Capa da Publicação

Mulher-Aranha se torna aliada de uma grande inimiga nos quadrinhos

Por Raphael Martins

Atenção: Alerta de Spoilers!

As coisas não estão fáceis para Jessica Drew, a Mulher-Aranha, nos quadrinhos. Com uma doença degenerativa decorrente de radiação destruindo seu corpo e o soro Marchand afetando sua mente, a heroína andou tomando algumas decisões bem questionáveis, como, por exemplo, se aliar a uma nova e letal inimiga. E as consequências disso podem ser severas.

Anteriormente em Mulher-Aranha…

Enquanto Jessica Drew procurava uma aranha extremamente rara que poderia produzir uma cura para sua doença, ela encontra uma grande oponente com o mesmo objetivo. Seu nome é Octavia Vermis, filha de Otto Vermis, um traiçoeiro comandante da Hidra que no passado fez lavagem cerebral na heroína, a transformando em um recurso valioso para a organização.

Depois de mais alguns encontros bastante agressivos, Octavia disse a Jessica que elas poderiam se ajudar e ainda terem tempo de encontrarem uma cura para a Mulher-Aranha. As duas então partem por uma busca por ingredientes que poderiam resultar em um soro, e essa procura acaba levando-as até o esconderijo do Alto Evolucionário, onde Octavia encontra sua filha, Ophelia, que ama o vilão como se fosse da família.

Para o mais absoluto terror de Jessica, ela descobre também que o Alto Evolucionário fez vários clones de sua mãe, assim como de Octavia, no que resultou na criação de Ophelia.

Fruto de clonagem, Ophelia foi criada desde pequena para servir como arma para o Alto Evolucionário

A traição de Octavia

Enfim, chegamos a Spider-Woman #9 (via CBR), lançada recentemente nos Estados Unidos. Na edição, o Alto Evolucionário explica que os clones tem uma falha, precisando serem expostos ao que ele chamou de “a fonte” regularmente, ou irão decair e morrer, o que torna tanto Octavia quanto Ophelia dependentes dele. Após criar uma suposta cura para Jessica, o vilão fala seu código de acesso, o que era exatamente o que Octavia estava esperando.

Na realidade, Octavia usou a doença de Jessica o tempo todo para conseguir chegar até a localização de Ophelia e matar o Alto Evolucionário. Apesar dos apelos de sua filha, Octavia vai para cima do inimigo, pedindo o auxílio da Mulher-Aranha na tarefa e sendo prontamente atendida. Assim sendo, as duas matam o Alto Evolucionário. Como resposta, os clones enlouquecem e atacam as duas, o que resulta em Jessica sendo atingida pelo laser que seria sua suposta cura.

Ao acordar, os olhos de Jessica tem o mesmo tom de verde que o de Octavia e Ophelia, que estão lutando devido a morte do Alto Evolucionário. No meio do combate, Octavia admite para sua filha que ela era sua única fraqueza, quebrando o pescoço dela logo depois.

Sem nenhuma hesitação, Octavia quebra o pescoço de sua própria filha

Tanto Jessica quanto Octavia tiveram uma vida bastante sofrida, que as moldaram nas guerreiras que são hoje. Jessica sempre trabalhou para desfazer o dano que fez enquanto estava sob o controle da Hidra, enquanto Octavia, que é praticamente um espelho de Jessica, preferiu seguir o caminho do mal. E agora que Jessica sujou as mãos, pode ser muito mais difícil para ela voltar para a luz. O que acontecerá com a Mulher-Aranha? Comentem!

Veja também:

Imagem de perfil
sobre o autor Raphael Martins

Redator, apresentador e roteirista. Gosto de longas caminhadas na praia, Star Wars, tokusatsu, anime e filé com batata frita. Deixo as pessoas constrangidas. Você pode trocar uma ideia comigo no Twitter: @aqueleraphael