Mulher-Leopardo: Tudo sobre as origens da vilã nos quadrinhos

Capa da Publicação

Mulher-Leopardo: Tudo sobre as origens da vilã nos quadrinhos

Por Gus Fiaux

Recentemente, Mulher-Maravilha 1984 trouxe para as telonas uma das maiores inimigas de Diana Prince. No filme, vemos Barbara Ann Minerva passando de uma arqueóloga dócil e excêntrica a uma fera completamente insana, corrompida pelo poder e pela ideia de que todos os seus desejos podem se transformar em realidade. Porém, a personagem possui origens bem diferentes nos quadrinhos.

Enquanto o título de Mulher-Leopardo já foi passado diversas vezes para várias personagens diferentes (como Priscilla Rich, Deborah Domaine e até mesmo um homem, Sebastian Ballesteros), Barbara sempre foi a mais famosa e mais importante. Por isso, resolvemos dedicar esse artigo a explorar um pouco de suas várias origens nas HQs e como elas diferem do que foi visto no mais novo filme do Universo Estendido da DC!

Barbara Ann Minerva antes dos Novos 52

Criada por Len Wein George Pérez nas páginas de Wonder Woman (Vol. 2) #7, publicada em agosto de 1987, Barbara Ann Minerva veio para se tornar uma grande inimiga da Mulher-Maravilha nas HQs. Originalmente, ela era retratada como uma mulher egoísta, neurótica e extremamente ambiciosa, que acaba se tornando arqueóloga e parte em uma expedição à África, onde visita um vilarejo protegido por um guardião que toma a forma de um guepardo (lembrando que, originalmente, Cheetah significa guepardo e não leopardo, como foi traduzido no Brasil).

Ao chegar lá, ela se depara com um grupo de mercenários, que assassinam o guardião-guepardo e parte da equipe de expedição que ia com Barbara. Isso faz com que a arqueóloga britânica busque, junto de um xamã da tribo, a ajuda de Urzkartaga, um deus-planta que dava os poderes aos guardiões-guepardo. Barbara toma uma poção feita com sangue humano e frutas silvestres, o que faz com que ela se transforme na Mulher-Leopardo.

Essa é a origem da personagem antes do reboot dos Novos 52. Ao longo dos anos, ela descobre Diana Prince por ter um interesse no Laço da Verdade da heroína (como arqueóloga, ela gostava de guardar e colecionar artefatos históricos e místicos). De início, as duas brigam por isso, mas aos poucos a dinâmica entre elas vai ficando cada vez mais pessoal, de modo que a Mulher-Leopardo se transforma no nêmese pessoal de Diana.

 

A Mulher-Leopardo nos Novos 52

Com a saga Ponto de Ignição, a DC fez um grande reboot e reformulou todos os seus personagens no que ficou conhecido como os Novos 52. A Mulher-Leopardo então ganhou uma nova origem que parece ter servido como a base principal para Mulher-Maravilha 1984 (embora com diversas discrepâncias). Aqui, descobrimos que Barbara Ann Minerva costumava ser uma grande aliada de Diana Prince.

Basicamente, Minerva estava sempre ajudando a heroína a identificar e registrar relíquias históricas. Além disso, ela teve uma criação bem similar a Diana, já que também cresceu em uma comunidade habitada apenas por mulheres. Tudo começa a ruir, no entanto, quando ela entra em conta com uma adaga das amazonas, com a qual ela se corta acidentalmente.

Assim, Minerva fica possuída pela Deusa da Caça e assume os aspectos híbridos entre humana e animal, com grande força física e a capacidade de transformar outros em seres como ela. Nessa versão, a personagem representa o que aconteceria se a Mulher-Maravilha fosse corrompida por seus instintos mais violentos e primitivos, um tema bem frequente nas histórias dos Novos 52. 

O Renascimento de Minerva

Durante o Renascimento, alguns personagens ganharam origens atualizadas, e esse foi o caso da vilã. Em sua nova origem (que parece uma fusão das origens anteriores com elementos novos), Barbara Ann Cavendish sempre foi fissurada por mitos e lendas, mesmo contra as vontades de seu pai, um homem sério e prático. Ela muda seu sobrenome para Minerva para poder honrar sua falecida mãe, e se torna uma brilhante pesquisadora e arqueóloga.

Ela parte em busca das Amazonas e, quando Diana Prince se revela ao mundo, é Barbara que decide ajudá-la a aprender inglês e os costumes da vida nos Estados Unidos. Porém, sua sede por mais conhecimento acaba a levando a um lugar sombrio, onde ela encontra o deus Urzkartaga e quase se casa com ele – antes de ser impedida por Diana. Porém, tudo isso faz com que ela passe por uma brutal transformação e vire a Mulher-Leopardo.

Com ódio por ter sido transformada em uma criatura bem mais apavorante, canibal e extremamente violenta, Barbara se torna uma grande inimiga de Diana, inclusive se aliando a outros inimigos da heroína. Eventualmente, as duas se reconciliam e até partem em algumas missões juntas, mas em histórias mais recentes, a amizade é abalada novamente e ela se junta à Legião do Mal criada por Lex Luthor. 

A vilã de Mulher-Maravilha 1984

Em Mulher-Maravilha 1984, conhecemos uma Barbara Ann Minerva tímida e excêntrica, que não possui muitos amigos mas acaba se afeiçoando a Diana Prince, sem saber que ela é a Mulher-Maravilha. Seu mundo vira de ponta-cabeça quando ela conhece Max Lord, um homem poderoso que usa a Pedra dos Sonhos para conceder os desejos mais profundos de qualquer pessoa.

Inicialmente, Barbara quer ser uma mulher mais autoconfiante e descolada, mas acaba ficando corrompida por esse sentimento. Após alguns conflitos com Diana, ela decide que quer ter um poder tão grande quanto sua antiga aliada, e graças aos dons da Pedra dos Sonhos, acaba se transformando na Mulher-Leopardo, algo que não é muito bem desenvolvido ou explicado pelo roteiro do filme.

Essa versão da personagem parece beber de várias fontes e, ao mesmo tempo, tenta criar algo novo em cima da vilã. Infelizmente, é uma figura que não foi bem explorada e que é facilmente derrotada por Diana. Seria bem interessante ver essa versão da personagem sendo trabalhada novamente em uma continuação, mas é um tanto difícil ver isso acontecendo, já que o segundo filme da heroína se passa nos anos 80 – a não ser que outras produções do Universo Estendido da DC Comics também sejam ambientadas nesse período.

Quer saber ainda mais sobre a personagem e sobre as suas outras encarnações ao longo dos anos? Fique com a nossa lista sobre a Mulher-Leopardo nas HQs:

Imagem de perfil
sobre o autor Gus Fiaux

Formado em Cinema e Audiovisual pela UFPE. Crítico, roteirista e mago nas horas vagas. Wouldst thou like to live deliciously? || @gus_fiaux