O Senhor dos Anéis: Peter Jackson foi pressionado a matar um dos hobbits

Capa da Publicação

O Senhor dos Anéis: Peter Jackson foi pressionado a matar um dos hobbits

Por Camila Sousa

A trilogia de O Senhor dos Anéis foi um sucesso de público e crítica, adaptando os livros de J.R.R. Tolkien. Ao longo dos filmes, Peter Jackson fez algumas mudanças para adaptar a trama – como colocar Laracna em O Retorno do Rei, mas por pouco as mudanças não foram ainda maiores.

Em entrevista ao podcast do IGN (via Comic Book), Dominic Monaghan afirmou que o estúdio fez pressão para Peter Jackson matar um dos hobbits no último longa. Monaghan, aliás, acredita que Merry seria o escolhido:

“É muito bom que não tenha acontecido, porque teria sido eu. Definitivamente teria sido. De forma alguma eles matariam Frodo ou Sam, e os que sobram são Merry e Pippin. Eles não matariam o Pippin porque ele tem uma história realmente forte com Gandalf. Com certeza teria sido eu. Acho que Peter, de forma muito certa, pensou ‘esse é uma obra escrita de forma brilhante e precisamos ficar próximos ao texto’. Então ele se manteve firme e sou grato por isso não ter acontecido”.

Um dos hobbits não iria sobreviver

Em O Retorno do Rei, Merry e Pippin seguem caminhos diferentes e o personagem de Monaghan vai para a batalha ao lado de Éowyn, como um escudeiro de Rohan. De várias formas, ele é uma das inspirações para a jovem ter coragem de realizar o desejo de lutar na guerra – mesmo disfarçada.

O universo da Terra-média voltará às telas em breve, dessa vez com uma série produzida pela Amazon. A ideia não é fazer um reboot dos filmes, mas sim contar uma história anterior do local, incluindo a ascensão de Sauron e a Forja dos Anéis de Poder.

E você, acha que um dos hobbits deveria ter morrido no filme? Comente abaixo e veja também:

Imagem de perfil
sobre o autor Camila Sousa

Jornalista por formação e nerd por natureza. Fã de diversos mundos fantásticos por aí e criadora do podcast Podcakes | @cakes_sousa no Twitter e Instagram