundo”, Dariusz Wolski
“Nomadland”, Joshua James Richards
“Os 7 de Chicago”, Phedon Papamichael

Melhor Edição e Montagem

“Meu Pai”, Yorgos Lamprinos
“Nomadland”, Chloé Zhao
“Bela Vingança”, Frédéric Thoraval
“O Som do Silêncio”, Mikkel E.G. Nielsen
“Os 7 de Chicago”, Alan Baumgarten

Melhor Som

“Greyhound: Na Mira do Inimigo”, Odin Benitez, Jason King, Christian P. Minkler, Michael Minkler e Jeff Sawyer
“Mank”, Ren Klyce, Jeremy Molod, David Parker, Nathan Nance e Drew Kunin
“Relatos do Mundo”, John Pritchett, Mike Prestwood Smith, William Miller, Oliver Tarney e Michael Fentum
“Soul”, Coya Elliott, Ren Klyce, David Parker e Vince Caro
“O Som do Silêncio”, Phillip Bladh, Nicolas Becker, Jaime Baksht, Michelle Couttolenc, Carlos Cortés e Carolina Santana

Melhor Design de Produção

“Meu Pai”, Peter Francis e Cathy Featherstone
“A Voz Suprema do Blues”, Mark Ricker, Karen O’Hara e Diana Stoughton
“Mank”, Donald Graham Burt e Jan Pascale
“Relatos do Mundo”, David Crank e Elizabeth Keenan
“Tenet”, Nathan Crowley e Kathy Lucas

Melhor Documentário

“Collective”,  Alexander Nanau e Bianca Oana
“Crip Camp” Nicole Newnham, Jim LeBrecht e Sara Bolder
“The Mole Agent” Maite Alberdi e Marcela Santibáñez
“My Octopus Teacher” Pippa Ehrlich, James Reed e Craig Foster
“Time” Garrett Bradley, Lauren Domino e Kellen Quinn

Melhor Curta Metragem – Live-action

“Feeling Through”
“The Letter Room”
“The Present”
“Two Distant Strangers”
“White Eye”

Melhor Curta Metragem – Animação

“Toca” (Disney Plus/Pixar)
“Genius Loci” (Kazak Productions)
“If Anything Happens I Love You” (Netflix)
“Opera” (Beasts and Natives Alike)
“Yes-People” (CAOZ hf. Hólamói)

Melhor Curta Metragem – Documentário

“Colette” (Time Travel Unlimited)
“A Concerto Is a Conversation” (Breakwater Studios)
“Do Not Split” (Field of Vision)
“Hunger Ward” (MTV Documentary Films)
“A Love Song for Latasha” (Netflix)

Indicações históricas

Chloé Zhao fez história com suas indicações este ano. Para quem não se lembra, a diretora também será responsável pela produção Os Eternos, da Marvel.

Como mencionado anteriormente, a edição de 2021 do Oscar contou com alguns indicados fazendo história, entre eles Steven Yeun, por ser o primeiro ator asiático-americano a concorrer na categoria principal, enquanto Riz Ahmed será o primeiro ator muçulmano a disputar o prêmio de Melhor Ator.

No entanto, esta não foi a única categoria a se destacar quando se trata de indicações históricas: esta será a primeira edição em que duas diretoras, Chloé Zhao e Emerald Fennell, concorrerão ao prêmio de melhor direção. Além disso, Zhao se tornou a primeira mulher não-branca a ser indicada na categoria, e a primeira mulher a receber quatro indicações no mesmo ano.

O ano também se mostrou excelente para as plataformas de streaming, responsáveis por diversas indicações. A Netflix, que no ano passado conseguiu 24 indicações, este ano recebeu 35, dominando a competição. Dois dos concorrentes a Melhor Filme foram lançados pela empresa, sendo eles Os 7 de Chicago e Mank, que é um dos favoritos e o filme com mais indicações.

Previsões e esnobados nas principais categorias

Delroy Lindo foi considerado um dos maiores esnobados do Oscar deste ano por seu papel em Destacamento Blood.

Na categoria de Melhor Filme, as apostas estão principalmente em Nomadland, da diretora Chloé Zhao. Apesar de não ter sido o mais indicado, o filme é o favorito para ganhar o prêmio, embora tenha concorrentes fortes. Mank, de David Fincher, é o principal deles, sendo a produção com maior número de indicações este ano, com Minari, de Lee Isaac Chung, sendo outro concorrente forte. Ainda assim, Nomadland não só ganhou diversos prêmios como é o mais apontado como possível vencedor.

Três filmes foram citados como os maiores esnobados da categoria: Destacamento Blood, dirigido por Spike Lee, A Voz Suprema do Blues, de George C. Wolfe, que foi indicado para ambos os principais prêmios de atuação, e Uma Noite em Miami, da diretora Regina King. Todos foram produções que se destacaram, inclusive participando de outras premiações que geralmente são termômetros para o Oscar, mas não conseguiram uma indicação no evento de fato.

Zhao também é a grande aposta para levar o prêmio de Melhor Direção, sendo a única pessoa na categoria que já era quase certo que concorreria ao prêmio. Assim, é possível que Nomadland conquiste dois grandes prêmios, sendo um dos destaques da noite. Já os maiores esnobados na categoria foram Regina King e Aaron Sorkin, este último que inclusive dirigiu um dos concorrentes a Melhor Filme, mas foi deixado de lado a favor do diretor Thomas Vinterberg, único na categoria que concorre apenas ao prêmio de Direção.

Os 7 de Chicago é o favorito quando se trata do Melhor Roteiro Original, embora Bela Vingança seja um concorrente à altura. No quesito Roteiro Adaptado, Nomadland é a aposta mais uma vez, sendo favorito em todas as categorias que está concorrendo.

Soul, da Pixar, era uma das grandes apostas para a categoria de Roteiro Original, mas acabou não sendo indicado. Apesar disso, o filme deverá ser o vencedor do Oscar de Melhor Animação este ano, levando mais um prêmio para o estúdio, que já venceu na categoria diversas vezes.

Soul deverá ser o grande vencedor do prêmio de Melhor Animação.

Na categoria de Melhor Ator, Chadwick Boseman é o favorito para levar o prêmio. Além de sua performance em A Voz Suprema do Blues se destacar por si só, a indicação póstuma do ator parece indicar que ele será o vencedor, tal qual ocorreu no Globo de Ouro. Apesar disso, Riz Ahmed e Steven Yeun também são considerados fortes concorrentes. DelRoy Lindo, que atuou em Destacamento Blood ao lado de Boseman, foi o grande esnobado da categoria, não apenas durante o Oscar como ao longo de todas as premiações este ano, embora tenha atuado brilhantemente no filme.

As concorrentes pelo prêmio de Melhor Atriz estão em uma disputa acirrada, que trouxe filmes com atuações brilhantes. Viola Davis em A Voz Suprema do Blues, Carey Mulligan por Bela Vingança e Frances McDormand por Nomadland todas tem grandes chances de levar a estatueta para casa. Ainda assim, McDormand é a favorita para o prêmio, tendo sido surpreendente que a atriz não tenha levado o prêmio no Globo de Ouro.

Daniel Kaluuya deve levar o prêmio de Melhor Ator Coadjuvante por seu papel em Judas e o Messias Negro, enquanto Olivia Colman é a favorita para vencer na categoria de Melhor Atriz Coadjuvante. Nesta última categoria, Jodie Foster foi considerada a grande esnobada, principalmente após sua vitória no Globo de Ouro.

Quais são suas apostas para o Oscar 2021?

Enquanto o evento deste ano não começa, relembre os melhores momentos do Oscar do ano passado aqui:

Imagem de perfil
sobre o autor Melissa de Viveiros

Graduanda em Letras na UFMG. || Mais obcecada pela lore de WoW do que é saudável. || @windrunning_